Rondônia, - 21:02

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
COVID-19
Por que o Acre desponta na frente de alguns estados amazônicos nos resultados para Covid-19?
Situação privilegiada de ter um laboratório de infectologia faz com que os acreanos sejam testados todos os dias, mas isolamento ainda é a maior arma para conter disseminação
Publicado Quarta-Feira, 25 de Março de 2020, às 14:46 | Fonte Ascom Agência Acre 0

 
 

O Acre tem uma ‘carta na manga’ quando o assunto é avaliação de casos de Covid-19 na região. É o Centro de Infectologia Charles Mérieux, implantado em 2016, a princípio, para estudar e desenvolver tratamentos a pessoas acometidas por hepatites virais no estado.

O laboratório francês, que em território nacional só existe no Acre e na Bahia, está em Pequim, na China, e tem sede em Lyon, na França, todos conectados para promover pesquisas e oferecer exames de doenças infectocontagiosas.

A situação privilegiada em relação a muitos estados permite que o Acre saiba diariamente os diagnósticos de Covid-19, já que as amostras são enviadas ao Charles Mérieux todos os dias.

“Isso acontece por causa do processo de avaliação que é dinâmico e ao horário diário de fechamento de dados à frente, inclusive, do mapa nacional do Ministério da Saúde”, explica Tania Bonfim, técnica responsável pela Área de Influenza e Covid-19 da Sesacre.

Isso justifica o fato de Rondônia, por exemplo, sofrer com atrasos nos números confirmados da doença, já que todos os testes feitos até agora no estado vizinho foram enviados diretamente para o Instituto Evandro Chagas, em Belém, instituição para a qual o Acre também envia as suas contraprovas.

Para se ter uma ideia da celeridade que o Mérieux proporciona, do dia 17 ao dia 24 deste mês, apenas três contraprovas retornaram do Instituto Evandro Chagas, dos 21 casos já testados positivo para a doença no estado.

Essa condição impacta, inclusive, na contabilidade dos casos no mapa do Ministério da Saúde. Por isso, é preciso esclarecer, sobretudo aos profissionais de imprensa, que por muitas vezes existirá uma diferença entre os números apresentados pelo Ministério da Saúde e os repassados pelo estado.

Atualmente, a política de testagem considera apenas pacientes graves, profissionais de saúde e os familiares destas duas categorias que estejam com os sintomas.







Veja também em Notícias da Amazônia


Acre adota medidas administrativas durante pandemia da Covid-19 para equilibrar gastos públicos
O governador Gladson Cameli, por meio do Decreto nº 5.945, determinou na última sexta-feira, 20, uma série de medidas administrativas de caráter emergencial que serão adotadas por todo o Executivo estadual para ajudar a manter o equilíbrio dos gast...


OCA suspende atendimento ao público a partir desta quarta-feira
A direção da Organização das Centrais de Atendimentos de Rio Branco (OCA) informa que a prestação de serviços da unidade será suspensa ao público a partir desta quarta-feira, 18....


Setor turístico do Pará reúne para falar dos impactos com o avanço do coronavírus
Convocados pela Associação Brasileira de Agências de Viagens do Pará (ABAV-Pará), representantes do trade turístico paraense se reuniram na noite desta quarta-feira, 17, para falar dos impactos econômicos em um dos setores mais atingidos com a pand...


Governo confirma três casos de coronavírus no Acre e anuncia suspensão das aulas
Governador anunciou cancelamento de concurso público para 9,2 mil pessoas e a paralisação de escolas e universidades por 15 dias...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News