Rondônia, - 14:16

 

Você está no caderno - Artigos
Artigos
A crise no transporte coletivo não é caso isolado
A crise no transporte coletivo urbano de passageiros não é problema único em Rondônia. Em todo o país, o sistema sofre o impacto de..
Publicado Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020, às 10:56 | Fonte Solano Ferreira 0

 
 

Divulgação/ Internet

A crise no transporte coletivo urbano de passageiros não é problema único em Rondônia. Em todo o país, o sistema sofre o impacto de muitos deveres sociais e trabalhistas contra os transportes alternativos e os clandestinos, sendo que esses nada têm de comprometimento social.

Com custos baixos, os alternativos e clandestinos levam o considerado ‘filé’ de passageiros, deixando para as empresas com pesadas onerações, os passageiros gratuitos, os meia-passagens e os vales transportes, todos com função social aos usuários e nada de recompensa aos prestadores do serviço.

É claro que o usuário vai optar por aquilo que é mais conveniente e mais acessível, porém o governo brasileiro precisa encontrar alternativas para bancar os prejuízos das empresas que compõem os sistemas municipais de transportes urbanos.

As grandes cidades do mundo buscam alternativas para reduzir os impactos causados pelo trânsito urbano. Inclui nos modelos maior uso de transporte coletivo para reduzir os veículos que transportam individualmente. Enquanto os urbanistas buscam alternativas para reduzir a quantidade de veículos rodantes, e consequentemente, reduzindo custos familiares e menores emissões de gases poluentes, por aqui, o que vem acontecendo é o inverso com a falência de sistemas que possam tornar as cidades mais organizadas.

O reflexo desse problema vem ocorrendo em grandes cidades brasileiras, com maior visibilidade, mas em pequenas cidades com Candeias de Jamari o mesmo fenômeno vem ocorrendo a partir de prejuízos às empresas e desagregação de sistemas integrados.







Veja também em Artigos


O valor étnico de Rondônia como berçário Tupi-Guarani
A pesquisa realizada pelo Departamento de Genética e Biologia Evolutiva do Instituto de Biociências (IB) da USP (Universidade Federal de.....


Um Conselho da Amazônia para decidir os destinos da região
Da ficção à realidade O sonho de extrair minérios abundantes e caros das terras indígenas tromba com o pesadelo mundial de que a.....


Estado confia saúde pública aos cuidados da padroeira
O estado aposta todas as fichas na construção do novo hospital de urgência e emergência, comprovadamente indispensável...


Patrocinar carnaval é jogar dinheiro público no ralo
A declaração do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, de que, à semelhança do ano passado, não vai repassar um centavo para ajudar as escolas de samba......

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News