Rondônia, - 04:10

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícias da Amazônia
Amazonas comemora 15 anos sem registrar casos de febre aftosa
O último registro se deu em 2004, quando houve a identificação pelo serviço veterinário oficial do foco de febre aftosa no município de Careiro da Várzea
Publicado Terça-Feira, 10 de Setembro de 2019, às 11:13 | Fonte A Crítica 0

 
 

Foto: Divulgação

O Amazonas comemora, nesta segunda-feira (9), 15 anos sem focos de febre aftosa. O último registro se deu em 2004, quando houve a identificação pelo serviço veterinário oficial do foco de febre aftosa no município de Careiro da Várzea, distante a 25 quilômetros de Manaus. A notificação junto à Comissão Executiva Permanente de Defesa Agropecuária (Codesav), regida pela Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), órgão executor das ações de defesa sanitária animal e vegetal naquela época, ocorreu no dia 25 de agosto, e a confirmação se deu no dia 9 de setembro.

Atualmente, as ações de defesa agropecuária são coordenadas pela Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), fundada no dia 29 de agosto de 2012. De acordo com o diretor-presidente da Adaf, Alexandre Aráujo, os focos registrados naquele ano serviram como um divisor de águas para a consolidação do serviço de defesa agropecuária no Estado.

“Hoje é um dia de alegria para todos os profissionais que atuaram naquela época. A partir dali, o serviço de defesa agropecuária do Amazonas ganhou um novo olhar em nível de Brasil. Além de comemorarmos o Dia do Médico Veterinário (9 de setembro), faz 15 anos que não registramos foco de febre aftosa no estado. Isso demonstra a importância desses profissionais nos cuidados da saúde e bem-estar animal, e a representação que a Adaf tem no Estado”, comentou Alexandre Araújo.

Quinze anos atrás

Em 2004, foram identificados ao todo quatro focos de febre aftosa do Tipo C no município de Careiro da Várzea.  À época, a Codesav executou medidas que garantiram a sanidade do rebanho e o mercado nacional e internacional. As medidas adotadas foram: interdição da área, deslocamento de equipes para o local, implantação de postos de fiscalização, investigação nas propriedades vizinhas, e recadastramento de propriedades rurais.

O Amazonas é reconhecido internacionalmente pela Organização Mundial de Sanidade Animal (OIE) como área livre de febre aftosa com vacinação e busca suspender a vacina de febre aftosa até 2021, conforme o Plano Estratégico 2017-2026 do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA), do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).









Veja também em Notícias da Amazônia


Novena de São José completa duas décadas e reúne 75 mil pessoas
A celebração, que acontece no Santuário de São José, na Rua Visconde de Porto Alegre, foi criada no dia 19 de setembro de 1999, pelo padre Sérgio Lúcio Alho da Costa ...


Operação cumpre mandados de prisão contra policiais militares e um vereador suspeitos de atuar em grupos de extermínio
No total, serão cumpridos nove mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão. De acordo com as investigações, a atuação desses grupos é responsável......


Crianças de 11 e 8 anos encontram pai morto eletrocutado no AC; produtor tentava arrumar bomba de água
Acidente aconteceu por volta de meio dia, na zona rural do Bujari, no interior do Acre. Mas, corpo de Jovano de Oliveira, de 39 anos, só foi encontrado pelos filhos por volta das 17h...


Sine oferta 19 vagas de emprego para Rio Branco nesta quinta-feira (19); confira a lista
Candidatos interessados devem ir à OCA, na rua Quintino Bocaiúva, 299 - Centro...

 



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News