Rondônia, - 15:39

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
apreensão de 3 mil caixas de conhaque no AM
Fisco do Amazonas apreende 3 mil caixas de conhaque
A embarcação vinha de Santarém, no Pará, e os produtos seriam comercializados em Manaus. O valor estimado das mercadorias é de R$ 250 mil. A operação que resultou na apreensão das bebidas contou com o apoio da Polícia Militar do Amazonas.
Publicado Sábado, 18 de Maio de 2019, às 12:31 | Fonte Assessoria de Comunicação 0

 
 

Divulgação

Fiscais da Secretaria de Estado de Fazenda do Amazonas (Sefaz/AM) apreenderam cerca de 3.000 caixas de conhaque e outras bebidas sem nota fiscal no Porto do São Raimundo, na zona oeste de Manaus, na tarde desta sexta-feira (17/05). A ação dos fiscais interceptou uma balsa com a mercadoria irregular no momento do desembarque.

  

A embarcação vinha de Santarém, no Pará, e os produtos seriam comercializados em Manaus. O valor estimado das mercadorias é de R$ 250 mil. A operação que resultou na apreensão das bebidas contou com o apoio da Polícia Militar do Amazonas.

  

A apreensão acontece um dia depois de outra blitz bem sucedida da fiscalização da fazenda estadual. Na última quinta-feira (16/05), foram apreendidos cerca de 75 mil maços de cigarro sem nota fiscal no Porto de Manaus, no Centro. A mercadoria está avaliada em torno de R$ 600 mil.

  

Também proveniente do estado vizinho, o produto estava escondido atrás de uma coluna com caixas de pomadas anti-inflamatórias. Os fiscais acreditam que as caixas de pomada foram colocadas para inibir o cheiro do cigarro.

 

“É seguramente a maior apreensão de cigarro em mais de dez anos”, diz o fiscal Cristóvão Valença, há mais de 33 anos atuando no Departamento de Fiscalização da Sefaz.

  

De acordo com o diretor de Fiscalização da Sefaz, Diego Silveira, as mercadorias aprendidas foram encaminhadas para o depósito da Sefaz/AM, situado no bairro do São Francisco. Se os contribuintes não forem identificados, será dado o perdimento das cargas.

  

“Se a Sefaz não identificar o contribuinte – que é o que acontece na maioria das vezes, já que vem num barco, mas chega aqui a pessoa não pega, abandonando a carga –, os itens irão para leilão, e o fruto desse leilão convertido em imposto para o Estado”, explicou ele.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Amazônia


Funai e PMA fazem operação em RO contra grilagem de terra e exploração ilegal de madeira
Reserva indígena é localizada na região de União Bandeirante, distrito de Porto Velho. Segundo Funai as invasões são acobertadas por supostas associações....


Desmatamento ilegal na Amazônia: PF cumpre mandados em Rondônia no DF e mais 8 estados
Donos de madeireiras e exportadoras e agentes de órgãos ambientais são investigados....


Inpa promove Workshop Internacional de Biodiversidade Tropical e Conservação
Gratuito, o Workshop é uma atividade do projeto Museu na Floresta, uma parceria do Inpa com a Universidade de Quioto, com financiamento da Jica...


Amazônia é do Brasil e não da humanidade, diz Heleno
Não aceito essa história de que a Amazônia é patrimônio da humanidade, isso é uma grande bobagem”, afirmou em entrevista no Palácio do Planalto....

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News