Rondônia, - 02:26

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
‘Vamos jogar pesado na Previdência’, diz Bolsonaro antes de deixar Israel
Em sua última declaração antes de voltar ao Brasil após viagem oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a prioridade de seu governo agora é aprovar a reforma da Previdência e que pretende “jogar pesado” com o tema pela sua importância.
Publicado Quarta-Feira, 3 de Abril de 2019, às 09:48 | Fonte Veja.com 0

 
 

© Clauber Cleber Caetano Jair Bolsonaro fala com a imprensa no hotel King David, em Jerusalém – 03/04/2019


Em sua última declaração antes de voltar ao Brasil após viagem oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a prioridade de seu governo agora é aprovar a reforma da Previdência e que pretende “jogar pesado” com o tema pela sua importância. Negou, contudo, que vá a um jantar com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, organizado por João Doria em São Paulo.

“Nós vamos jogar pesado na Previdência porque ela é um marco né?”, afirmou, antes de deixar nesta quarta-feira, 3, o hotel em que esteve hospedado em Jerusalém.

Bolsonaro decolou do aeroporto de Tel Aviv rumo a Brasília por volta das 9h20 do horário local (3h20 no Brasil). A previsão, segundo a Presidência, é de que o avião chegue ao seu destino final ainda nesta quarta.

Já na quinta-feira, 4, o presidente tem reuniões marcadas com parlamentares para negociar alguns pontos do texto da Reforma. Bolsonaro, contudo, reconheceu que a aprovação agora depende da vontade da Câmara dos Deputados.

“O deputado, que eu fui por 28 anos, na ponta da linha sabe onde o calo aperta. E ele questiona seu líder e chega no Rodrigo Maia, que diz: olha, essa questão aqui, se não tirar a gente vota contra o projeto como um todo”, afirmou. “A gente diz que a boa Previdência é aquela que passa”.

O presidente se negou a comentar se há pontos do texto que o governo não aceita negociar. “O Parlamento é soberano para fazer os polimentos, tirar alguma coisa. A gente gostaria que passasse como chegou, mas sabemos que vai ter mudança”, reconheceu. “Quem vai bater o pênalti é a Câmara dos Deputado e depois o Senado”.

Bolsonaro confirmou uma articulação do governador de São Paulo, João Dória, para marcar um jantar na próxima sexta-feira, 5, entre o presidente e Rodrigo Maia para discutir a reforma e amenizar os atritos recentes entre os dois. O líder brasileiro, contudo, disse que está muito cansado da viagem a Israel.

“Eu estou com 64 anos, não dá para ter uma batida dessas não”, disse, sobre viajar a São Paulo. “De repente eu estou aí com problema de saúde”.

Afirmou, porém, “estar disposto a conversar” em um encontro em Brasília. “Vou até na casa do Maia, converso particularmente com ele sem problema nenhum”.

100 dias de governo: ‘barra é pesada’
Próximo a completar 100 dias de governo, Bolsonaro avaliou seu governo de maneira positiva. “Mais de 90% [das metas] vai ser atendido e o restante, 10%, vai ser parcialmente atendido’, afirmou.

“Os meus planejamentos todos estão dando certo. Tanto é que eu sai do zero e sou presidente”, disse, rindo. “Eu estou rindo, mas estou envelhecendo mais rápido. A barra é pesada”.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


Caso Queiroz: como estão as investigações sobre ex-assessor de Flávio Bolsonaro?
A apuração do Ministério Público do Rio de Janeiro sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL), vai completar 500 dias no próximo sábado, mas ainda não há conclusão a respeito do caso...


'Sistema de capitalização proposto não deve passar', diz Maia
Para o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), o sistema de capitalização para a previdência social não será aprovado pela Casa, se mantido como o proposto pelo governo federal. ...


MP diz que Flávio Bolsonaro ‘direciona esforços para interromper investigações’
O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) afirmou que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tem direcionado seus esforços para tentar interromper investigações sobre movimentações financeiras atípicas em seu gabinete de deputado estadual no Rio e...


Michel Temer se torna réu em processos da Lava Jato no RJ
O juiz federal Marcelo Bretas, responsável pelos processos da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, aceitou nesta terça-feira, 2, as duas denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal (MPF) contra o presidente Michel Temer (MDB), pelos cri...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News