Rondônia, - 14:14

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Doria diz que gastou quase 2 milhões de reais com reforma no Palácio
O governador João Doria enviou nesta segunda-feira (1º) um ofício ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) informando ter gasto quase 2 milhões com as reformas realizadas no Palácio dos Bandeirantes.
Publicado Quarta-Feira, 3 de Abril de 2019, às 09:37 | Fonte Veja.com 0

 
 

© Fornecido por Abril Comunicações S.A. A decoradora Jóia Bergamo e Doria e um dos ambientes renovados

 

O governador João Doria enviou nesta segunda-feira (1º) um ofício ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE) informando ter gasto quase 2 milhões com as reformas realizadas no Palácio dos Bandeirantes. O documento foi assinado pelo vice-governador e secretário de governo, Rodrigo Garcia.

O ofício foi enviado pelo tucano após VEJA SÃO PAULO revelar que o político não havia informado o valor gasto com as obras.

As transformações, que foram motivo de crítica de especialistas, mudaram bastante a cara dos ambientes internos da sede do Governo Paulista, na região do Morumbi. Serviram para repaginar, por exemplo, o Salão de Despachos e antigo Salão dos Pratos, hoje rebatizado de Sala São Paulo.

Nesses cômodos, Doria mandou pintar as paredes de preto e cinza. Antes, essas salas eram marcadas por paredes brancas e elementos em madeira. Muitos móveis antigos ali expostos foram cobertos por panos escuros.

 

 

Documento foi enviado ao TCE pelo governo Doria

© Fornecido por Abril Comunicações S.A. Documento foi enviado ao TCE pelo governo Doria

 

 

A área íntima do Palácio, antigamente usada como moradia do governador, também foi redecorada. Como continua vivendo em sua mansão no Jardim Europa, na Zona Oeste da capital, Doria tranformou a ala residencial em seu gabinete. Funcionários informaram que o governador mandou até construir um banheiro para uso exclusivo dele no local.

Segundo antecipou a reportagem, a empreitada contou com a consultoria de Joia Bergamo, uma decoradora de luxo de São Paulo. Uma assessora afirmou a VEJA SÃO PAULO que Joia tinha doado o projeto a Doria.

O Código de Ética do Estado proíbe que servidores estaduais recebam benesses de empresas privadas. Permite apenas o recebimento de “brindes que não tenham valor comercial, ou não tenham valor elevado e sejam distribuídos a título de cortesia, divulgação ou por ocasião de eventos especiais ou datas comemorativas”.

A reportagem perguntou várias vezes à assessoria do governador quanto Doria tinha gasto com as reformas, mas não obteve resposta de valores em nenhuma delas. Afirmaram apenas que foi utilizado um dinheiro previsto no orçamento.

Oficialmente, Doria também não confirmava que tinha recebido o projeto das obras de presente de Joia. Amigos, porém, publicaram fotos elogiando o trabalho da profissional durante um jantar promovido pelo governador para reapresentar o Palácio com a nova decoração.

Em nota, a assessoria do Palácio dos Bandeirantes informou que as reformas foram feitas para “manutenção de rotina e conservação do patrimônio público”.

No ofício enviado ao TCE, o governador comunicou que utilizou uma parte dos mais de 9,4 milhões de reais do Orçamento destinados à manutenção predial preventiva.

 









Veja também em POLÍTICA


Teori deve confirmar delação premiada de Sérgio Machado
...


Para Maia, rejeição impede eleição de Alckmin
...


Plenário da Câmara pode votar nesta terça PEC que reduz maioridade penal
Os líderes partidários se reúnem às 14h30 desta terça para definir as votações da semana...


MEC cancela viagem de olavistas para Paris em novo episódio da crise na educação
O Ministério da Educação (MEC) cancelou a viagem a Paris de três assessores ligados ao escritor Olavo de Carvalho....

 


ads2507



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News