Rondônia, - 00:28

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Justiça proíbe venda de iPhones antigos na China a pedido da Qualcomm
Publicado Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018, às 16:27 | Fonte Olhar Digital 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=358020&codDep=41" data-text="Justiça proíbe venda de iPhones antigos na China a pedido da Qualcomm

  
 
 

(Foto: K?rlis Dambr?ns / Wikimedia)

 

 

REDAÇÃO OLHAR DIGITAL 10/12/2018 16H15 APPLEIPHONEQUALCOMM

 

A Qualcomm conseguiu uma liminar da Justiça para impedir a venda de alguns modelos de iPhone na China, noticiou nesta segunda-feira, 10, a agência Reuters. A liminar contempla aparelhos antigos, e a Apple diz que continua vendendo smartphones no país.

A decisão da Justiça chinesa acata um pedido da Qualcomm em um dos muitos processos que a fabricante de chips move contra a Apple ao redor do mundo. Neste processo, especificamente, a criadora do iPhone é acusada de usar patentes de software da Qualcomm sem pagar.

A empresa moveu processos semelhantes contra a Apple ao redor do mundo. A Maçã, por sua vez, contra-ataca com processos dizendo que os royalties cobrados pela Qualcomm são abusivos. Neste caso, a Justiça ficou do lado da empresa que fabrica parte dos chips e componentes dos iPhones.

Veja também:Justiça bloqueia R$ 2 milhões de dono da página 'Tudo Sobre Todos'Você só tem mais um mês para trocar a bateria do seu iPhone com preço reduzidoApós multa bilionaria, Google é processado em sete países na Europa

Estão banidos da China os iPhones 6S, 6S Plus, 7, 7 Plus, 8, 8 Plus e X, desde que estejam rodando uma versão desatualizada do sistema operacional. A Apple diz que todos os aparelhos vendidos no país estão com o iOS 12 instalado de fábrica e, por isso, não vai interromper as vendas.

As patentes que a Qualcomm diz que a Apple violou dizem respeito a recursos de software em versões mais antigas do sistema operacional, o que explica a diferença de tratamento entre iPhones atualizados e desatualizados. O processo foi aberto no final de 2017, segundo a Reuters.

 

 

Em comunicado, a Apple diz que "o empenho da Qualcomm em banir nossos produtos é mais uma ação desesperada de uma empresa cujas práticas ilegais estão sob investigação por reguladores ao redor do mundo", em referência aos processos que a criadora do iPhone move contra a rival.

Já a Qualcomm diz que "a Apple continua se beneficiando da nossa propriedade intelectual enquanto se recusa a nos compensar", nas palavras do advogado geral da empresa, Don Rosenberg, em comunicado à imprensa. A decisão que proíbe a venda de iPhones na China ainda pode ser revertida nas próximas etapas do processo.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Desafio dos 10 anos levanta debate sobre reconhecimento facial
Jogo que viralizou no Facebook levantou discussão entre especialistas ...


O que podemos esperar dos novos iPhones?
...


CFM regulamenta telemedicina no Brasil. Veja como vai funcionar
Paciente terá de autorizar uso do método e atendimento deverá ser gravado...


Chineses querem trazer amostras da Lua ainda este ano
É a primeira vez em mais de 40 anos que uma missão é enviada àquele planeta com esse objetivo...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News