Rondônia, - 18:24

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
Senador, Major Olímpio apoiará venda de reservas indígenas e fim de torcidas organizadas
Apoiador de Bolsonaro em SP, deputado também quer revogação do estatuto do desarmamento
Publicado Terça-Feira, 9 de Outubro de 2018, às 14:19 | Fonte Amazonia.org.br 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=355510&codDep=30" data-text="Senador, Major Olímpio apoiará venda de reservas indígenas e fim de torcidas organizadas

  
 
 

Divulgação - Internet

 

O deputado federal Major Olímpio (PSL) é um dos soldados mais antigos e fiéis do bolsonarismo.

Coordenador de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) em São Paulo, ele foi beneficiado pela onda de popularidade do presidenciável, ultrapassou nomes fortes (como a tucana Mara Gabrilli, eleita, e o petista Eduardo Suplicy), e foi o candidato ao Senado mais votado em São Paulo, com 28,81% dos votos válidos.

Ele, que diz que “a ficha ainda está caindo”, afirma que o capitão reformado do Exército não interferirá nas eleições paulistas, a despeito do flerte de João Doria (PSDB), que tem tentado fazer pegar a moda Bolsodoria.

Sobre o Senado, ele define como prioridades de seu mandato a redução da maioridade penal, a revogação do estatuto do desarmamento e a retomada de projeto seu para extinguir torcidas organizadas. Ele também diz que apoiará projeto de Bolsonaro de venda de reservas indígenas.

Como o senhor entende essa onda bolsonarista que engordou as votações de diversos candidatos na reta final?

Foi um recado dado pela população de que estão esgotados com a velha política. Surgiu, então, essa onda bolsonarista como resposta. É uma esperança que surgiu dessa expectativa dos eleitores.

Quais são as principais metas do seu mandato?

A redução da maioridade penal é questão de honra. Também vou priorizar a luta pela revogação do estatuto do desarmamento para possibilitar que o cidadão de bem se defenda. E vamos lutar pela sedimentação do Sistema Único de Segurança Pública, que já foi aprovado mas ainda não foi implementado.

O senhor já apresentou na Câmara um projeto de extinção das torcidas organizadas. Vai retomá-lo no Senado?

Vou prosseguir com ele. As torcidas organizadas surgiram como grupos para apoiar os times, mas se tornaram organizações criminosas que colocaram os clubes e os torcedores como reféns. Organizadas de São Paulo fizeram até campanha para não votar em mim, porque se tornaram esses antros que geram violência. São fachadas para o crime.

Como o senhor vê o segundo turno das eleições presidenciais?

Faltou um “Alckminzinho” para ganharmos no primeiro turno. Vamos ter uma vitória avassaladora, com mais de 70% dos votos no segundo turno, com toda a certeza.

Bolsonaro já propôs colocar as reservas indígenas nas mãos dos índios para que eles possam vender os terrenos. Como senador, o senhor será favorável a isso caso um dia o projeto Chegue?

Concordo. As reservas indígenas hoje se prestam a sofrer com o extrativismo de minerais. Temos tantas organizações picaretas que estão defendendo o meio ambiente. Com absoluta certeza eu defenderei e vamos tentar implementar.

A Janaina Paschoal (PSL), deputada estadual por São Paulo, disse que abandonará o Bolsonaro caso ele se mostre autoritário. O senhor faria o mesmo?

Não existe o menor risco de acontecer. O Bolsonaro não tem o menor viés autoritário. Querem colocar esse estigma devido ao fato de ele ser militar. Janaína jamais precisará deixar o Bolsonaro. É a pessoa que conheço que mais defende a liberdade de expressão e das pessoas.

A ideia de uma Constituinte já foi defendida por ambas as candidaturas, a de Fernando Haddad (PT) e a de Bolsonaro. O senhor concorda?

Discordando do general Hamilton Mourão (PRTB), acredito que uma Constituinte tem que contar com os representantes do povo. Mas a ideia dele não é a do programa de governo nem a do Bolsonaro. Sou um pouco reticente com a ideia de se chamar uma Assembleia Constituinte Nacional. Acho que se faria um esforço muito grande em um primeiro momento e produziríamos muito pouco.

Como o senhor vê o apoio de João Doria a Bolsonaro em São Paulo?

Achei extremamente antiético da parte do pessoal de campanha dele plantar o voto Bolsodoria quando nós tínhamos um candidato, o Rodrigo Tavares (PRTB). Meu vídeo [Olímpio gravou vídeo em que acusa Doria de oportunismo] foi em relação a isso. Independente se o Doria está falando em Bolsonaro por oportunidade eleitoral ou não, conversei com Bolsonaro e [Gustavo] Bebianno [presidente do PSL] e o partido terá posição de neutralidade.

O Bolsonaro vai manifestar apoio a ele ou gravar algum vídeo de agradecimento?

Neutralidade. Temos um objetivo maior que é a eleição de Bolsonaro. Não vamos entrar nessa briga doméstica aqui em São Paulo. Jamais [terá vídeo de Bolsonaro para Doria]. Bolsonaro não vai tomar posição na eleição em São Paulo. E ninguém vai me ver em palanque do PSDB em São Paulo.

Em seu vídeo, o senhor acusa Doria de oportunismo por apoiar o voto BolsoDoria enquanto Geraldo Alckmin ainda estava na disputa.

É lógico que agora ele quer pegar uma carona na popularidade do Bolsonaro. Entendo que agora é legítimo. Lá atrás, quando tínhamos candidato a governador, foi antiético, no mínimo.

 

 

Fonte: Folha de São Paulo

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em NACIONAL


Mulheres na linha da frente contra Balsonaro
Milhares e milhares de manifestantes, na sua maioria mulheres, tomaram hoje as ruas de algumas das principais cidades do Brasil num enorme grito contra o candidato de extrema-direita...


Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena acumula
As dezenas sorteadas foram: 10 - 22 - 40 - 46 - 55 %u2013 58 ...


Lula da Silva impedido de votar após recusa de recurso pelo tribunal
Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná destacou que é “tecnicamente impossível” instalar urnas na sede da Polícia Federal na cidade de Curitiba, onde Lula da Silva Ele está preso desde abril...


Obras de contenção no museu devem ter início nesta segunda-feira
Uma semana depois do incêndio que atingiu o Museu Nacional do Rio de Janeiro, na Quinta da Boa Vista, o prédio deverá ser cercado de tapumes para dar início às obras de contenção e procedimentos para manter a estrutura segura. ...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News