Rondônia, - 06:18

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Há limites para tudo. Triatleta comeu oito quilos de sushi e foi proibido de regressar ao restaurante
Depois de jantar, quando pagava a conta e deixava uma gorjeta aos empregados, Jaroslav Bobrowski foi informado que não poderia regressar ao buffet. A justificação? É mau para o negócio
Publicado Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018, às 05:13 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=354394&codDep=24" data-text="Há limites para tudo. Triatleta comeu oito quilos de sushi e foi proibido de regressar ao restaurante

  
 
 

REDA&CO/ GETTY IMAGES

 

Por €15.90 qualquer pessoa que entre pela porta do Running Sushi, um restaurante de comida tradicional japonesa em Landshut, na região alemã da Baviera, pode comer o que quiser. E foi a isso que Jaroslav Bobrowski se propôs. O triatleta de 30 anos visitou o local e foi além daquilo que o dono do restaurante alguma vez pensou que uma pessoa seria capaz de consumir. Comeu quase 100 peças. E se o número ainda não é suficientemente impressionante, transformemos em quilos: são cerca de oito. Resultado? Foi convidado a não voltar.

Bobrowski, que trabalha como engenheiro informático, participa nas provas do ironman, que implicam quase quatro quilómetros de natação, mais 180 de ciclismo e 42 de corrida, e pratica uma dieta especial que consiste em ficar 20 horas sem ingerir alimentos. Após este jejum, quando se senta à mesa é com o objetivo de comer até ficar totalmente cheio.

A visita de Jaroslav Bobrowski ao restaurante aconteceu no início deste mês à hora do jantar. Não pediu bebida e limitou-se a comer. “Fez uma refeição equivalente a cinco pessoas. Não é normal”, contou o dono do restaurante ao jornal regional “Passauer Neue Presse”.

No final, Bobrowski pagou a conta: €15.90, tal como está definido no menu do buffet, que inclui tudo aquilo que se consiga comer, o conceito que na gíria anglo-saxónica é designado por "all you can eat". O triatleta quis deixar uma gorjeta, mas o funcionário não aceitou. Em vez disso, disse-lhe subtilmente que estava proibido de voltar ao restaurante. “Estou banido porque como demais”, comentou Jaroslav Bobrowski.

Esta não era primeira vez que o triatleta visitava o restaurante. E sempre que ali se deslocava comia generosamente. Jaroslav Bobrowski mede 1,72 metros, pesa 79 quilos e tem “menos de 10% de massa gorda”.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Guarda Costeira espanhola resgata 468 migrantes no mar
A Guarda Costeira espanhola resgatou 468 migrantes de 10 embarcações no estreito de Gibraltar, além de outras 52 pessoas a bordo de mais duas que chegaram a terra em Chiclana de la Frontera (Cádis)....


Venezuela. Engenheiro português assassinado em Caracas
Um engenheiro português de 36 anos foi assassinado em Caracas por vários homens armados e por motivos ainda desconhecidos, noticiou a imprensa local....


Venezuela. Partido da oposição diz que deputado detido foi morto, autoridades dizem que se suicidou
Fernando Albán foi detido na sequência do que as autoridades afirmam ter sido uma tentativa de assassínio com drones contra o Presidente Nicolás Maduro, em agosto. O procurador-geral afirmou que Albán “pediu para ir à casa de banho e, quando lá che...


Zona ocidental de Cuba em alerta à medida que se aproxima o furacão Michael
Michael, agora um furacão de categoria 1, intensificou-se com ventos máximos até 140 quilómetros por hora e encontra-se atualmente a 80 quilómetros ao norte do cabo San Antonio, o ponto mais ocidental de Cuba...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News