Rondônia, - 01:37

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Há limites para tudo. Triatleta comeu oito quilos de sushi e foi proibido de regressar ao restaurante
Depois de jantar, quando pagava a conta e deixava uma gorjeta aos empregados, Jaroslav Bobrowski foi informado que não poderia regressar ao buffet. A justificação? É mau para o negócio
Publicado Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018, às 05:13 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=354394&codDep=24" data-text="Há limites para tudo. Triatleta comeu oito quilos de sushi e foi proibido de regressar ao restaurante

  
 
 

REDA&CO/ GETTY IMAGES

 

Por €15.90 qualquer pessoa que entre pela porta do Running Sushi, um restaurante de comida tradicional japonesa em Landshut, na região alemã da Baviera, pode comer o que quiser. E foi a isso que Jaroslav Bobrowski se propôs. O triatleta de 30 anos visitou o local e foi além daquilo que o dono do restaurante alguma vez pensou que uma pessoa seria capaz de consumir. Comeu quase 100 peças. E se o número ainda não é suficientemente impressionante, transformemos em quilos: são cerca de oito. Resultado? Foi convidado a não voltar.

Bobrowski, que trabalha como engenheiro informático, participa nas provas do ironman, que implicam quase quatro quilómetros de natação, mais 180 de ciclismo e 42 de corrida, e pratica uma dieta especial que consiste em ficar 20 horas sem ingerir alimentos. Após este jejum, quando se senta à mesa é com o objetivo de comer até ficar totalmente cheio.

A visita de Jaroslav Bobrowski ao restaurante aconteceu no início deste mês à hora do jantar. Não pediu bebida e limitou-se a comer. “Fez uma refeição equivalente a cinco pessoas. Não é normal”, contou o dono do restaurante ao jornal regional “Passauer Neue Presse”.

No final, Bobrowski pagou a conta: €15.90, tal como está definido no menu do buffet, que inclui tudo aquilo que se consiga comer, o conceito que na gíria anglo-saxónica é designado por "all you can eat". O triatleta quis deixar uma gorjeta, mas o funcionário não aceitou. Em vez disso, disse-lhe subtilmente que estava proibido de voltar ao restaurante. “Estou banido porque como demais”, comentou Jaroslav Bobrowski.

Esta não era primeira vez que o triatleta visitava o restaurante. E sempre que ali se deslocava comia generosamente. Jaroslav Bobrowski mede 1,72 metros, pesa 79 quilos e tem “menos de 10% de massa gorda”.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Milhares de crianças centro-americanas migram sozinhas para os Estados Unidos
Um em cada quatro migrantes centro-americanos que tentam entrar nos Estados Unidos pelo México é criança. Milhares seguem caminho sozinhas. Só em novembro, uma média diária de 175 menores atravessou a fronteira na mais completa solidão. Esta report...


Secretário do Interior de Trump sai até ao fim do ano
Nova baixa na administração foi anunciada pelo Presidente no Twitter. Desde o primeiro dia de trabalho, em que montou um cavalo para chegar ao seu gabinete, Ryan Zinke foi acumulando excentricidades. Mas as polémicas mais graves têm a ver com decis...


“Macron demissão”. Primeiros confrontos em Paris
“Coletes amarelos” concentram este sábado, em Paris, os protestos nos bairros da Ópera, Saint-Lazare, no mais chique e conservador de todos, o número 16, e ainda na Bastilha. Muitos foram bloqueados pela polícia nos Campos Elísios. A palavra de ord...


Mais de 150 detidos e cinco vítimas na manifestação dos coletes amarelos em Paris
Menos manifestantes, menos danos e menos detidos é o balanço do quinto protesto dos coletes amarelos em Paris...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News