Rondônia, - 06:05

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Crise dos opiáceos faz mais de 8.000 mortos em dois anos no Canadá
Crise dos opiáceos no Canadá é explicada, em parte, devido ao tráfico de fentanil, uma droga ilegal sintética importada da Ásia e que é considerada 30 a 50 vezes mais potente do que a heroína e 50 a 100 vezes mais potente do que a morfina
Publicado Quarta-Feira, 19 de Setembro de 2018, às 05:18 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=354296&codDep=24" data-text="Crise dos opiáceos faz mais de 8.000 mortos em dois anos no Canadá

  
 
 

CHIP SOMODEVILLA/GETTY


Mais de 8.000 pessoas morreram em dois anos no Canadá devido a sobredoses de opiáceos, utilizados em medicamentos ou sob a forma de drogas sintéticas, demonstrando que "a crise não se atenuou", disseram nesta terça-feira autoridades de saúde do país.

"Entre janeiro a março de 2018 houve pelo menos 1.036 mortes no Canadá que têm a ver opiáceos, dos quais 94% foram consumidos sem intenção (de forma acidental)", informou a Agência de Saúde Pública do Canadá (ASPC) em comunicado. No total, "mais de 8.000 pessoas morreram entre janeiro de 2016 e março de 2018 após terem consumido estes fortes analgésicos", salientou.

"É no ocidente do Canadá, em particular, na província de Colúmbia Britânica e em Alberta, que os efeitos se fizeram sentir mais", lê-se ainda no comunicado. No final de agosto, na província da Colúmbia Britânica foi lançado um processo contra mais de 40 empresas farmacêuticas que fabricam ou comercializam esses analgésicos, cujo uso pode criar comportamentos aditivos.

A crise dos opiáceos no Canadá é explicada também devido ao tráfico de fentanil, uma droga ilegal sintética importada da Ásia e que é considerada 30 a 50 vezes mais potente do que a heroína e 50 a 100 vezes mais potente do que a morfina. As 'overdoses' de fentanil foram detetadas em consumidores de cocaína que não sabiam que o pó branco tinha sido misturado com este opioide que é muito mais barato.

"No passado, as mortes por 'overdose' verificaram-se em especial entre as pessoas que usaram drogas por um longo período", salientou a ASPC. Confrontado com a crise, o governo canadiano pôs à disposição cerca de 84 milhões de dólares canadianos (55 milhões de euros) para financiar novos projetos de investigação sobre opiáceos com o objetivo melhorar os serviços de emergência e tentar limitar as 'overdoses' mortais.

Diversas províncias canadianas também distribuíram doses de naloxona (igualmente chamada Narcan), um antídoto para as 'overdoses'.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Guarda Costeira espanhola resgata 468 migrantes no mar
A Guarda Costeira espanhola resgatou 468 migrantes de 10 embarcações no estreito de Gibraltar, além de outras 52 pessoas a bordo de mais duas que chegaram a terra em Chiclana de la Frontera (Cádis)....


Venezuela. Engenheiro português assassinado em Caracas
Um engenheiro português de 36 anos foi assassinado em Caracas por vários homens armados e por motivos ainda desconhecidos, noticiou a imprensa local....


Venezuela. Partido da oposição diz que deputado detido foi morto, autoridades dizem que se suicidou
Fernando Albán foi detido na sequência do que as autoridades afirmam ter sido uma tentativa de assassínio com drones contra o Presidente Nicolás Maduro, em agosto. O procurador-geral afirmou que Albán “pediu para ir à casa de banho e, quando lá che...


Zona ocidental de Cuba em alerta à medida que se aproxima o furacão Michael
Michael, agora um furacão de categoria 1, intensificou-se com ventos máximos até 140 quilómetros por hora e encontra-se atualmente a 80 quilómetros ao norte do cabo San Antonio, o ponto mais ocidental de Cuba...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News