Rondônia, - 16:19

 

Você está no caderno - eleições2018
Eleições 2018
Prisão em período eleitoral: Mitos e verdades
Publicado Quinta-Feira, 13 de Setembro de 2018, às 15:39 | Fonte Huffpost 0

  
 
 

 

© oneword Prisão em período eleitoral: Apenas flagrante ou condenados com sentença inafiançável.
As eleições gerais estão se aproximando e, com elas, uma série de dúvidas que ronda a cabeça dos eleitores volta à tona.

Uma delas, que sempre causa confusão, é sobre a legalidade das prisões no período eleitoral. Afinal de contas, é verdade que ninguém pode ser preso nos dias que antecedem o pleito e também logo após as eleições terminarem?

A resposta para essa pergunta é um pouco mais complexa do que um simples "sim" ou "não", mas está prevista na Lei Eleitoral.

O artigo 236 do Código Eleitoral diz, textualmente, que "nenhuma autoridade poderá, desde 5 dias antes e até 48 horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto".

Em termos leigos, isso significa o seguinte: Se um foragido da lei por assassinato for votar e acabar reconhecido e denunciado, a polícia não poderá prendê-lo, pois assassinato não é crime inafiançável e o eleitor não foi flagrado cometendo o delito.

Candidatos, mesários e fiscais de partido também não podem ser presos no exercício da função, exceto por flagrante, desde 15 dias antes do pleito eleitoral.

E se houver prisão?
No caso de alguma prisão ser efetuada no período eleitoral, diz a lei que o cidadão deverá ser "imediatamente conduzido à presença do juiz competente que, se verificar a ilegalidade da detenção, a relaxará e promoverá a responsabilidade do coator".

 

 

 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em eleições2018


Na TV, presidenciáveis pregam contra polarização entre Bolsonaro e Haddad
O horário eleitoral de Haddad seguiu o padrão dos últimos dias e o de Bolsonaro colocou-o como candidato anti-sistema ...


Mulher de Moro faz campanha nas redes pelo 'voto consciente'
...


PF inaugura Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições 2018
O Coordenador-geral de Defesa Institucional da Polícia Federal, Thiago Borelli, ressaltou a importância da cooperação entre as instituições nas eleições deste ano...


Advogados sustentam que agressor agiu sozinho e refutam conspiração
Advogados de defesa de Adelio Bispo de Oliveira dizem que ele agiu sozinho e de rompante quando decidiu esfaquear o deputado federal e candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). ...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News