Rondônia, - 00:42

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
Feira Internacional de Luanda abre e mais de 10% das empresas são portuguesas
Publicado Terça-Feira, 10 de Julho de 2018, às 07:05 | Fonte Observador 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350862&codDep=24" data-text="Feira Internacional de Luanda abre e mais de 10% das empresas são portuguesas

  
 
 

 

A 34.ª edição da Feira Internacional de Luanda (FILDA), a maior feira intersetorial angolana, arranca esta terça-feira com 350 expositores, de 14 países, sendo mais de 10% empresas portuguesas.

De Portugal, segundo fonte da organização, são esperadas 30 empresas para o pavilhão nacional e mais 15 com representações individuais, entre um total de 350 expositores na feira, incluindo mais de uma centena de marcas angolanas.

Depois do grupo de Angola, as empresas portuguesas, tal como em anos anteriores, são as mais representadas na feira, que decorre entre 10 e 14 de julho, na Zona Económica Especial Luanda-Bengo (ZEELB), sob o lema “Diversificar a Economia, Desenvolver o Setor Privado”, numa promoção do Ministério da Economia e Planeamento de Angola.

O secretário de Estado da Internacionalização de Portugal, Eurico Brilhante Dias, participa na inauguração da feira, devendo reunir-se até quarta-feira, em Luanda, com membros do Governo angolano.

Para esta edição da FILDA há ainda registo de 25 empresas da África do Sul e cerca de duas dezenas de Itália, além de expositores da Turquia, Suécia, Alemanha, Holanda, Reino Unido, Rússia, Gana, Uruguai, Brasil e Estados Unidos, entre outros.

A edição de 2018 tem a particularidade de decorrer numa área de 28.000 metros quadrados da ZEELB, a 30 quilómetros do centro de Luanda, que segundo o Governo angolano representa um modelo económico voltado para a criação de ‘clusters’ industriais, sendo apresentadas como catalisadoras do crescimento económico.

A edição de 2017 realizou-se no final de julho, em plena marginal junto à baía da capital angolana, juntando cerca de uma centena de empresas. Em 2016, a crise em Angola levou mesmo ao cancelamento do evento, que em anos anteriores chegou a movimentar, enquanto expositores, cerca de 1.000 empresas.

A inauguração da feira está prevista para as 11:00 locais (mesma hora em Lisboa) de terça-feira e a organização aguarda por mais de 6.000 pessoas por dia, entre estudantes, profissionais e empresários.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Irão nega envolvimento de diplomata em atentado frustrado em França
França acusou um diplomata iraniano de ter estado envolvido num atentado frustrado contra a oposição iraniana em território francês e anunciou o congelamento de bens de duas pessoas, entre elas um diplomata detido na Alemanha...


Primeiro-ministro checo ameaçado com moção de censura após revelações do filho
Andrej Babis júnior, que o seu pai já definiu como ''um doente psíquico'', afirma ter sido enviado ''contra a sua vontade'' para a Crimeia, anexada pela Rússia em 2014, por colaboradores do primeiro-ministro...


Número de mortos no sismo e tsunami da Indonésia sobe para 832
A zona devastada pela catástrofe é maior do que se estimava inicialmente e as autoridades temem que o número de vítimas mortais dispare nos próximos dias ...


Nacionalismo marca centenário do fim da Grande Guerra. Trump e Putin fora do cortejo em Paris
As comemorações do centenário do armistício, na capital francesa, realçaram o regresso do nacionalismo e a crise das instituições multilaterais. 70 chefes de Estado e de Governo chegaram juntos, em autocarro, ao Arco do Triunfo. Mas os presidentes ...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News