Rondônia, - 17:38

 

Você está no caderno - Copa da Rússia 2018
Bélgica consegue virada histórica sobre Japão
Bélgica consegue virada histórica sobre Japão e pega Brasil nas quartas
A Bélgica mostrou porque é considerada uma das favoritas na Copa do Mundo e carimbou passaporte para as quartas de final com um gol no último lance da partida.
Publicado Segunda-Feira, 2 de Julho de 2018, às 17:34 | Fonte Gazeta Esportiva 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350452&codDep=75" data-text="Bélgica consegue virada histórica sobre Japão e pega Brasil nas quartas

  
 
 

A Bélgica mostrou porque é considerada uma das favoritas na Copa do Mundo e carimbou passaporte para as quartas de final com um gol no último lance da partida. O time de Roberto Martínez saiu perdendo por 2 a 0, mas buscou a virada e bateu o Japão por 3 a 2 nesta segunda-feira. Jan Vertonghen, Marouane Fellaini e Nacer Chadli fizeram os gols da classificação belga. Genki Haraguchi e Takashi Inui fizeram os tentos da equipe nipônica em Rostov.

Com o resultado, a seleção europeia irá enfrentar o Brasil nas quartas de final do Mundial da Rússia. O confronto contra a Seleção Brasileira será realizado na sexta-feira, ás 15 horas (de Brasília), em Kazan. Já os japoneses voltam para a casa após quase conseguirem sua primeira classificação na história para as quartas da Copa do Mundo.



O jogo

Japão começou surpreendendo os belgas e pressionou a saída de jogo da equipe de Roberto Martínez, dificultando a troca de passes do seu adversário. A estratégia funcionou e, a um minuto. Kagawa finalizou, entretanto, a bola foi para fora. Mesmo com menos posse de bola, os Samurais Azuis iam para o ataque trabalhando com calma.

A equipe europeia encontrava uma marcação fui forte dos asiáticos, que conseguiam bloquear os chutes, e sua primeira oportunidade foi um arremate de fora da área de Witsel aos 15 minutos. Conforme o tempo passou, os Diabos Vermelhos passaram a conseguir ficar com a bola e pressionaram os seus adversários algumas vezes.


Uma das melhores chances da Bélgica foi aos 25 minutos. Após cruzamento, Lukaku recebeu a bola dentro da pequena área, contudo a marcação conseguiu atrapalhar o atacante do Manchester United e o goleiro Eiji Kawashima ficou com a bola, tirando o perigo.

Logo em seguida, aos 26, Hazard recebeu bola de fora e mandou uma bomba. O arqueiro japonês foi bem no lance e espalmou para a lateral. A resposta nipônica veio aos 30 minutos. Nagatomo fez uma boa jogada pela esquerda e cruzou. Inui cabeceou, mas a bola ficou na mão de Courtois.

Enquanto os belgas chegavam ao ataque e não conseguiram criar tanto perigo na reta final da primeira etapa, o Japão quase abriu o placar aos 44 minutos. Nagatomo cruzou, Osako tentou dominar e a bola foi em direção à meta dos europeus. Courtois foi mal e deixou a bola passar por baixo de sua perna, entretanto se recuperou no lance.

Na volta do intervalo, o time de Akira Nishino foi fatal no contra-ataque. Após roubar bola na entrada da área, Inui toca para Kagawa, que lança nas costas de Vertonghen. O zagueiro belga não consegue fazer o corte e Haraguchi ficou com a bola dentro da área e bateu cruzado.

Os Diabos vermelhos reagiram logo em seguida. Aos quatro minutos, Hazard mandou uma bomba na trave direita da meta japonesa. Contudo, quem voltou a balançar as redes adversárias foi o Japão. Kagawa pegou a sobra de um chute, tirou o marcador e tocou para Inui finalizar no canto esquerdo do goleiro.

A equipe belga ficou atordoada e passou a encontrar dificuldades para chegar ao ataque. Em uma das poucas chances, aos 16, Meunier cruzou da linha de fundo e Lukaku cabeceou muito perto. O terceiro gol japonês quase veio aos 19. Sakai cruzou rasteiro da direita, Courtois tirou com o pé e Osako desperdiça a chance de aumentar.

O time de Roberto Martínez começou a pressionar e marcou o seu primeiro gols aos 25 minutos. Após cobrança de escanteio, o jogador nipônico tentou afastar, mas o bicão ficou dentro da área e Vertonghen cabeceou tentando colocar a bola no meio, mas ela tomou a direção da meta defendido por Kawashima e entrou encobrindo o goleiro.

O gol do empate saiu aos 28 minutos. Hazard fez um belo cruzamento e Fellaini cabeceou do meio da área. A partida estava em 2 a 2.

Mesmo com o baque sofrido, o Japão não abriu mão da partida. Aos 30, a defesa belga bobeou, Inui fez jogada individual e finalizou bloqueado. Dois minutos depois, Sakai cruzou, Kompany tirou e Kagawa chutou para fora na sobra. Já aos 38, Honda recebeu passe em profundidade, mas arrematou errado.

Se Eiji Kawashima foi mal no lance do primeiro gol belga, ele brilhou aos 40 minutos.Primeiro Chadli cabeceou a queima roupa e o goleiro defendeu. Em seguida, Lukaku cabeceou e o arqueiro japonês voltou a aparecer. Já aos 42, ele defendeu um bom chute de Vertonghen.

Aos 45 minutos, quase veio o gol do triunfo do time de Akira Nishino. Depois de cruzamento, Witsel fez o corte e quase mandou contra sua própria meta. Já aos 48, Honda bateu falta com perigo, mas Courtois defendeu.

O gol da vitória veio em contra-ataque fatal. De Bruyne arrancou da entrada da área do campo defensivo, passou para Lukaku, que deixou Chadli com o gol aberto apenas precisando empurrar.

FICHA TÉCNICA
BÉLGICA 3 X 2 JAPÃO

Local: Arena Rostov, em Rostov (Rússia)
Data: 2 de julho de 2018 (segunda-feira)
Horário: 15h (de Brasília)
Árbitro: Malang Diedhiou (Senegal)
Assistentes: Djibril Camara (Senegal) e El Hadji Samba (Senegal)
Público: 41.466
Cartão amarelo: Gaku Shibasaki (Japão)
Cartão vermelho: não teve
GOLS: BÉLGICA: Jan Vertonghen, aos 25, Marouane Fellaini, aos 28, e Nacer Chadli, aos 49 do segundo tempo JAPÃO: Genki Haraguchi, aos dois, e Takashi Inui, aos seis da segunda etapa

BÉLGICA: Thibaut Courtois; Toby Alderweireld, Vincent Kompany e Jan Vertonghen; Thomas Meunier, Kevin de Bruyne, Alex Witsel e Yannick Ferreira-Carrasco (Nacer Chadli); Dries Mertens (Marouane Fellaini), Eden Hazard e Romelu Lukaku
Técnico: Roberto Martínez

JAPÃO: Eiji Kawashima; Hiroki Sakai, Maya Yoshida, Gen Shoji e Yuto Nagatomo; Takashi Inui, Gaku Shibasaki (Hotaru Yamaguchi), Genki Haraguchi (Keisuke Honda) e Makoto Hasebe; Shinji Kagawa e Yuya Osako
Técnico: Akira Nishino







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Copa da Rússia 2018


Técnico afirma que Japão acreditava na vitória no tempo normal: “Tinha planos diferentes”
...


Sampaoli faz promessa antes da partida decisiva da Argentina
...


Salah pede desculpas por campanha do Egito na Copa e faz promessa para 2022
...


Duelo por artilharia esquenta disputa pelo terceiro lugar da Copa
...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News