Rondônia, - 21:11

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
Após bomba falsa, Câmara restringe acesso à audiência sobre agrotóxicos
Publicado Terça-Feira, 26 de Junho de 2018, às 09:41 | Fonte Veja.com 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=350200&codDep=30" data-text="Após bomba falsa, Câmara restringe acesso à audiência sobre agrotóxicos

  
 
 

Reunião da comissão especial sobre agrotóxicos na Câmara dos Deputados (Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

 

A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa o projeto de lei (PL) 6299/2002, que flexibiliza a fiscalização de agrotóxicos no país, decidiu restringir o acesso de pessoas à audiência pública. Segundo oficiais da Polícia Legislativa que faziam o controle de acesso à reunião, a decisão partiu de membros da bancada parlamentar que integram a comissão.

Na semana passada, uma mala com um artefato que simulava uma bomba foi levada à sala durante a sessão. O Greenpeace justificou que se tratava apenas de uma ação para chamar a atenção para as discussões do tema. A Comissão pediu investigação para saber como o artefato chegou à audiência.

Um jornalista do jornal O Estado de S. Paulo foi impedido de acompanhar a discussão do relatório, sob o argumento de que possuía apenas a credencial do Senado, e não da Câmara. Pelo regimento da Casa, porém, a credencial do Senado permite o livre acesso da imprensa a qualquer audiência pública realizada nas dependências da Câmara.

Um agente da Polícia Legislativa também revistou a bolsa de cada pessoa que entrava na sala, retirando pertences. O projeto de lei, defendido pela Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) e pelo Ministério da Agricultura, tem sido alvo de críticas do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ibama e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), além de organizações ambientais.

O principal argumento é o de que a proposta retira poder do Ibama e do Ministério da Saúde nos registros de produtos, concentrando boa parte das decisões no Ministério da Agricultura. Além disso, os ambientalistas acusam o PL de autorizar entrada de substâncias no Brasil que já foram banidas de outros países.

Procurada, a assessoria de comunicação da Câmara informou que não havia informação sobre bloqueio de acesso.

(com Estadão Conteúdo)

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em NACIONAL


Aéreas pedem mais transparência no preço do querosene de aviação
As associações das principais empresas aéreas atuantes no país pedem mais transparência sobre a formação do preço do combustível dos aviões, que sofreu alta de 82% em dois anos, segundo dados no setor. ...


Ministro diz que Jucá deixa liderança do governo por “questões locais”
Carlos Marun negou possibilidade de crise no MDB, presidido por Jucá...


Um ''gigante'' chamado Brasil: um quarto da população terá mais de 65 anos em 2060
O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (29) dados e estatísticas sobre o nosso país como, aumento populacional, migração internacional, taxa de fecundidade entre outros....


Maggi diz que Brasil pode recorrer à OMC contra sobretaxas chinesas
O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse hoje (28) que o Brasil pode acionar a Organização Mundial do Comércio (OMC) para contestar as sobretaxas da China para produtos brasileiros....

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM