Rondônia, - 21:08

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Rumores espalhados pelo WhatsApp teriam levado a mais duas mortes na Índia
Publicado Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, às 05:54 | Fonte Gizmodo 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=349544&codDep=41" data-text="Rumores espalhados pelo WhatsApp teriam levado a mais duas mortes na Índia

  
 
 

 

Dois homens foram espancados até a morte na Índia, no sábado (9), depois que moradores suspeitaram que eles fossem sequestradores de crianças, noticiam a BBC e a Al Jazeera. Os homens, Nilotpal Das, engenheiro de áudio de 29 anos, e Abijeet Nath, artista digital de 30 anos, supostamente teriam parado em um vilarejo remoto para pedir informações e acabaram atacados por uma multidão que acreditava que eles fossem traficantes de crianças.

Pelo menos 18 pessoas foram presas depois do ataque, que foi registrado em um vídeo que viralizou no fim semana. De acordo com a BBC, os moradores locais começaram a atacar pessoas que não reconheciam ou que não falavam seu idioma depois de um vídeo espalhado pelo WhatsApp alertar as pessoas sobre sequestradores de crianças. O vídeo teria sido editado a partir de um filme de segurança infantil paquistanês e avisava aos espectadores que havia pessoas indo até sua cidade para sequestrar crianças. A informação incorreta também foi compartilhada em redes de mídia locais.

Além disso, fotos de crianças mortas foram compartilhadas por meio de mensagens, segundo o comissário adjunto da polícia de Hyderabad, V. Satyanarayana. “Esses fofoqueiros maliciosos estão intencionalmente circulando tais mensagens para criar pânico na cabeça do público”, Satyanarayana disse à CNN.

Nos últimos dois anos, mais de dez ataques violentos por multidões aconteceram na Índia como resultado de desinformação espalhada em redes sociais, de acordo com a Al Jazeera.

O governo Assam teria lançado uma “unidade especial para monitoramento cibernético” para inibir a circulação de rumores como esse. E, nesta segunda-feira (11), a polícia de Hyderabad publicou um aviso no Facebook, apontando que pessoas estão espalhando rumores de sequestro de crianças em sites como Facebook, Twitter e WhatsApp. “Tais atos de espalhar rumores, por parte dos criminosos acima mencionados, usando redes sociais, estão causando muita perturbação à ordem pública da sociedade e criando uma ameaça séria às vidas de pessoas inocentes”, escreveu a força policial.

O WhatsApp é uma ferramenta política crucial na Índia, onde o serviço de propriedade do Facebook tem cerca de 250 milhões de usuários. E embora sirva como uma importante plataforma para ativistas, especialmente perto das eleições, ele também tem servido como um veículo perigoso para a distribuição rápida de notícias falsas. E, como está claro pelo número crescente de linchamentos no país, essas campanhas de desinformação podem ser fatais.

[BBC, Aljazeera]

Imagem do topo: Getty

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


99 reduz taxa dos motoristas e corridas ficam mais baratas
...


Inscrições para participação no programa de empreendedorismo da Campus Party Rondônia terminam no fim desta semana
Serão selecionadas as startups divididas em duas categorias: as que estão em estágio embrionário e as em nível mais avançado. Prazo para inscrição vai até 24 de junho...


Apple anuncia programa global de reparo de teclados defeituosos de MacBooks
...


Fábrica de iPhones promete trocar 80% dos funcionários por robôs em 10 anos
...

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM