Rondônia, - 03:12

 

Você está no caderno - Artigos
Os casos de malária em RO
Os casos de malária em Rondônia
Estudando o período entre 2009 e 2015, pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP apontou que cada quilômetro quadrado de floresta..
Publicado Sábado, 2 de Junho de 2018, às 10:24 | Fonte Carlos Sperança 0

  
 
 

Estudando o período entre 2009 e 2015, pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP apontou que cada quilômetro quadrado de floresta tropical nativa derrubado na Amazônia está associado a 27 novos casos de malária por ano.

Comparações podem ser didáticas ou impróprias. Na Copa do Mundo realizada no Brasil foram feitas comparações duvidosas: com os R$ 8 bilhões gastos na construção dos estádios seria possível construir 4.000 Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h) de porte II. A comparação, porém, só seria correta se os recursos fossem tirados das UPAs e deslocados para os estádios.

O valor de uma obra ser igual ao de milhares de outras não quer dizer que tenha sido tirado daqui para ser aplicado ali. Se foi, a comparação procede. Do contrário, mais confunde que esclarece, porque ninguém vai preferir estádios a hospitais.

De que tipo é a pesquisa da USP, afinal? Será didática se de fato um quilômetro desmatado redundar em quase trinta doentes. Neste caso, os economistas estão desafiados a avaliar o custo-benefício: quanto se ganha desmatando, quanto custa tratar o doente e qual é o valor da redução de sua expectativa de vida?

……………………………………………….

Cinturões verdes

A paralisação dos caminheiros pelo Brasil afora demonstrou claramente a dependência das capitais da Amazônia, como Porto Velho (RO), Rio Branco (AC) e, sobretudo Manaus (AM) do abastecimento de hortifrutigranjeiros oriundos das CEASAS de São Paulo, Minas e do Paraná. Urge a criação de mais cinturões verdes na região.

Eleição em Vilhena

Vilhena, que se constitui atualmente no terceiro pólo regional mais importante do estado, terá neste domingo sua eleição suplementar para um mandato tampão.  Mesmo com pendências na justiça eleitoral, será uma eleição polarizada entre Eduardo da Granja e a ex-prefeita Rosane Donadon. Será um tira teima, pois em 2016 deu Rosane na cabeça.

Cartas na mesa

Já vê uma estratégia bem armada na candidatura ao governo do senador Acir Gurgacz.  A começar, fazendo o dever de casa, na região central onde unificou sua base, e por lá é considerado o grande favorito. Na capital, o apoio confirmado do governador Daniel Pereira e do ex-prefeito Nazif são expressivos, assim como o de Melki em Vilhena. E não bastasse, parte do MDB vem junto.

Pé no 2º turno

Então queiram ou não, Acir que bateu os candidatos ao Senado de Cassol e Expedito em 2014, que em duas eleições virou o jogo em embates com os grupos antagônicos nas pelejas ao governo, garantindo Confúcio no CPA, já entra bem na foto para o pleito de outubro, uma eleição, pelo que pelo elevado numero de postulantes será em dois turnos.

Novos municípios

Ano eleitoral e o Congresso Nacional começa a soltar as amarras para a criação dos novos municípios. Os políticos já se jogam as pequenas localidades iludindo as comunidades anunciando tantas emancipações, algumas de Distritos que não tiveram nem seus processos.Estão aptos por aqui apenas Extrema (P. Velho) e Tarilândia (Jaru).

Via Direta

***O verão serviu finalmente para aliar as pressões contra os prefeitos da região amazônica *** Em Porto Velho, por exemplo, uma série de obras segue simultaneamente em vários quadrantes *** Mas o que não deixa de ser surpreendente é que com poucos dias de verão já temos a falta água potável em vários bairros da cidade *** È o lençol freático baixando de novo, além da Caerd enrolada *** Um paradoxo numa cidade que tem um dos maiores rios do País, o amado Rio Madeira.







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Artigos


ENERGISA quer fazer rondonienses de bobos ao falar que irá investir R$ 470 milhões em 2019
A ENERGISA comprou a CERON por R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais), isso mesmo o preço de um carro usado, sem quaisquer dívidas...


Detran de Rondônia cobra R$ 1.400 por três vistorias e documento de carro já pago há três anos
O achaque ao bolso do contribuinte, pelo sistema caça níqueis do Detran, precisa sim de investigação Quanto mais cedo for instalada a CPI na Assembleia Legislativa (proposta do presidente, o deputado Laerte Gomes),...


Eliminada mais uma questão de insegurança jurídica
Parece algo óbvio, mas, segundo diversas sentenças monocráticas proferidas pelas instâncias ordinárias do Judiciário, esse empresário normalmente era condenado a responder pelas obrigações contraídas pela empresa por até 2 anos...


O outro lado da folia
Entrar o mês no vermelho não parece problema para o folião de carteirinha. Vale tudo para afogar os sofrimentos....

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News