Rondônia, - 16:51

 

Você está no caderno - CIÊNCIA E SAÚDE
Saúde
Dor nas costas pode ser espondilite
Publicado Terça-Feira, 8 de Maio de 2018, às 05:24 | Fonte Notícia ao Minuto 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=348160&codDep=42" data-text="Dor nas costas pode ser espondilite

  
 
 

© Reprodução

 

No dia 7 de maio, é comemorado o Dia Mundial da Espondilite Anquilosante, uma doença inflamatória crônica, que afeta cerca de 150 mil pessoas no Brasil e tem como principal sintoma a dor nas costas que persiste por mais de três meses.ii Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), oito em cada dez pessoas terão um episódio de dor nas costas pelo menos uma vez na vida. Daí a importância de conhecer para reconhecer a doença.

A espondilite se caracteriza pela inflamação das regiões próximas às articulações, que são denominadas enteses (ou ponto de ancoragem de tendões e ligamentos aos ossos), tais como a região sacroilíaca, coluna vertebral, tendão de Aquiles, quadris, ombros, entre outros. Outros sinais de alerta para a enfermidade são a uveíte (inflamação da região colorida do olho), a psoríase (doença descamativa e inflamatória da pele) e a colite (inflamação do intestino). 

O diagnóstico da doença é realizado a partir da identificação de um conjunto de sintomas, bem como com o auxílio de exames de imagem (radiografia e ressonância magnética) e marcadores do sangue, como o gene denominado HLA-B27 e proteínas do sangue que medem a inflamação. 

O atraso do diagnóstico é muito frequente nessa doença, com média de 9 anos. Assim, a busca do diagnóstico precoce, antes das alterações estruturais ocorrerem é fundamental para o sucesso do tratamento, que promove alívio da dor, melhora das funções, mobilidade e da qualidade de vida, evitando as sequelas da incapacidade física e deformidades. 

“O tratamento será determinado de acordo com a gravidade da doença e pode variar desde a prática de atividades físicas até a terapia imunobiológica”, esclarece o reumatologista Marcelo de Medeiros Pinheiro, membro da Sociedade Brasileira de Reumatologia. Ele explica que, ao contrário das dores comuns, na espondilite, o incômodo melhora com a prática de exercícios e piora com o repouso, causando mais episódios de dor durante a noite e rigidez matinal na coluna.

A Imunologia é uma das áreas prioritárias da Janssen, que possui em seu portfólio dois tratamentos biológicos para a doença: golimumabe e infliximabe, que atuam bloqueando o fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa), uma citocina envolvida na inflamação).

A causa da espondilite ainda é desconhecida, mas sabe-se que a doença é mais frequente em pessoas que herdam um gene - o HLA-B27 (um receptor de membrana da célula) , quando comparadas com aquelas que não possuem esse marcador genético. [i] Além disso, afeta três vezes mais os homens do que as mulheres e surge normalmente entre os 20 e 40 anos.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em CIÊNCIA E SAÚDE


Abertas as inscrições para a terceira edição do Exame do Cremero
O Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) realizará no próximo dia 19 de agosto mais uma prova do Exame do Cremero, um instrumento de avaliação externa dos profissionais médicos....


O uso de boné pode provocar calvice? Descubra
...


9 motivos pelos quais os idosos devem fazer Pilates
...


Gravidez pode afetar visão da mãe e do bebê
...

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM