Rondônia, - 06:23

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
E se Temer fosse denunciado outra vez? E se renunciasse ao cargo?
Publicado Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018, às 07:52 | Fonte Veja.com 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=347511&codDep=19" data-text="E se Temer fosse denunciado outra vez? E se renunciasse ao cargo?

  
 
 

Marcela Temer (Antonio Lucena/VEJA)

 

E se a terceira denúncia de corrupção contra o presidente Michel Temer fosse apresentada pela Procuradoria Geral da República a tempo de ser votada pela Câmara dos Deputados antes do recesso do meio do ano ou do início oficial da campanha eleitoral marcado para 15 de agosto?

E se Temer se convencesse que desta vez a denúncia seria aprovada, o que o obrigaria a se afastar do cargo até que o Supremo Tribunal Federal o julgasse no prazo máximo de seis meses? Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, seria seu substituto.

Mas Rodrigo é candidato à reeleição. Se assumisse a presidência, deixaria de ser e ficaria sem mandato. Ocorreria o mesmo com Eunício Oliveira (PMDB-CE), presidente do Senado. No impedimento dos dois, caberia ao presidente do Supremo substituir Temer.

Até setembro, a ministra Cármen Lúcia é quem preside o Supremo. Cederá a vez a partir daí ao ministro Dias Toffoli. Que então assumiria a presidência da República até que Temer fosse julgado. A não ser que Temer preferisse renunciar à presidência antes disso.

Se renunciasse, o Congresso seria convocado para eleger em 30 dias um presidente tampão. Talvez o próprio Toffoli. A renúncia livraria Temer do risco de ser julgado e condenado pelo Supremo. E processos a que viesse a responder iriam parar na 1ª instância da Justiça. Uma vantagem para ele.

Política não se faz em linha reta, como já foi fartamente demonstrado. Se no Brasil até o passado é incerto como observou o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan, quanto mais o futuro. Mas pensar a respeito, quando nada, pode ser um exercício divertido. Ou assombroso.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


Governo Temer gastou R$ 110 milhões em propaganda de reforma da Previdência fracassada
O governo do presidente Michel Temer (MDB) gastou, entre janeiro de 2017 e fevereiro de 2018, quase R$ 110 milhões em publicidade na fracassada tentativa de aprovar a reforma da Previdência. Os gastos com campanhas......


Fernando Haddad acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro
Acusações a Fernando Haddad remontam a factos relacionados com dívidas da campanha de 2012 para a governação do Estado de São Paulo...


Posse de Bolsonaro será às 15h de 1º de janeiro, diz Eunício
...


Gurgacz vai trabalhar no Senado pela primeira vez após ordem de prisão
Condenado a 4 anos, senador obteve no STF direito de cumprir mandato...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News