Rondônia, - 02:53

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
Post de pai sobre filho não ir à própria festa viraliza e mãe rebate
Publicado Quinta-Feira, 26 de Abril de 2018, às 07:11 | Fonte Notícia ao Minuto 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=347478&codDep=30" data-text="Post de pai sobre filho não ir à própria festa viraliza e mãe rebate

  
 
 

© Reprodução/Facebook

 

Um pai organizou uma festa de aniversário para o seu filho, que acabou acontecendo sem a presença da criança no último fim de semana, no Rio de Janeiro. Em um desabafo no Facebook, no domingo (24), Roberto Coutinho afirma que a mãe de Miguel estava de acordo com o evento, mas se disse indisposta na data e não permitiu que o menino participasse da comemoração do próprio aniversário.

"Uma festa que já estava sendo programada desde janeiro com o consentimento da mãe", escreveu. "Junto com minha família, tivemos gastos, pois contei com a ajuda de todos para que o desejo do meu filho em ter uma festa da patrulha canina acontecesse", completou.

De acordo com o relato, o pai chegou a conversar com a mãe de Miguel na noite anterior, que informou que ele poderia buscar a criança. Na manhã seguinte, ele aguardou em frente à casa da mulher por quase uma hora. Quando ela atendeu o telefone, disse que estava indisposta e que a festa deveria ser cancelada.

"Como um pai cancela uma festa no dia porque a mãe está indisposta sendo que está tudo pago?", questionou indignado. "Quem estava indisposta? A mãe ou o aniversariante? A festa foi para ele."

Coutinho e a família decidiram manter a festa mesmo sem a presença da criança. Com a hashtag #MesmoSemMiguelTeveFesta, o pai quer que a publicação - que viralizou na rede social e até a noite de quarta-feira (25) tinha mais de 94 mil reações e 40 mil compartilhamento - sirva de exemplo: existem "pais que querem fazer o seu papel e não podem".

 

O outro lado

A mãe, Mara Gadelha, se disse indignada com a repercussão do post e afirmou ao jornal Estado de Minas que "a festa nunca foi para o Miguel, era para o pai dele". Segundo ela, o filho nunca foi proibido de ver o pai.

Mara disse ainda que Coutinho foi omisso durante os cinco anos de vida do filho. "Eu gastava quase R$ 20 por dia para alimentar Miguel [o menino é alérgico a uma proteína do leite e necessita de alimentação especial]. Quem me ajudava era a avó paterna, não o pai", afirma.

A mãe conta que foi pouco antes da festa ao local de trabalho do pai para que a pensão alimentícia passasse a ser descontada direto da fonte. Ele teria se negado a assinar o ofício que autorizava o desconto de 20% no salário. Eles discutiram pelo telefone e ela chegou a passar mal.

Ainda de acordo com Mara, quando Coutinho foi buscar Miguel, ela que não estava se sentindo bem e pedido o adiamento da festa. E o pai respondeu: "Com ou sem Miguel vai ter a festa".

Indignada com a repercussão, Mara conta que tem recebido muitas mensagens e que vai procurar reparação judicial. "Tenho quatro anos de motivos. É muito doído ver o que as pessoas estão falando sobre a sua vida. Não queria o meu filho exposto", lamentou.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em NACIONAL


Mortes de motociclistas sobem 18% em São Paulo
Técnicos da Prefeitura avaliam que o crescimento está relacionado ao trabalho dos motoboys com aplicativos de entregas. ...


General, vice de Bolsonaro defende 35 anos para militares na ativa
General da reserva, ele admitiu também como contribuição para reforma previdenciária a tributação sobre pensões dos militares, que reclamam de defasagem salarial....


''NA UTI'' Infraero deve acabar em 2021
Ronei Glanzmann disse que, após a concessão de todos os aeroportos, o governo fechará a estatal. ...


Cratera na BA cresce quase 4m e atinge 89,5m de comprimento
Ainda não se sabe o que está causando a erosão...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News