Rondônia, - 21:31

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Microsoft vai distribuir sua própria versão do Linux pela primeira vez
Publicado Quarta-Feira, 18 de Abril de 2018, às 05:40 | Fonte Olhar Digital 0

 
 

(Foto: reprodução)

 

A Microsoft anunciou ontem o Azure Sphere, um sistema dedicado a garantir a segurança de dispositivos conectados à "Internet das Coisas" (IoT). O sistema é composto por três partes, e a mais interessante delas é o Azure Sphere OS, o sistema operacional que a Microsoft criou para gerenciar esses dispositivos: isso porque trata-se de uma versão do Linux customizada pela empresa. 

De acordo com o Business Insider, o presidente da Microsoft, Brad Smith, anunciou o sistema em um evento em San Francisco. Para marcar o lançamento, ele ressaltou a ligação da Microsoft com o sistema operacional aberto: "Após 43 anos, esse é o primeiro dia em que estamos anunciando, e estaremos distribuindo, uma versão customizada do kernel do Linux", disse. O vídeo abaixo mostra mais do projeto:

 

 

 

 

 

 

Perigo que une

Para o presidente da Microsoft, o fato de que atualmente muitos aparelhos diferentes (desde um computador até uma lâmpada) têm processadores é uma preocupação de segurança. Afinal, esses dispositivos - se conectados à rede - podem ser manipulados por pessoas mal-intencionadas para funcionar de maneiras diferentes do que as pretendidas. O melhor exemplo disso é a botnet Mirai, uma rede de dispositivos IoT que foi manipulada para comprometer a internet do mundo inteiro. 

Com o objetivo de combater problemas desse tipo, a Microsoft lançou o Azure Sphere, que é uma medida de segurança em três frentes: hardware, software e nuvem. O hardware em questão é um design de microcontrolador elaborado pela própria empresa, e que ela pretende disponibilizar gratuitamente para fabricantes interessadas em produzí-lo.

Na frente do software é que entra o Azure Sphere OS, a versão do Linux que a Microsoft criou e pretende distribuir e suportar. Finalmente, na frente da nuvem, os dispositivos da Azure Sphere vão se conectar á nuvem da empresa de maneira regular para verificar sua integridade, e a Microsoft se compromete a oferecer atualizações de software a eles por até dez anos. 

Amor e ódio

O lançamento do Azure Sphere OS é um dos passos mais significativos na lenta aproximação da Microsoft com o Linux. Essa aproximação começou quando Satya Nadella assumiu como seu CEO e se aprofundou em 2016, quando a empresa entrou para a Fundação Linux 15 anos após chamar o sistema operacional livre de "câncer". 

Mais recentemente, essa relação já vinha se intensificando, com a Microsoft até mesmo permitindo o download de distribuições do Linux por meio da própria Windows Store. E agora que a empresa não só lançou sua própria versão do sistema operacional aberto como está posicionando-a como um dos diferenciais de um produto seu, essa relação deve se tornar ainda mais próxima. 

 









ADS NEWS 5

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Google tenta diminuir pirataria criada com conteúdo do YouTube
Empresa quer acabar com as extrações ilegais de áudio nos vídeos; uma oportunidade para alavancar o YouTube Music...


Tributo do Google a cientista da Nasa tem mais de 100 mil espelhos
A cientista foi responsável por liderar o desenvolvimento do software utilizado na missão Apollo 11...


Robôs controlados por inteligência artificial treinam com fuzileiros
A tecnologia vem sendo elaborada há anos pelo exército dos EUA, que agora mostra como ela irá funcionar na prática...


Elon Musk diz que Starship da SpaceX pode pousar na Lua em 2021
Primeiro pouso seria automatizado; já com uma missão tripulada, um ou dois anos depois...

 




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News