Rondônia, - 19:00

 

Você está no caderno - INTERNACIONAL
Internacional
“Viktor, desaparece! Nós somos a maioria”: manifestação histórica na Hungria
Publicado Segunda-Feira, 16 de Abril de 2018, às 05:55 | Fonte Expresso 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=346863&codDep=24" data-text="“Viktor, desaparece! Nós somos a maioria”: manifestação histórica na Hungria

  
 
 

LASZLO BALOGH / GETTY

E a outra Hungria, aquela que não votou em Viktor Orbán. Segundo os organizadores, cerca de cem mil pessoas saíram para as ruas de Budapeste para contestar, na noite de sábado, a reeleição do presidente do país. Trata-se da uma das manifestações mais importantes dos últimas anos neste país da Europa Central, que tem 9,8 milhões de habitantes.

"Viktor, desaparece! Nós somos a maioria", gritava uma juventude zangada numa madrugada de primavera. Slogans hostis à maioria eleitoral de Orbán, largamente reconduzido a 8 de abril com 49,9% dos votos.

Bandeiras e faixas denunciavam a corrupção da "máfia" do partido do primeiro-ministro. Os manifestantes incentivaram os chefes da oposição a pôr de lado as suas diferenças para permitir uma união. A cólera e frustração eram palpáveis durante todo o cortejo.

"A Hungria precisa de mais democracia", afirma Aron Demeter, da Amnistia Internacional, que vê já a sua imprensa livre partir por um caminho pouco desejável, nomeadamente com os jornais da oposição a fecharem as portas.

Os manifestantes reclamavam por novas eleições mais justas e fiáveis.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em INTERNACIONAL


Esta pode ser a casa mais cara que alguma vez esteve à venda
446 milhões de dólares (pouco mais de 380 milhões de euros) é quanto custa uma mansão numa zona privilegiada de Hong Kong...


Maior reserva de Moçambique perdeu 16 mil elefantes em sete anos
O abate ilegal de elefantes em Moçambique ascende a 16 mil animais mortos em sete anos, numa só reserva, Niassa, norte do país, segundo dados divulgados esta quarta-feira pelo diário O País....


ONU nomeia representante especial para tratar do êxodo venezuelano
A crise da imigração de venezuelanos nas Américas e demais continentes levou hoje (19) a Organização das Nações Unidas (ONU) a nomear um representante especial exclusivamente para tratar do tema. ...


Crise dos opiáceos faz mais de 8.000 mortos em dois anos no Canadá
Crise dos opiáceos no Canadá é explicada, em parte, devido ao tráfico de fentanil, uma droga ilegal sintética importada da Ásia e que é considerada 30 a 50 vezes mais potente do que a heroína e 50 a 100 vezes mais potente do que a morfina...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM