Rondônia, - 15:45

 

Você está no caderno - Artigos
Só um ''milagre'' para salvar a Caerd
Só um ''milagre'' para salvar a Caerd
Má gestão, super salários para alguns apaniguados e sem salário (há pelo menos quatro meses), para os servidores que dão duro; falta de material; falta de condições de investimento; graves problemas de manutenção de equipamentos...
Publicado Quarta-Feira, 28 de Março de 2018, às 17:09 | Fonte Sergio Pires - Blog Opinião de Primeira 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=345717&codDep=33" data-text="Só um ''milagre'' para salvar a Caerd
ADS NEWS 3

  
 
 

Má gestão, super salários para alguns apaniguados e sem salário (há pelo menos quatro meses), para os servidores que dão duro; falta de material; falta de condições de investimento; graves problemas de manutenção de equipamentos, muitos deles precisando de substituição imediata: tudo isso está acontecendo com a Caerd, uma estatal que tinha tudo para dar certo mas que, no decorrer dos anos, foi engolida pela politicagem e a má administração. A situação piorou com uma gestão compartilhada, onde muitos representantes de sindicatos (leia-se, de gente ligada ao PT, principalmente), assumiu o comando, há vários anos e pôs na empresa o ovo da serpente. Quando o ovo eclodiu, a serpente cresceu e acabou engolindo a todos, inclusive a própria Caerd. Para piorar ainda mais a situação, recentemente foram autorizadas contratações absurdas, de salários de até 24 mil reais e, em alguns casos, com penduricalhos e os tais “direitos adquiridos”, com alguns vencimentos superando os 35 mil reais. Isso enquanto a maioria dos servidores está com seus salários em atraso desde dezembro. E o Governo do Estado, maior acionista, vai ficar de braços cruzados? Não tem como começar já um processo de privatização? Pobre Caerd! E pobre contribuinte, que depende da água que ela distribui, mas só às vezes...

Pode-se acrescentar também o azar, nos graves problemas que a Caerd está enfrentando. Ou, claro, para quem não acredita em azar, na falta de planejamento e gestão mesmo! Na semana passada, a explosão num equipamento interno deixou grande parte da cidade totalmente sem água. Em algumas áreas, a falta chegou a duas semanas, para desespero do consumidor. Nesta semana, quando recém o problema anterior tinha sido resolvido, outro drama: quebrou alguma coisa na adutora do Bate Estaca e, apenas nesta terça o dano foi descoberto, graças a contratação de mergulhadores, que ajudaram a localizar o problema. Quanto tempo levará para ser consertado? Ainda não se sabe. Há uma previsão – e apenas isso – de que esse novo dano no sistema de abastecimento esteja corrigido até esta quarta, mas ninguém jura que isso vá acontecer mesmo. Sem um Plano B de captação, quando dá problema na adutora do Rio Madeira, a situação do abastecimento de grande parte da Capital pode continuar a sofrer constantes prejuízos. Portanto, está na hora de começar a resolver tudo isso, porque os funcionários que realmente trabalham, os técnicos competentes e dedicados, estão fazendo de tudo para que não haja mais falta de água, embora eles estejam vivendo um verdadeiro inferno, muitos trabalhando há meses sem receber. Contudo, todos sabem que com a atual estrutura, só no milagre. No azar uns e outros acreditam, mas em milagres...muito poucos!

 

 

 

NA PASSARELA, A ÚLTIMA SOLENIDADE

Não será uma inauguração. Apenas uma solenidade, para entrega da nova e moderna passarela, porque ainda faltam obras a serem realizadas, incluindo o estacionamento. Mas no anoitecer deste domingo, agendado para às 19 horas, está programado o último ato público de Confúcio Moura, ainda como Governador, em Porto Velho. Junto com autoridades convidadas; secretários e público, ele vai entregar a moderna passarela, com iluminação a LED, que passará a ser utilizada pelo público, no pacote de serviços disponíveis à comunidade, no Espaço Alternativo. A obra atrasou pelo menos dois anos, depois que órgãos de fiscalização detectaram irregularidades. Só a população foi punida, já que, até hoje, não há qualquer condenação de quem quer que tenha sido apontado por responsabilidades em ilegalidades. Como sempre, aliás. Mas, enfim, o Espaço começa a se tornar realidade e, não fosse um problema com a Aeronáutica, também o estacionamento teria sido concluída. Resolvida a situação, a obra será feita tão logo parem as chuvas.  

 

DANIEL GOVERNA JÁ NO DIA 5

Inicialmente, a entrega da passarela do Espaço estava programada para ser no dia 4, quarta-feira da semana que vem. Mas surgiu um problema: esse será o último dia de Confúcio Moura como Governador e haverá uma série de decisões e programações a serem tomadas, para que Daniel Pereira assuma e ele possa sair para disputar uma cadeira ao Senado. Então, até por segurança e para não haver qualquer dificuldade de última hora, a solenidade em Porto Velho foi antecipada para o domingo, fazendo, aliás, com que engenheiros responsáveis pela obra tenham que entrega-la pelo menos três dias antes do inicialmente previsto. Confúcio pode anunciar inclusive nesta solenidade de domingo, oficialmente, sua saída do Governo. Mas poderá deixar para a 25ª hora, quem sabe até na própria quarta-feira.  Se não houver mais nenhum desvio de percurso, como quase ocorreu há dias atrás, a próxima quinta, dia 5, amanhece com novo Governador no Palácio Rio Madeira/CPA: Daniel Pereira assume o poder um dia antes.

 

O FALSO AUMENTO DOS ÔNIBUS

Há algo muito errado­­ e cheio de complicações  nas relações entre a Prefeitura de Porto Velho e o Consórcio SIM, responsável pelo sistema de transporte coletivo de Porto Velho. No caso da criação de uma lei especial que autoriza os táxis compartilhados ou lotações, ficou claro o posicionamento da Prefeitura, contra os interesses das empresas. Mas agora aconteceu algo pior, mais grave, que precisa ser esclarecido. Certamente mal orientado, com informações pela metade, o prefeito Hildon Chaves denunciou na mídia que por trás da greve dos coletivos, promovida pelo sindicato dos motoristas e cobradores, haveria a pressão do SIM, que estaria querendo um reajuste das passagens para mais de 6 reais, a partir deste mês. Ora, a informação é totalmente falsa. Não se entende como a assessoria permitiu que Hildon fosse exposto a essa situação vexatória. Ninguém orientou o Prefeito de que há um documento assinado, em que o Consórcio SIM e o Município acordam de que não haverá reajuste das tarifas em 2018. E que os  6 reais e pouco, citados num documento, é apenas uma referência ao que deveria ser o preço atual das passagens, pelos critérios do Geipot, caso fosse negociado o reajuste. De quem é responsabilidade pela falsa informação? Respostas em breve...

 

CORRERIA PARA OUTUBRO

Os partidos entram na reta final dos preparativos para a campanha eleitoral, que começa quente mesmo só em agosto. No último final de semana, PP, PDT e DEM, entre outros partidos, fizeram grandes reuniões, para tratar de outubro. No caso do PP, foi mais uma vez confirmada a pré candidatura de Ivo Cassol. Ele já teria até o vice: o ex deputado federal Carlos Magno, que está otimista com a campanha deste ano. O PDT também confirma o nome de Acir Gurgacz, que tanto quanto Cassol, têm que enfrentar ainda desafios jurídicos para conseguir o registro necessário para entrar na disputa.  O caso de Cassol parece menos complicado, porque a pena imposta a ele acaba dias antes do pleito. A situação de Acir é muito difícil, mas seus advogados garantem que ele estará apto a participar da corrida ao Governo. O DEM também se reuniu, sem grandes novidades. O grande nome do partido no Estado, hoje, é o deputado federal Marcos Rogério, que pensa apenas na reeleição. O ex governador José Bianco, sempre um destaque nos Democratas, aparentemente não quer voltar a uma disputa política. Nos bastidores, o DEM ainda acha que pode cooptar Confúcio Moura, para ser seu candidato ao Senado. Confúcio continua dizendo que não sai do MDB. Mas, em política, nada é definitivo...

 

EXPEDITO E O MÊS DE JULHO

A verdade é que, mesmo com todas as reuniões, elucubrações e debates, as coisas vão começar a se definir mesmo só por volta de julho. Prova disso é o que faz o experiente Expedito Júnior. Anda aqui e ali, namora com vários partidos; anuncia seu apoio a Ivo Cassol para o Governo; discursa falando no crescimento do PSDB no Estado, mas....continua firme, sólido, imexível (como diria aquele famoso Ministro de Fernando Collor), em cima do muro. A essas alturas do campeonato, não se sabe se Expedito será candidato ao Senado (onde liderava até há pouco, nas pesquisas formais e informais) ou se vai mesmo ao Governo. Ele diz que a segunda hipótese só será considerada caso Cassol não possa concorrer. O que, aliás, já lhe garantiria todo o apoio da turma cassolista, numa eventual disputa ao Governo.  Se for ao Senado, forma dobradinha com Cassol. Expedito conhece eleição como ninguém e acha que é muito cedo para tomar decisões definitivas. Ele mesmo ainda tem questões partidárias a resolver, porque o clima interno no tucanato não está nenhuma Brastemp. Mas, como há tempo (pelo menos três meses, ainda), tudo o que se disser agora pode não valer em julho. Portanto, Julho é, como na linguagem da TV, a Dead Line, o prazo final. Até lá, Expedito se faz de doente para passear de ambulância, como se fala, com bom humor, na linguagem popular, daqueles mais experientes e sabidos...

 

O METRÔ E A ESTRADA DO BELMONT

Foram 2 bilhões e 200 milhões de empréstimos, junto ao BNDES, sem se saber se um dia haverá retorno. O projeto previa a construção de oito estações, num total aproximado de nove quilômetros. Dez anos depois, apenas duas estações foram concluídas pela Odebrecht, que venceu a concorrência e o trecho entregue chega a apenas um quilômetro e meio. Os poucos trens que ainda circulam, demoram mais ou menos 25 minutos e sempre estão superlotados. Mesmo depois de um financiamento bilionário, a população não tem mais esperança em ver construídas as outras linhas e as seis estações do metrô que ainda precisam ser feitas. As obras estão abandonadas. Este é o resumo do negócio de jeque que o governo brasileiro (leia-se Luiz Inácio lula da Silva), autorizou que o BNDES fizesse com o governo da Venezuela, para construção de um moderno sistema de metrô em Caracas.  A grana? Ninguém sabe se um dia voltará aos cofres do nosso maior banco, que empresta essa fortuna para um governo que está caindo de podre, mas não quer investir, por exemplo, apenas oito milhões de reais, numa obra vital para Porto Velho: a Estrada do Belmont, destruída há anos e por onde passam, todos os dias, muitas riquezas de Rondônia.  Esse é só um pequeno exemplo do que governos ideológicos podem fazer de ruim a um país. Estamos sofrendo na carne e sofreremos ainda por muitos anos...

 

PERGUNTINHA

Você que não é professor, que não tem nada a ver com a greve dos professores, que não é do Governo, que não pode resolver nada, não se sente um idiota quando tem que esperar horas a fio pelo fim de um protesto da classe na BR 364, interrompendo o trânsito na região de  Porto Velho e Vilhena, como se fossem os grevistas os únicos com direitos nesta terra?

Leia também:

 

DISCURSO DE DANIEL, PAZ NO PALÁCIO E ENCONTRO DE MAURÃO E CONFÚCIO, OS DESTAQUES DO DIA

 

Ficou para segunda, dia 2 ou terça, dia 3,  o momento em que o governador Confúcio Moura anunciará, enfim, sua saída do cargo, para concorrer ao Senado. Havia grande expectativa de que ele fizesse isso nesta segunda, durante reunião com o secretariado, a primeira do ano e talvez a última que ele fez com toda a sua equipe. Na verdade, o encontro foi basicamente para discutir questões do Estado e a única informação fora disso é de que o Governador pode sair logo depois da Páscoa.  Um destaque na reunião da manhã, com as presenças do  Governador, seu vice e o secretariado, foi um discurso de Daniel Pereira, no encontro ocorrido no Palácio Rio Madeira/CPA. Sabe-se que as palavras do  vice foram muito nem recebidas pela equipe de Confúcio, inclusive por muitos que estavam com um pé atrás, depois do episódio de quase rompimento entre  os dois. Poucas horas depois, à tarde, a troca de Governador poderia ser tratada, Foi em outro encontro, dessa vez no meio da tarde, com a participação de alguns dos nomes mais poderosos de Rondônia, que compõem um Colegiado, uma espécie de Conselhão. Ele reuniu não só o Governador, como também o presidente da Assembleia, deputado Maurão de Carvalho; o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Walter Waltenberg; o presidente do Tribunal de Contas, Edison Silva; o procurador geral de Justiça, Airton Marin e Marcus Edson, do Defensoria Pública. Do time participam ainda o chefe da Casa Civil, Emerson Castro; o secretário de finanças, Wagner Garcia de Freitas e o do Planejamento, George Braga. Como não vazaram nem as conversas informais, aparentemente o assunto da sucessão não fez parte da pauta, que tratou basicamente de outras questões de Estado.

Sobre o discurso de Daniel Pereira, alguns secretários ficaram satisfeitos com a forma como o vice conduziu seu pronunciamento e a sinceridade com que abordou o complexo tema da sucessão. O fato de ter transmitido tranquilidade a todos os principais assessores do Governo, no encontro, ajudou a desanuviar, senão todo, ao menos em um alto percentual, o ambiente pesado que havia no ar, desde quando Confúcio desfez nomeações pedidas por Daniel e os dois estiveram à beira de um rompimento. O clima ontem no Palácio foi de paz, também na reunião da tarde, quando as maiores autoridades do Estado estiveram reunidas. Pela primeira vez desde que se encontraram, depois do episódio da gravação que envolveu o presidente Maurão de Carvalho e o deputado  Jesuino Boabaid, Confúcio e Maurão se encontram no Palácio. Segundo testemunhas, o clima foi de harmonia e os dois, inclusive, sentaram lado a lado durante a maior parte do encontro. A única questão pendente, agora, é de quando Confúcio vai sair. E  se ele vai concorrer pelo MDB ou pode ainda mudar de partido. Da porta para dentro, as coisas palacianas estão sob a bandeira branca da paz...

 

 

 

SOCORRO! ONDE ESTÁ A POLÍCIA?

Flanelinhas tomam conta do centro e alguns ameaçam motoristas, principalmente mulheres, caso não pague para que eles “cuidem” dos carros. Há casos em que os mais ousados já andam nas lojas, exigindo “mensalidade” dos comerciantes, para cuidar que nada aconteça aos carros dos clientes. Se não pagarem...Tudo isso está acontecendo em pleno centro de Porto Velho. Todos os dias. Alguém viu um só policial nas ruas do centro? A resposta, todos sabemos. Na zona sul, assaltos e roubos nas ruas, em plena luz do dia, já são comuns. Sexta pela manhã, na avenida Amazonas, outra área onde há um comércio crescente, dois homens e uma mulher  entraram numa loja, levaram o que quiseram, inclusive pertences dos funcionários. Não se viu um só policial na área. É assim em Porto Velho, a maior cidade de Rondônia. Não se vê polícia nas ruas, durante o dia, em áreas onde se sabe que os criminosos estão agindo livremente. Não é possível que isso aconteça. Não é possível que alguns poucos flanelinhas formem uma milícia e comecem a dominar o centro. Não se compreende como bandidos agem em plena luz do dia, atacando lojas, sem que nada seja feito. Até quando vamos viver sem policiamento e sob o domínio do me­­do?

 

SÃO R$ 280 MILHÕES CIRCULANDO

Boa notícia nesta terça para o funcionalismo estadual. De acordo com o calendário de pagamentos, os salários de quase 50 mil trabalhadores estarão disponíveis nos bancos. É uma realidade que tem sido registrada não só nos dois mandatos de Confúcio Moura, mas também nos dois de Ivo Cassol. Inclua-se aí os oito meses em que João Cahulla governou o Estado e em que os vencimentos foram depositados religiosamente. A única diferença é que a situação nacional hoje é totalmente diferente e Rondônia é um dos poucos estados brasileiros que não está no vermelho. Pelo contrário, não só cumpre religiosamente seus compromissos, como ainda está crescendo bem acima dos modestos índices nacionais. Hoje, quando os bancos abrirem, estarão nos caixas a disposição dos correntistas/servidores algo em torno de 248 milhões de reais, o que certamente dará um grande alento ao comércio, nessa semana da Páscoa. No mês que vem, tem mais: no próximo dia 27 de abril, uma sexta-feira, novamente a grana estará disponível.

 

LULA MANDA PM SURRAR MANIFESTANTE

“Este cidadão está esperando que a gente fique nervoso, suba lá e dê uma surra nele. A gente não vai fazer isso. Eu espero que a PM tenha responsabilidade de entrar naquela casa, pegar esse canalha e dar um corretivo nele, que ele precisa para não atirar ovos nas pessoas”. O pedido é de ninguém menos que o ex Presidente Lula, feito em público, exigindo que a PM invadisse uma casa, sem mandado judicial (imagine-se se isso fosse dito por qualquer outro político brasileiro e não o Lula), para agredir um cidadão que protestava contra ele, de forma antidemocrática, a bem da verdade, atirando ovos. O evento aconteceu neste final de semana em São Miguel do Oeste, pequena cidade de Santa Catarina. Tanto Lula quanto sua caravana foram atacados por uma chuva de ovos, semelhante ao que ocorreu em outras cidades do Rio Grande do Sul e da própria Santa Catarina.  O ex presidente foi protegido por vários guarda chuvas, que contiveram parte da chuva de ovos jogadas pelos manifestantes, que não queriam a presença dele na cidade. Ao menos no sul do país, não está fácil a passagem caravana lulista, que está em plena campanha eleitoral, pelo menos quatro meses antes do início oficial da disputa Presidencial. Mas ele pode!

 

TÁXIS, ÔNIBUS, UBER...

Como os acordos dos taxistas com a Prefeitura foram feitos sem que os motoristas e cobradores do  Consórcio SIM fossem ouvidos, só poderia dar no que deu: greve da categoria, temerosa de que, com a aprovação de uma lei que permita o sistema de táxi compartilhado, ou seja, do táxi lotação, possa ocorrer desemprego em massa no transporte coletivo da Capital. Obviamente que um tema tão complexo não pode ser tratado com a amadorismo que alguns vereadores, pré candidatos à Assembleia, querem tratar o assunto, empurrando-o goela abaixo, à revelia da lei. Como é algo complexo, que envolve não só centenas de taxistas como várias outras centenas de motoristas e cobradores, afora os que trabalham através de aplicativos, há necessidade de um profundo estudo,  de rodadas e mais rodadas de negociações e conversas e de medidas práticas, que permitam a sobrevivência de todos. Fazer campanha política em cima de um tema tão sério e complexo é jogar contra a comunidade e prejudicar a população que precisa se um transporte decente. Tanto a Prefeitura quanto a Câmara de Vereadores têm obrigação de achar um caminho justo e correto para todos. É fácil? Claro que não é. Fácil é fazer campanha política com base na irresponsabilidade. Daí é moleza!

 

BENITO, FÁTIMA, SOBRINHO...

O PT surpreendeu de novo, anunciando que lançará o nome do jornalista e apresentador de TV Paulo Benito, como seu candidato a Governador. O advogado Marcos Pereira, que já tinha se lançado, ficou pelo caminho. Os petistas optaram por Paulo Benito e confirmaram o nome da ex senadora Fátima Cleide, que volta à política de Rondônia, como candidata ao Senado. Marcos Pereira tinha apoio do ex presidente regional, o Padre Ton, que ficou pelo caminho. Lazinho da Fetagro assumiu o poder petista no Estado e se uniu ao grupo de Fátima Cleide. Pereira, que se auto lançara candidato, não teria cumprido os trâmites internos para se postar como postulante a uma candidatura do PT e foi simplesmente defenestrado. O que não se sabe ainda, oficialmente, é se o ex-prefeito Roberto Sobrinho será candidato ou não em outubro. Por enquanto, a decisão é de que ele ficará fora, mas é apenas conversa de bastidores. Sobrinho é, ainda, o nome mais forte entre os petistas para qualquer disputa e está apto a concorrer. Irá para a disputa? Por enquanto, não se sabe...

 

SE NÃO FOSSE A SANTO ANTÔNIO...

É bom que todos saibam: a região norte de Rondônia e o estado do Acre foram preservados do apagão que deixou sem energia grande parte do território brasileiro, notadamente as Regiões Norte e Nordeste, graças à Hidrelétrica de Santo Antônio. Isso porque as seis turbinas de Santo Antônio, que destinam com exclusividade toda a energia gerada para o sistema Rondônia-Acre da Eletronorte, reforçam o fornecimento de energia e a estabilidade do sistema local, mesmo em uma eventual queda do sistema nacional, como o que ocorreu na última quarta-feira. Isso comprova claramente o que a Santo Antônio Energia vem divulgando: somente com a manutenção da capacidade de geração plena da Hidrelétrica Santo Antônio, equipada com 50 turbinas que geram 3.568 Megawatts, e, sobretudo, das seis unidades geradoras que produzem energia com exclusividade para o sistema regional, é possível assegurar a estabilidade energética necessária para o conforto da população e a atração de novos empreendimentos em Rondônia e Acre. É sempre bom pensar nisso, quando se for na analisar a questão da importância desta usina para Rondônia, para o Acre e para o Brasil.

 

PERGUNTINHA

Você acha uma forma de protesto correta ou considera totalmente errado e antidemocrático  o que grupos de antipetistas e antilulistas estão fazendo no sul do país, recebendo a caravana do ex Presidente à base de ovos jogados contra ela?

 

 

 






ADS NEWS 4

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Artigos


A boiada no rumo certo!
A reunião entre técnicos e produtores rurais, em Rio Branco no Acre, nos dias 27 e 28 de junho, reunindo mais de 300 pessoas, mostrou com.....


Legados da Copa da Rússia de 2018 - Poder de Superação
A selção da Alemanha estreiou com um derrota 1 a 0 contra   o México e a única maneira de continuar viva nesta Copa da Rússia seria ganhar da Suécia....


Outra vez, o aborto
...


Brasil x Bélgica: Jogo de vida ou morte
A seleção do Brasil tem um histórico de jogos disputados com a seleção da Bélgica de 4 partidas, com um saldo de 75% de vitórias, de acordo com os seguintes resultados......

 

::: Publicidade :::

ADS NEWS 1

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM