Rondônia, - 14:57

 

Você está no caderno - Artigos
SONHO DE GOVERNAR RONDÔNIA
O sonho do professor Vinicius Miguel em ser governador de Rondônia
o jovem professor Vinicius Miguel está em pré campanha e vai oficializá-la em convenção do seu partido, a Rede, quando chegar a hora de definir  quem entra na corrida pela cadeira de Confúcio Moura.
Publicado Domingo, 18 de Março de 2018, às 13:14 | Fonte Sergio Pires - Blog Opinião de Primeira 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=344906&codDep=33" data-text="O sonho do professor Vinicius Miguel em ser governador de Rondônia

  
 
 

Tem sim gente nova, embora já com experiência política, se apresentando ao eleitorado rondoniense, para a disputa ao Governo do Estado. Um desses nomes cotados, o procurador do MP, Héverton Aguiar, ainda não se decidiu, mas outro, o jovem professor Vinicius Miguel está em pré campanha e vai oficializá-la em convenção do seu partido, a Rede, quando chegar a hora de definir  quem entra na corrida pela cadeira de Confúcio Moura. Vinicius tem 33 anos, leciona na Unir e tem uma história de envolvimento com movimentos sociais e culturais. Numa entrevista ao programa Direto ao Ponto (vai ao ar neste sábado, a partir das 11h30, na Record News Rondônia, Canal 31 e na SKY, C anal 331), ele explica os motivos pelos quais decidiu se apresentar como uma alternativa na disputa pelo Governo. Na gravação (os internautas podem acompanhar tudo também  no site Gente de Opinião, a partir deste domingo), Vinicius fala dos seus planos e projetos; da preocupação com o desenvolvimento sustentável, com programas de regularização fundiária e com uma política de paz, que faça conviver o crescimento do agronegócio com a proteção ambiental. Ele comenta ainda sobre os políticos tradicionais, destacando que o eleitor está insatisfeito e protestando contra tudo o de ruim a que se assiste hoje no país, mas fez questão de não generalizar: “há sim políticos decentes e mesmo entre os eventualmente acusados, há os que, mais à frente, serão absolvidos. Então não se pode dizer que todos são corruptos, porque se estaria cometendo injustiças”, destacou. Na entrevista, ao ser questionado como enfrentar, com poucos recursos, as grandes campanhas, sempre milionárias, Vinicius disse que realmente não tem tanto dinheiro, mas que contará com o apoio de simpatizantes e seguidores e considera que terá grande aceitação nas redes sociais, que terão muita influência na disputa deste ano.

O professor da Rede prefere não ser chamado de “cara nova” na política, já que tem uma longa militância nela, além de participação em entidades nacionais, como a dos grupos de combate à tortura. Sabe muito bem o País em que estamos e onde podemos chegar. O mesmo raciocínio vale para Rondônia, onde ele crê que suas ideias, seus planos, sua vitalidade e sua vontade de trabalhar duro para melhorar a vida da população, serão requisitos importantes, na hora em que o eleitor for avaliar os candidatos. Vinicius Miguel não é um principiante. Sabe o que quer e onde quer chegar. Por isso, para quem quer saber mais sobre esse professor que sonha governar nosso Estado; que tem uma cabeça arejada e ideias renovadoras, é importante acompanhar o bate papo com Sérgio Pires, onde ele abre o jogo e fala com clareza sobre seus planos e o futuro. Vinicius Miguel não é um aventureiro. É um rondoniense que quer viver numa terra melhor, como todos queremos. E ele tem a coragem de enfrentar uma dura campanha política, para dizer o que pensa ao eleitorado. Até onde irá? Só o futuro vai dizer...

 

 

 

GENTE QUE DÁ  NOJO

Dá asco a ação de algumas figuras envolvidas no meio sindical e que, não se sabe como ainda não foram extirpadas desse meio, usam do anonimato para inventar calúnias; criar cizânia; colocar gasolina na fogueira. Mais uma vez, esse tipo de gente usou as redes sociais para, covardemente, inventar que o Chefe da Casa Civil, Emerson Castro, que é o principal porta voz do Governo do Estado nas negociações com o Sintero e os professores, teria usado uma frase que humilhou a categoria. “Professor não precisa de salário. Professor tem que trabalhar por amor!”, espalhou-se, de forma criminosa, essas frases jamais pronunciada por Emerson ou alguém do governo, na complexa negociação em andamento, neste período difícil da greve dos professores. As mesmas frases, aliás, haviam sido atribuídas a Geraldo Alkmin e a outros políticos, obviamente inventadas, porque eles também jamais a disseram. O intuito é claro: criar o caos, atrapalhar as conversas; jogar as autoridades contra os professores. O que não se entende é como esse tipo de gente ainda sobrevive neste meio, onde deveria apenas ter acesso às negociações pessoas sérias e decentes. Não elas, que não são sérias e são indecentes. Os próprios professores deveriam proibi-las de participar de qualquer ato, por nocivas que são.

 

JULGAMENTO DAS URNAS

A verdade é que a Emerson e ao grupo do governo que está negociado com os professores, cabe a dura tarefa de dizer não. Ora, quem gosta de dizer não aos professores? Contudo, a política do atual governo é não extrapolar os gastos, não entrar na zona de perigo, não ultrapassar o que os cofres públicos suportam. Parece coisa de bom sendo, mas se o jeito de governar de Confúcio Moura é aprovado ou não, se saberá em breve, quando ele for candidato ao Senado. As urnas dirão se a maioria da população aprovou ou não esses cintos apertados, que representaram, até agora, salários em dia para todos; contas pagas religiosamente; dinheiro sobrando para investimentos, ao contrário de praticamente todos os demais Estados brasileiros. Se abrisse os cofres para uma categoria (o custo, caso todas as reivindicações fossem atendidas, superaria meio bilhão de reais), Rondônia quebraria, como quebraram o Rio de Janeiro, Minas Gerais, o Rio Grande do Sul e vários outros estados. Os professores merecem ganhar muito mais? Claro que merecem. Mas se o governo atender ao pleito deles, terá que atender os de todas as demais categorias. E daí, adeus azul nas contas! Caso isso aconteça, vamos dar as mãos e poderemos entrar no rol dos desesperados, que deram aumentos exagerados aos seus servidores e agora não têm como pagar o que combinaram.

 

“CUMPANHERO TRAFICANTE”!

O mega traficante Nem, que está cumprindo mais de 90 anos de pena e atualmente a cumpre no Presídio Federal de Porto Velho, deu um presente grego ao ex presidente Lula. Numa entrevista divulgada nesta quinta, pela Jovem Pan, o bandido disse que não vota há mais uma década, mas se votasse, seu candidato à Presidente seria adivinhem quem? Isso mesmo. O petista, condenado a mais de 12 anos de prisão por roubalheiras. Antonio Bomfim Lopes, o Nem, poderoso chefão que comandou com mão de ferro a Favela da Rocinha durante mais de sete anos e está preso há muito tempo, embora ainda tenha muito poder mesmo dentro da cadeia, teria dito que Lula foi o único político que fez alguma coisa pelos pobres. Contou que vários traficantes que trabalhavam para ele, Nem, lhe pediam autorização para trabalharem nas obras do PAC, aquelas mesmo que, nas favelas cariocas, tiveram mais de 220 milhões de reais em superfaturamento já descobertos. E dizem que é só a ponta do iceberg!  Neste momento em que está lutando desesperadamente para não ir preso, tentando todos os meios legais para isso, o que menos Lula precisava era de um agrado de um chefão do tráfico. Só falta agora ele próprio agradecer os elogios ao “cumpanhero traficante”! Cômico, não fosse trágico!

 

MAIS PMS NA RUA

Tem o dedo do presidente da Assembleia Legislativa, Maurão de Carvalho (com apoio irrestrito dos seus parceiros deputados), a contratação de 300 dos 507 remanescentes do último concurso da PM. Maurão queria a contratação de todos, mas na negociação possível, ficou o número final, que inclui também policiais civis e bombeiros. O governo alegava não ter recursos e nem orçamento. O presidente da ALE abriu mão de 3 milhões de reais do dinheiro do parlamento, para investir nos cursos preparatórios dos novos contratados, que só entrarão na folha do governo a partir de 2019. Com isso a PM rondoniense recebe um bom reforço, já que recentemente começaram a ir para as ruas outros 400 novos recrutas, que recém terminaram o curso de preparação. Com um efetivo muito abaixo do necessário (temos hoje na PM rondoniense menos oficiais e soldados do que tínhamos nos anos 80 e 90); com centenas de policiais prestes a terem suas aposentadorias, a chegada das novas turmas são um lenitivo, um alívio para que a tão deficiente segurança pública não fique pior ainda.

 

QUANDO O TALENTO E CRIME

Um  evento histórico, ocorrido nos anos 30 na Inglaterra, nunca teve tanto a ver com  a realidade do Brasil de hoje, com tanta valorização da mediocridade e da ignorância. A história, lembrada à coluna pelo empresário Kruger Darwich, conta uma passagem da estreia de um dos maiores líderes ingleses de todos os tempos, no pesado parlamento. Conta ela: “quando Winston Churchill, ainda jovem, acabou de pronunciar o seu discurso de estreia na Câmara dos Comuns, foi perguntar a um velho parlamentar, amigo de seu pai, o que tinha achado do seu primeiro desempenho naquela assembleia de vedetes políticas. O velho pôs a mão no ombro de Churchill e disse, em tom paternal: "Meu jovem, você cometeu um grande erro. Foi muito brilhante neste seu primeiro discurso na Casa. Isso é imperdoável. Devia ter começado um pouco mais na sombra. Devia ter gaguejado um pouco. Com a inteligência que demonstrou hoje, deve ter conquistado, no mínimo, uns trinta inimigos. O talento assusta!." Não parece alguma coisa que anda acontecendo por aqui, nos últimos anos, onde a regra parece ser valorizar mesmo a mediocridade e a falta de talento?. Quanto menos o tiver, mais valor tem...

 

OS DRONES VÊM AÍ!

Ainda não chegaram, mas estão vindo. Em breve, a Polícia Rodoviária Federal começa a usar drones para o controle do trânsito nas rodovias federais de Rondônia. Eles serão usados em trechos da BR 364, onde há mais ultrapassagens irregulares, mais perigos e onde os motoristas empreendem mais velocidade, além de trechos urbanos, como a avenida Jorge Teixeira (BR 319), que corta o centro de Porto Velho e a avenida Migrantes, outro braço da 319. O sistema já é utilizado em várias regiões do país. A última delas, que recebeu o serviço desde o ano passado, foi o estado de Mato Grosso, onde o número de multas cresceu muito, desde que as imagens por drone começaram a ser usadas no controle do tráfego. Com a diminuição dos investimentos a que o governo federal tem submetido a PRF, Rondônia ainda está na fila para receber novos equipamentos, que já deviam ter chegado há algum tempo. Não chegaram e, ao menos até agora, a direção do órgão do Estado ainda não recebeu qualquer informação oficial sobre quando o sistema começará a ser utilizado. Mas a tendência é que em breve, provavelmente no segundo semestre, o trânsito nas nossas BRs recebem o apoio de fiscalização pelos drones.

 

PERGUNTINHA

O trágico assassinato de uma vereadora do PSOL e seu motorista, na guerra civil do Rio de Janeiro, servirão ao menos para mobilizar as autoridades para o real combate ao crime, na mais bela cidade da América Latina?







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Artigos


Declaração de Inaptidão de CNPJ
Os empresários que não estão em dia com a entrega de declarações e escriturações ao Fisco nos últimos cinco anos, poderão ter seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ)...


A Fronteira é Nossa - Por: Carlos Sperança
A expansão do narcotráfico “A fronteira é nossa”. Essa apropriação de dísticos nacionalistas como “O petróleo é nosso” e.....


Votos nulos beneficiam siglas atoladas na Lava Jato
Uma análise feita pela equipe de pesquisa do instituto Data Folha precisa ser muito bem avaliada pela população que está com a.....


Sinalização de trânsito será implantada em cacoal
PAVIMENTAÇÃO O prefeito de Ouro Preto, Vagno Panisoly, disse esta semana estar bastante ansioso para o início das obras de.....

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::



 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News