Rondônia, - 00:32

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Aplicativo
Corpo de Bombeiros Militar do Pará adota nova ferramenta para salvar vidas
O Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMP) disponibilizará, nos próximos meses, um aplicativo que aciona automaticamente o serviço de emergência em caso de acidentes.
Publicado Terça-Feira, 27 de Fevereiro de 2018, às 05:32 | Fonte Governo do Pará 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=343417&codDep=71" data-text="Corpo de Bombeiros Militar do Pará adota nova ferramenta para salvar vidas

  
 
 

Na prática, a parceria assinada entre o ‘192 Smart’ e o Corpo de Bombeiros significa que a instituição passará a receber, em tempo real, todos os chamados originados no aplicativo em Belém, Ananindeua e Marituba

 

O Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMP) disponibilizará, nos próximos meses, um aplicativo que aciona automaticamente o serviço de emergência em caso de acidentes. Por meio do ‘192 Smart’, gratuito para todos os usuários, qualquer pessoa pode fazer um chamado ao serviço de urgência de maneira rápida e inteligente. O app usa a exclusiva tecnologia SOSmart, que detecta colisões de forma automática e realiza o chamado para o 192 mesmo que a vítima esteja inconsciente após um acidente, ou impossibilitado de fazer o chamado.

Para disponibilizar o aplicativo, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará assinou um Termo de Cooperação na última sexta-feira (26). O Pará é a primeira corporação do Corpo de Bombeiros no Brasil a usar a ferramenta. Até o momento, o aplicativo é utilizado pela prefeitura de Limeira, em São Paulo, mas segundo o subdiretor de Telemática do CBMP, major Marcos Queiroz, mais de 400 prefeituras em todo o Brasil já estão cadastradas para a utilização do “192 Smart”.

“O aplicativo se baseia em um sistema de algoritmo que é acionado no caso de aceleração e desaceleração da velocidade. Ele automatiza o chamado no caso de urgência e emergência, em situações de colisão e acidente veicular tanto com veículos automotores ou motocicletas. O grande objetivo é proporcionar uma rapidez no atendimento e acionar a emergência nos primeiros momentos, o que pode significar a diferença entre a vida e a morte”, comenta.

O sistema de ocorrência acionado pelo aplicativo é voltado para um novo serviço de tecnologia, e já está contemplado com certificados de ocorrência para o e-mail da vítima e SMS, contempla também o mapa da quantidade e gravidade de ocorrências, fazer mancha de calor, etc. “Ao baixar o aplicativo a pessoa preenche um cadastro com todos os seus dados, como tipo sanguíneo, alergias a medicamentos e se tem plano de saúde, contatos de emergência. Tudo isso facilitará o atendimento às vítimas”, explica.

Sobre o App - O 192 Smart foi lançado oficialmente durante as atividades do Maio Amarelo, mês de conscientização e de mobilização da sociedade civil sobre segurança viária. O App será disponibilizado para os sistemas operacionais Android e iOS.

A criação do aplicativo é da médica paulista que trabalha no SAMU, Adriana Mallet. Ela foi motivada por um acidente com uma amiga, em São Paulo, que faleceu no dia seguinte mesmo estando a 400 metros do Hospital de Clínicas e a 200 metros do serviço de emergência.

“O ‘192 Smart’ é um meio mais rápido e inteligente e também um anjo da guarda. Os primeiros dez minutos são fundamentais para o atendimento em caso de urgência e emergência”, considera a médica. A profissional também explica que o chamado automático só é acionado em caso de acidente automotivo, mas o aplicativo também pode ser acionado manualmente para outros tipos de ocorrência.  

Na prática, a parceria assinada entre o ‘192 Smart’ e o Corpo de Bombeiros significa que a instituição passará a receber, em tempo real, todos os chamados originados no aplicativo em Belém, Ananindeua e Marituba, onde há cerca de 575 mil veículos, quase 75% deles em Belém, de acordo com o Denatran local. A população da Grande Belém é de cerca de 2,1 milhões de habitantes, segundo o IBGE, 70% na capital.

Os dados fornecidos pelo CBMPA mostram que entre as ocorrências atendidas em 2017 pela instituição, mais de 60% são colisões entre carros e motos ou quedas de moto. Cerca de 21% das ocorrências de 2017 foram atropelamentos de pedestres ou de ciclistas. Ao todo, houve no ano passado cerca de 1,9 mil incidentes no trânsito da região.

Por Márcio Flexa

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Região Norte


Em transmissão, Sejel e UEA anunciam início do projeto ‘Todos pelo Esporte’
Em transmissão através da IPTV para os 17 municípios contemplados, nesta segunda-feira (02/04), a Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) anunciaram oficialmente o início das atividade...


Conferência Estadual da Igualdade Racial ocorre nesta terça
...


Novas opções de espaços para a realização de grandes eventos na Arena da Amazônia
...


Governo convoca profissionais de saúde para treinamento sobre sarampo
Roraima está em alerta desde o ano passado quando iniciaram os treinamentos para médicos sobre a doença...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News