Rondônia, - 16:53

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
fotos da Amazônia de Sebastião Salgado
Supremo ganha mostra permanente de fotos da Amazônia de Sebastião Salgado
São 16 cliques do mestre do preto e branco revelando a vida de índios de muitas tribos. Nos próximos dois anos, ele volta à floresta para fotografar.
Publicado Quinta-Feira, 22 de Fevereiro de 2018, às 12:27 | Fonte da Redação 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=343207&codDep=38" data-text="Supremo ganha mostra permanente de fotos da Amazônia de Sebastião Salgado

  
 
 

As primeiras fotos da expedição do fotógrafo Sebastião Salgado pela Amazônia já podem ser vistas em Brasília. É uma amostra do trabalho que ele vai expor no mundo todo.

O olhar que capta a imensidão da Amazônia e o dia a dia dos índios de diferentes tribos. Foi em áreas ainda preservadas que as lentes de Sebastião Salgado registram momentos assim desde 2005.

O artista de Minas Gerais eterniza instantes simples, como o da índia ashaninka, do Acre, se pintando diante do espelho, ou os índios waurá com suas canoas no enevoado rio do Alto Xingu.

Com os korubo do oeste do Amazonas, tribo de pouquíssimo contato, Salgado conseguiu a proeza de fazê-los posar para uma foto.

A mostra toda reúne 16 cliques desse mestre do preto e branco. E as fotos vão ficar permanentemente no Supremo. Essas joias foram doadas por Sebastião Salgado. Cada uma é avaliada em mais R$ 200 mil.

“Sebastião Salgado tem o mundo dentro de si e mostra ao mundo o que o Brasil tem de mais precioso, como o mundo que não acaba dentro de si”, disse a presidente do Supremo, Cármen Lúcia.

Nos próximos dois anos, Sebastião Salgado, volta a floresta para fotografar mais. O resultado será uma exposição que viajará o mundo inteiro para, assim, manter o alerta para a importância de se preservar esse patrimônio da humanidade.  

“Eu quis trazer a pureza brasileira, que é essa floresta colossal que nós temos, que representa a metade do nosso país, e essas populações indígenas, que são uma população fenomenal de um nível cultural incrível, que representa uma diversidade de línguas, de costumes, e que representa a nossa pré-história. O Brasil é um país muito feliz que ainda pode conviver com a sua pré-história”, afirmou o fotógrafo.

A exposição fica aberta ao público no supremo pelos próximos dois meses.

Fonte: Jornal Nacional.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Agentes Culturais de Vilhena produzem vídeo documentário sobre a cultura indígena
O vídeo foi produzido por agentes culturais de Vilhena, Washington Kuipers,  Marcio Guilhermon e Andréia Machado e foi lançado há poucos dias na aldeia Aroeira Central....


MPF denuncia três pessoas por fraude em autorizações e licenças ambientais
O órgão pede à Justiça que os acusados sejam responsabilizados pelos danos ambientais, calculados em 35 milhões de reais...


Audiência pública sobre o projeto de produção de zinco e chumbo em Nova Brasilândia D’Oeste
Audiência faz parte do processo transparente de licenciamento ambiental que o empreendimento desempenha para a continuidade do projeto...


Governo deve transferir até 18 mil venezuelanos de RR para outros estados
Os primeiros começam a chegar em SP, AM e MT já nesta quinta-feira (5)...

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM