Rondônia, - 07:04

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
Tecnologia
Sonda que passou por Plutão envia fotos mais distantes da Terra já registradas
Publicado Terça-Feira, 13 de Fevereiro de 2018, às 09:24 | Fonte Olhar Digital 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=342644&codDep=41" data-text=" Sonda que passou por Plutão envia fotos mais distantes da Terra já registradas

  
 
 

(Foto: divulgação / Nasa)

 

Você se lembra da sonda New Horizons, que registrou as primeiras imagens precisas de Plutão lá em 2015? Pois ela continua viajando e enviando imagens de volta à Nasa. E, recentemente, ela fez história ao enviar até nós as fotos tiradas mais longe da Terra: segundo a agência espacial estadunidense, essas fotos (que podem ser vistas acima) foram tiradas a 6,12 bilhões de quilômetros do nosso planeta.

A foto em questão mostra alguns objetos do cinturão de Kuiper - 2012 HZ84 (à esquerda) e 2012 HZ 85 (à direita), mais especificamente. Esse cinturão, de acordo com o Gizmodo, é uma espécie de enorme círculo de pedras geladas que envolve o nosso sistema solar. Os corpos celestes que ficam por lá são conhecidos como "KBOs", uma sigla em inglês que significa simplesmente "objetos do cinturão de Kuiper" - Plutão é um desses objetos, assim como os planetas-anões Haumea e Ceres.

Segundo a agência, a New Horizons é a quinta espaçonave a ir além dos planetas do nosso sistema. Até hoje, a mais famosa delas era a Voyager 1, tanto por levar discos feitos para apresentar a humanidade a alienígenas como por produzir a famosa foto do "pálido ponto azul". Até recentemente, essa era a foto produzida a maior distância da Terra, tendo sido tirada a 6,06 bilhões de quilômetros daqui.

E tem mais vindo aí

O trabalho da New Horizons ainda não acabou: ela vai seguir viajando pelo cinturão de Kuiper a uma velocidade de cerca de 1,12 milhões de quilômetros por dia, capturando mais imagens dos objetos próximos a ela. Para isso, ela usa um sensor seu chamado LORRI, ou "Long Range Reconnaissance Imager". Fotos como essa podem ajudar astrônomos a entender melhor a composição dos objetos do cinturão - o que, por sua vez, pode nos dar pistas sobre a origem do nosso sistema solar.

Recentemente, a sonda passou pela correção de curso mais remota já feita pela Nasa: os astrônomos da agência orientaram a sonda a passar perto de um objeto do cinturão, conhecido como 2014 MU69. O encontro deve acontecer em 1 de janeiro de 2019, e naquela ocasião a sonda deve bater o próprio recorde. Por ora, no entanto, ela está "hibernando" para economizar energia, e será reativada no dia 4 de junho para iniciar os preparativos para essa sessão de fotos.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Facebook constrói 'sala de guerra' para acompanhar eleições ao redor do mundo
...


Como ativar o modo escuro do Windows 10 automaticamente à noite
...


Google Fotos prepara novos recursos para álbuns e edição; veja o que muda
...


Uber quer mostrar o destino final da viagem para o motorista antecipadamente
...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM