Rondônia, - 22:32

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Com a ‘sentença de morte’ de Lula, Haddad ressurge como presidenciável do PT
Publicado Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018, às 11:44 | Fonte Gazeto do Povo 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=341722&codDep=19" data-text="Com a ‘sentença de morte’ de Lula, Haddad ressurge como presidenciável do PT

  
 
 

Nelson Almeida/AFP

O ex-prefeito Fernando Haddad foi o mais ovacionado pelos militantes entre as personalidades anunciadas pelo locutor do comício que Lula fez em São Paulo, após a condenação no TRF-4.

 

A “sentença de morte” desferida pelo Tribunal da Lava Jato contra a sexta candidatura de Lula à Presidência da República já movimenta o PT nos bastidores. Ainda que a ordem seja manter Lula “vivo” como o nome da legenda para concorrer ao Palácio do Planalto em outubro deste ano – nesta quinta-feira (25), Lula foi lançado oficialmente como candidato, apesar da condenação no TRF-4. A avaliação de algumas lideranças petistas é que a antecipação do julgamento pode até acelerar essa discussão dentro do partido e colocar logo outro nome na rua.

Com o impacto do resultado e as poucas chances de Lula candidato vingar ressurge, com relativa força, o nome do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

“Talvez seja o ideal para o momento, ainda que não anunciado agora de imediato. É um nome relativamente novo, com alguma bagagem de Executivo, como ministro e prefeito, e com potencial de crescer. E mais até. É um bom nome para unificar o chamado campo da esquerda. E com o total apoio do Lula, esteja ele, Lula, onde estiver”, avaliou um petista que integra a direção nacional da legenda.

No ato da noite de quarta-feira (24), em São Paulo, com a decisão do tribunal já conhecida, Haddad foi o mais ovacionado pelos militantes entre as personalidades anunciadas pelo locutor do comício. Excluindo Lula. Outro cotado como presidenciável, o ex-governador baiano Jacques Wagner foi citado pelo apresentador, mas não empolgou a militância. É de se relevar que ele estava na “casa” de Haddad.

Em dezembro, Haddad foi escolhido coordenador de programa da candidatura de Lula. A situação hoje é bem outra. Como essa candidatura subiu, e muito, no telhado, o ex-prefeito pode ser “promovido” ao lugar do chefe.

O que pesa contra Jacques Wagner, um amigão do ex-presidente Lula: é da velha guarda do PT, não demonstra animação com a possibilidade e não empolga a militância. “É um nome difícil de ‘vender’. O Haddad é mais leve. E deixou a Prefeitura de São Paulo, ainda que derrotado pelo Doria, bem avaliado”, disse o interlocutor petista.

Dez dias atrás, a Polícia Federal indiciou Haddad por prática de caixa 2 eleitoral. “Depois do tombo que levamos com Lula, essa acusação é fichinha. E não tende a evoluir até a eleição. E tem presidenciável aí com poleiro muito mais sujo”, analisou o petista.

A ordem no PT continua sendo não falar, publicamente, em plano B. Mas o tema já toma conta do partido, que não abre mão de candidato próprio e, nas palavras de seus dirigentes, não vai “entregar de bandeja” os 35% das intenções de voto em Lula para nenhum aliado de outra legenda.

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


PF desarticula grupo que clonou celulares de ministros de Temer
...


PF investiga esquema de caminhoneiros que simulavam roubos de carga
...


‘Passarinho na muda não pia’, despista Josué Gomes sobre candidatura
...


Henrique Meirelles vê 'voo solo' do MDB na disputa ao Planalto
...

 

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::


 
 
 
 
EMRONDONIA.COM