Rondônia, - 18:15

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
jovem amazonense sobrevive a raiva humana
Cura Milagrosa: Adolescente amazonense de 14 anos sobrevive a raiva humana; caso é o segundo no Brasil
Primeiro comunicado do ministério dava a entender que menino estava curado. Mais tarde, uma nova nota retificou e esclareceu a primeira informação.
Publicado Quarta-Feira, 10 de Janeiro de 2018, às 21:50 | Fonte G1 AM 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=341110&codDep=38" data-text="Cura Milagrosa: Adolescente amazonense de 14 anos sobrevive a raiva humana; caso é o segundo no Brasil
ADS NEWS 3

  
 
 

(Foto: Arquivo pessoal)

Mateus tem 14 anos e é morador de comunidade rural de Barcelos, no AM

Ministério da Saúde confirmou que o adolescente de 14 anos que contraiu raiva humana no Amazonas sobreviveu à doença. O caso de sobrevivência é o segundo já registrado no Brasil. O outro foi em 2008, no estado de Pernambuco. No entanto, o governo federal afirma que é cedo para falar em cura. O jovem segue em tratamento.

Segundo o Ministério, o caso registrado no Amazonas teve o mesmo tratamento usado na cura do paciente de Pernambuco. A Secretaria de Saúde do Amazonas confirmou a cura do jovem; em nota, o governo federal diz que "ainda é precoce para se determinar o prognóstico de recuperação, embora até o momento a evolução clínica esteja ocorrendo de forma positiva".

O adolescente Mateus Castro foi submetido ao protocolo de Milwaukee, com uso dos medicamentos Biopterina e Amantadina, próprios para pacientes com encefalite causada pelo vírus da raiva. Segundo o médico Antônio Magela, que integra a equipe que trata Mateus, o protocolo conta ainda com o uso de sedativo, que não foi necessário, porque o jovem chegou a entrar em coma.

Mateus vai continuar em tratamento por pelo menos mais quatro meses. Ele terá uma equipe multidisciplinar de reabilitação para tratar as sequelas motoras e na fala. O jovem deu entrada na FMT no dia 2 de dezembro com sintomas de febre e formigamento nas mãos.

Entenda o caso

Dois irmãos de Mateus morreram em decorrência de raiva humana no ano passado. Os três contraíram a doença após ataque de morcegos na Zona Rural de Barcelos, município a 401 Km de Manaus.

Segundo o infectologista Antônio Magela, da Fundação de Medicina Tropical (FMT), a diferença de Mateus para os irmãos pode ter sido a internação precoce, logo após o aparecimento dos primeiros sintomas.

A raiva é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus que acomete mamíferos, inclusive o homem, e é transmitida principalmente por meio da mordida de animais infectados. Em 2017, foram cinco casos, sendo um em Pernambuco, um em Tocantins, um na Bahia e três no Amazonas.






ADS NEWS 4

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Amazônia


Abertas inscrições para o IV Simpósio de Recursos Hídricos
O evento será realizado no mês de setembro em Rolim de Moura...


Incra investe R$ 11,5 milhões em estradas de Machadinho do Oeste
Serão construídas e complementadas estradas vicinais no interior do PA Belo Horizonte em benefício direto a 422 famílias de agricultores. Nos PA's Santa Maria I e II serão recuperadas as estradas que beneficiarão 930 famílias....


Núcleo de Apoio à População Ribeirinha da Amazônia chega em Rondônia com atividades no Baixo Madeira
O Napra desenvolve suas atividades em Rondônia principalmente através de recursos provenientes de doações, patrocínios e elaboração de projetos....


Sedam apreende mais de 500 metros cúbicos de madeira extraída ilegalmente
A madeira está sendo calculada por fiscais da Sedam dentro da unidade de conservação...

 

::: Publicidade :::

ADS NEWS 1

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM