Rondônia, - 21:53

 

Você está no caderno - POLÍTICA
o país da corrupção e da impunidade
Ex-presidente da Odebrecht diz que deu R$ 52 milhões a Serra
Delator da Operação Lava Jato, Pedro Novis detalhou em depoimento à PF como e por quais meios foram feitos os pagamentos ao tucano; senador nega acusação
Publicado Quarta-Feira, 10 de Janeiro de 2018, às 06:46 | Fonte Estadão Conteúdo 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=341080&codDep=19" data-text="Ex-presidente da Odebrecht diz que deu R$ 52 milhões a Serra
ADS NEWS 3

  
 
 

O senador José Serra (PSDB-SP) (Fátima Meira/Futura Press/Folhapress)

O ex-presidente da Odebrecht e delator na Operação Lava Jato, Pedro Novis, afirmou em depoimento à Polícia Federal que o senador José Serra (PSDB-SP)recebeu para si ou solicitou para o partido R$ 52,4 milhões entre 2002 e 2012. O executivo detalhou os valores para os investigadores.  As declarações foram prestadas em 13 de junho de 2017 e reveladas nesta terça-feira pelo jornal Valor Econômico. O tucano nega.

Novis relatou que teve contato com Serra ainda na década de 1980, mas que somente em 2002 o tucano “solicitou recursos”. Ele disse que se encontrava sozinho com o tucano “em encontros agendados através da secretária pessoal dele”. Naquele ano, declarou, “foi repassado à campanha de Serra o montante aproximado de R$ 15 milhões”.

Dois anos depois, em 2004, Serra disputou a Prefeitura de São Paulo. Segundo o ex-presidente da Odebrecht, o tucano recebeu “cerca de R$ 2 milhões em doações da construtora realizadas sem registro na Justiça Eleitoral” e que esses valores “foram pagos em espécie e no Brasil”.

Novis contou ainda ter repassado ao senador R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007 por meio de “uma conta bancária no exterior ” em nome de José Amaro Ramos. “Foi José Serra quem disse ao declarante que José Amaro Ramos era a pessoa credenciada para receber o repasse (…); que conversou pessoalmente com José Amaro Ramos, tendo recebido de suas mãos o número da conta para a qual seriam transferidos os recursos.” De acordo com o relato, “quando o tucano assumiu o governo paulista em 2007, a empreiteira “possuía contratos com o Estado de São Paulo, dentre os quais um dos lotes das obras do Rodoanel Sul”.

Em 2008, relatou Novis, o tucano solicitou “R$ 3 milhões em doações eleitorais para as campanhas municipais do PSDB em São Paulo”. O executivo disse que o valor foi pago em espécie no Brasil “a um emissário indicado por José Serra”, mas disse que “não possui o nome ou qualquer outra informação” relacionada a esse emissário.






ADS NEWS 4

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em POLÍTICA


Diretórios Regionais dos partidos políticos devem cumprir cota de candidaturas de mulheres
Para evitar fraudes no registro de candidatura de mulheres, a Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) em Rondônia expediu uma recomendação aos diretórios regionais alertando para o cumprimento efetivo da cota de 30% de candidatas. ...


PF investiga esquema de caminhoneiros que simulavam roubos de carga
...


PF desarticula grupo que clonou celulares de ministros de Temer
...


‘Passarinho na muda não pia’, despista Josué Gomes sobre candidatura
...

 

::: Publicidade :::

ADS NEWS 1

ADS NEWS 2

ADS NEWS 3


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM