Rondônia, - 08:56

 

Você está no caderno - Ação Parlamentar
Serviços da Pastoral da Saúde em Ouro Preto
Lazinho intercede por liberação de serviços da Pastoral da Saúde em Ouro Preto
O deputado Lazinho da Fetagro (PT) promoveu encontro entre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), com a presença do secretário adjunto Luis Maiorquin, a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e representantes da Associação Camaione, de Ouro Preto do Oeste, para tratar sobre a interdição, por parte da Agevisa, do estabelecimento da Pastoral da Saúde que trabalha com produtos fitoterápicos e homeopáticos.
Publicado Quarta-Feira, 6 de Dezembro de 2017, às 19:03 | Fonte Ale - Ascom 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339702&codDep=53" data-text="Lazinho intercede por liberação de serviços da Pastoral da Saúde em Ouro Preto

  
 
 

 

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) promoveu encontro entre a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), com a presença do secretário adjunto Luis Maiorquin, a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) e representantes da Associação Camaione, de Ouro Preto do Oeste, para tratar sobre a interdição, por parte da Agevisa, do estabelecimento da Pastoral da Saúde que trabalha com produtos fitoterápicos e homeopáticos. O estabelecimento é assistido pela Associação.

De acordo com a Agevisa, a interdição ocorreu pelo fato de estar sendo exercida manipulação dos produtos, e não somente vender ‘in natura’ com orientação de uso.

Segundo a diretora do órgão, Arlete Baldez, essa manipulação sem ser realizada por profissional farmacêutico fere a lei da Agência Nacional de Vigilância em Saúde (Anvisa).

Os representantes da associação e o deputado solicitaram que seja encontrada uma alternativa para resolução desse impasse, levando-se em conta a importância dos tratamentos alternativos (fitoterápicos e homeopáticos) a uma fatia considerável da população do Estado, principalmente a rural.

 

"Conheço o Estado de ponta a ponta, e o tratamento alternativo fitoterápico e homeopático é aplicado praticamente por todas as paróquias, atendendo principalmente a população rural e de baixa renda”, declarou Lazinho.

O parlamentar salienta que limitar o trabalho social prestado pelas pastorais “pode causar uma desassistência com possíveis consequências à saúde desta população", ponderou o deputado.

O secretário Maiorquin, sensível a situação, se comprometeu em seguir reunido com a equipe técnica da Agevisa e os representantes da associação, estudando maneiras para a resolução da questão de forma que não fira a legislação, e de maneira que possa continuar o atendimento à população.

 

 

ALE/RO - DECOM - Assessoria 
Foto: Assessoria 

 

 

FOTOS

 

 

 

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Ação Parlamentar


ALE aprova projeto que regulamenta procedimentos para escolta de presos
Matéria é de autoria do deputado Anderson do Singeperon que recebeu denúncia de agentes de Polícia Civil ...


Dr. Neidson solicita urgência para início de obras de recuperação em trecho da BR 425
Em ofício ao Dnit parlamentar citou situação crítica no Km 47 e riscos aos motoristas...


Adelino Follador pede providências ao Detran e do DER
Parlamentar destacou questões de vistoria nos distritos e pequenos municípios e preocupação com estradas vicinais...


Comissão de Educação e Cultura debate questão do transporte escolar
Parlamentares convidaram para audiência pública que será realizada no próximo dia 26, no Plenário da ALE...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News