Rondônia, - 20:58

 

Você está no caderno - Porto Velho
EM RONDÔNIA
COMPLEXO DA EFMM CONTINUA ABANDONADO SOB A COMPLACÊNCIA DAS AUTORIDADES
Publicado Quinta-Feira, 30 de Novembro de 2017, às 16:23 | Fonte Assessoria 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339415&codDep=27" data-text="COMPLEXO DA EFMM CONTINUA ABANDONADO SOB A COMPLACÊNCIA DAS AUTORIDADES

  
 
 

Nos dias de Sol escaldante, entre uma e outra mudança de clima, sobretudo em dias de Lua Cheia, no matagal e lamaçal que se formam no entorno dos galpões e estações de manobras usadas pelas Litorinas e Locomotivas, ‘ainda são visíveis os estragos deixados pela enchente histórica de 2014.

 

Porto Velho , Rondônia – Visitar o Complexo Ferroviário nos dias atuais pode se tornar uma grande decepção, esse é o retrato diário da desolação e descompromisso atribuídos às autoridades para com o principal cartão-postal da cidade.

A afirmação partiu, nesta quarta-feira (29), de dirigentes da Associação dos Ferroviários da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM), ainda preocupados com a postergação do processo de revitalização assumido pelo prefeito Hildon Chaves.


(Foto: Jota Gomes/Diário da Amazônia)

‘Quem vai ao Complexo pode constatar que o maquinário está em processo avançado de degradação, uma conseqüência do desgaste causado pelas intempéries. Na chuva e sob Sol escaldante, a ferrugem toma conta das locomotivas que, ‘um dia ajudaram a impulsionar a economia do município de Porto Velho’. Além da depredação das máquinas atribuídas a vândalos, roubos de peças e equipamentos do acervo por ladrões, atestam dirigentes da EFMM.

Desde o século passado, há vestígios da desgraça que se abateu sobre a Madeira Mamoré. Enquanto isso, parte das autoridades afetas às decisões tomadas pelo IPHAN, MPF, MPE e a Prefeitura ‘não tem feito o dever de casa’, afirma indignado o ferroviário de pré-nome LORD; enquanto fazia um lanche na praça da alimentação em homenagem aos ‘Pioneiros’ e ‘Expedicionários’.   

Por conta dos danos e prejuízos causados até aqui, parte das autoridades que ‘em nada ou quase nada se manifesta contrária ao seqüestro de uma locomotiva, além do roubo de peças e ferramentas das oficinas’, caso a prefeitura não ponha em prática o Plano de Revitalização do Complexo, imediatamente, arqueólogos ligados a núcleos da UNIR prevêem que, ‘logo-logo a EFMM vai virar um cemitério de destroços ferroviários’.


(Foto: Jota Gomes/Diário da Amazônia)

-Ninguém foi preso ou punido no IPHAN e na SPU, que a tudo assistiram ou acusados que são de silenciarem quanto às liberações de máquinas para escavações de rampas para o porto do Cai N’Água, justamente em áreas já tombadas pela União Federal’, ressaltaram os mais antigos dirigentes.

Nos dias de Sol escaldante, entre uma e outra mudança de clima, sobretudo em dias de Lua Cheia, no matagal e lamaçal que se formam no entorno dos galpões e estações de manobras usadas pelas Litorinas e Locomotivas, ‘ainda são visíveis os estragos deixados pela enchente histórica de 2014.

Tudo isso, somado à falta de manutenção, que só acelera o possível desaparecimento da briosa Estrada de Ferro Madeira Mamoré, cujo Plano de Revitalização e o convênio para o restauro de peças, maquinas e equipamentos foram reclamados na Justiça pela Prefeitura, ora travado na Procuradoria Geral do Município (PGM).                                                              








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Porto Velho


Morre aos 68 anos jornalista Maurício Calixto
Morreu nesta segunda-feira, no Hospital das Clínicas, em Porto Velho, o jornalista, radialista e ex-deputado federal Maurício Calixto, aos 68 anos de idade....


Veículo do Governo de Rondônia pega fogo e coloca em risco vida de servidor
um veículo Kombi que pertence a Superintendência de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Públicos Essenciais (SUGESPE), ficou parcialmente destruído pelo fogo....


Nota de Pesar - Prefeitura de Porto Velho
A morte se deu, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), após uma provável perda do controle da direção do veículo em que conduzia, na BR-319......


Confira aqui os nomes das 221 pessoas convocadas para o Cristal da Calama, em Porto Velho
Famílias convocadas foram atingidas pela cheia do Rio Madeira, em 2014. Entre os documentos exigidos estão CPF, certidão de nascimento, entre outros....

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM