Rondônia, - 13:54

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
Agronegócio
Cepea: Agronegócio produz mais a preço menor e ajuda no controle da inflação
Publicado Domingo, 26 de Novembro de 2017, às 15:20 | Fonte Notícias Agrícolas 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339210&codDep=50" data-text="Cepea: Agronegócio produz mais a preço menor e ajuda no controle da inflação

  
 
 

Divulgação - Internet

 

O crescimento do PIB-volume do agronegócio está estimado em 6,3% neste ano, considerando-se informações disponíveis até agosto/17, segundo indica pesquisa do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). O impulso vem do ramo agrícola, que deve registrar aumento de 9,2% em 2017, visto que, para o ramo pecuário, a estimativa é de retração, de 0,4%.

Apesar do expressivo crescimento em volume, 2017 foi marcado por fortes quedas de preços para os produtos do agronegócio, o que, por sua vez, pressiona a renda do setor. Na comparação de janeiro a agosto de 2017 com o mesmo período de 2016, o decréscimo nos preços médios do agronegócio é de 9,5% em relação aos da economia como um todo. Então, considerando-se as informações disponíveis até agosto/17, estima-se retração interanual de 3,8% no PIB-renda do agronegócio brasileiro.

CONTROLE DA INFLAÇÃO – Pesquisadores do Cepea alertam que, enquanto o movimento de queda dos preços relativos do agronegócio expressa a perda de rentabilidade da produção do setor frente à média da economia, esse contexto tem impacto positivo sobre a economia e a sociedade. Produzindo mais a preços menores, o setor contribuiu com o maior abastecimento, com a geração de divisas e o controle da inflação.

A queda mais acentuada nos preços relativos, de 11,6%, foi observada no ramo agrícola, com reduções relevantes nas cotações de grãos e também de hortifrutícolas. Esse cenário reflete principalmente a grande oferta em volume de produção do segmento. No caso dos grãos, por exemplo, segundo pesquisadores do Cepea, o mercado vem apresentando elevada disponibilidade ao longo do ano, diante da boa produtividade de produtos como soja e milho. No ramo pecuário, as quedas nos preços relativos foram mais amenas, com a pressão vinda especialmente da bovinocultura de corte. 

 

Fonte: Cepea

 







Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Piscicultura brasileira produziu 722.560 toneladas em 2018
A tilápia é a mais importante espécie de peixes cultivados do Brasil. Segundo levantamento exclusivo da Peixe BR, a espécie teve crescimento de 11,9% em relação ao ano anterior (2017)...


Embrapa realiza Dia de Campo de Soja em Porto Velho nesta terça (19)
São apresentadas informações sobre cultivares de soja, manejo da cultura, boas práticas de produção, Sistema Plantio Direto e Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). ...


Rondônia é o maior produtor de peixes nativos do País
Rondônia lidera o ranking, com 100% de sua produção (72.800 mil t) de espécies nativas. Mato Grosso aparece em segundo lugar, com 52.000 t (97% do total). ...


Agricultores de Espigão recebem auxílio com maquinário
Mais de 1 milhão de toneladas de silagem para a safra de 2019 foram entregues....

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News