Rondônia, - 11:54
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
Agronegócio
CNA defende volta da alíquota de 14% para importação de borracha
Publicado Domingo, 26 de Novembro de 2017, às 15:15 | Fonte Notícias Agrícolas 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=339208&codDep=50" data-text="CNA defende volta da alíquota de 14% para importação de borracha

  
 
 

Divulgação - Internet

 

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) pediu o apoio de deputados e senadores para a elevação do imposto de importação da borracha natural. A entidade quer o retorno da alíquota de 14% e a inclusão do produto na Lista de Exceção à Tarifa Externa Comum (LETEC).

Na terça (21), o presidente da Comissão Nacional de Silvicultura e Agrossilvicultura da CNA, Walter Rezende, se reuniu com os presidentes das Comissões de Agricultura do Senado, Ivo Cassol (PP-RO), da Câmara, Sergio Souza (PMDB-PR), e da Frente Parlamentar de Silvicultura, deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), e entregou um ofício com o pleito dos produtores.

A atuação da CNA fez com que em 2016 a Câmara de Comércio Exterior (Camex) subisse o imposto de 4% para 14%, mas a medida valeu apenas por um ano e venceu no mês passado. Assim, a entidade quer a volta desta alíquota para evitar prejuízos aos seringueiros com a entrada da borracha importada, principalmente da Ásia.

Segundo Walter Rezende, os investimentos feitos pelos heveicultores levam, em média, sete anos para dar retorno. Desta forma, avaliou, a alíquota deve ser permanente. Ele lista, ainda, as exigências trabalhistas e ambientais no país, que são muitos superiores às do produto asiático. 

“É uma concorrência desleal porque os preços asiáticos são muito baixos. Sem o aumento do imposto, isso vai incentivar a importação e reduzir os preços no mercado interno. A margem do produtor cai e a expansão da produção brasileira fica limitada”, afirmou Walter Rezende.

 

Fonte: Ambiente Inteiro

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Produção de peixe em Rondônia é expandida com apoio do governo na organização do sistema produtivo e comercialização
Para desenvolver a cadeia produtiva da aquicultura e pesca o governo do estado focou em 2017 nas ações de organização do sistema produtivo......


Viveiro Cidadão firma novas parcerias
A parceria visa atender os agricultores familiares que queiram recuperar as APP's e/ou Reservas Legais nas propriedades rurais que estejam dentro dos oito municípios ...


Convênio assinado em Ouro Preto do Oeste assegura execução do programa Título Já para mais de 2 mil famílias
De acordo com o convênio, no valor de R$ 110 mil, a meta é regularizar 2.200 lotes urbanos no município, atendendo famílias cuja renda não seja superior a cinco salários mínimos....


Se passar, MP do Funrural ajudará grandes frigoríficos; BR tem que fazer ''lição de casa'' para Hong Kong, diz Abrafrigo
O pagamento de dívidas do Funrural com créditos fiscais da exportação distorceria o mercado, já que os médios e pequenos, na maioria não exportadores...

 

::: Publicidade :::

a



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE