Rondônia, - 11:53
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
Agronegócio
Coamo deve repetir em 2017 desempenho de 2016, diz presidente
A Coamo, maior cooperativa agrícola do Brasil, com sede no Paraná, deverá atingir neste ano um resultado semelhante ao de 2016, apesar de preços mais fracos de 2017, em meio a uma produção recorde de grãos.
Publicado Domingo, 19 de Novembro de 2017, às 16:01 | Fonte Notícias Agrícolas 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338891&codDep=50" data-text="Coamo deve repetir em 2017 desempenho de 2016, diz presidente

  
 
 

Divulgação - Internet

 

SÃO PAULO (Reuters) - A Coamo, maior cooperativa agrícola do Brasil, com sede no Paraná, deverá atingir neste ano um resultado semelhante ao de 2016, apesar de preços mais fracos de 2017, em meio a uma produção recorde de grãos.

"O ano de 2016 foi muito bom, tanto em crescimento quanto em resultados. Neste ano, temos motivos para chegarmos no dia 31 de dezembro com o mesmo faturamento do ano passado. É capaz que tenha uma pequena diferença. Mas o resultado é bom", disse o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, em entrevista ao Informe Paraná Cooperativo, publicação do setor cooperativista.

No ano passado, a receita da Coamo atingiu 11,45 bilhões de reais, alta de 7,3 por cento ante 2015, com preços altos em meio a uma quebra de safra.

Em 2017, a situação é diferente-- os preços caíram, mas houve mais produtos para serem comercializados.

Segundo Galassini, os preços dos grãos sofreram uma grande queda em relação ao ciclo anterior, com a saca de soja caindo de 85 reais para 56,5 reais.

"A diferença nos preços é muito grande, como os volumes também são muito grandes...", disse o presidente da cooperativa.

Segundo ele, a Coamo está preparando os balancetes e vai antecipar pagamento de sobras em dezembro. "Depois faremos o complemento das sobras, na Assembleia Geral Ordinária, no início do ano que vem", afirmou.

Ele disse ainda que os produtores estão segurando vendas, em momento de preços mais baixos.

"O cooperado não está vendendo por dois motivos principais: primeiro, o preço caiu muito e, segundo, o cooperado está bem capitalizado. Se mede que ele está bem capitalizado porque o agricultor não está vendendo, mas está pagando as contas em dia. Pelo menos a maioria."

(Por Roberto Samora)

 

Fonte: Reuters

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Viveiro Cidadão firma novas parcerias
A parceria visa atender os agricultores familiares que queiram recuperar as APP's e/ou Reservas Legais nas propriedades rurais que estejam dentro dos oito municípios ...


Convênio assinado em Ouro Preto do Oeste assegura execução do programa Título Já para mais de 2 mil famílias
De acordo com o convênio, no valor de R$ 110 mil, a meta é regularizar 2.200 lotes urbanos no município, atendendo famílias cuja renda não seja superior a cinco salários mínimos....


Se passar, MP do Funrural ajudará grandes frigoríficos; BR tem que fazer ''lição de casa'' para Hong Kong, diz Abrafrigo
O pagamento de dívidas do Funrural com créditos fiscais da exportação distorceria o mercado, já que os médios e pequenos, na maioria não exportadores...


Proprietários de imóveis rurais já podem emitir CCIR 2017
O Incra disponibilizou, desde 4 de dezembro, o Certificado de Cadastro de Imóveis Rurais (CCIR) de 2017. Para emitir o documento......

 

::: Publicidade :::

a



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE