Rondônia, - 11:52
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Notícia da Amazônia
Tocantins tem mais de 6 mil casos de chikungunya; três morreram com a doença
Publicado Domingo, 19 de Novembro de 2017, às 09:09 | Fonte Amazônia notícia e informação 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338873&codDep=38" data-text="Tocantins tem mais de 6 mil casos de chikungunya; três morreram com a doença

  
 
 

Mosquito Aedes aegypti é transmissor da dengue (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

 

Informação consta no relatório de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde. Mortes ocorreram em Carrasco Bonito, Paraíso e Aliança do Tocantins, este ano.

Subiu para três o número de mortes por chikungunya no Tocantins este ano. A informação foi divulgada no relatório de monitoramento da Secretaria Estadual da Saúde desta quinta-feira (16). Duas mortes já tinham sido confirmadas: uma em Carrasco Bonito e outra em Paraíso do Tocantins. As vítimas foram um idoso de 79 anos e um homem de 55 anos, respectivamente.
A terceira morte confirmada ocorreu em Aliança do Tocantins. A secretaria não informou quem é a vítima. Na mesma cidade, há uma outra morte que continua sendo investigada.
Do início do ano até agora foram notificados 6.377 casos suspeitos da doença contra 2.082 casos no mesmo período do ano passado. O aumento foi de 206,3%. Em todo o estado, foram confirmados 2.194 casos.
Dos 139 municípios do Tocantins, 102 têm casos suspeitos. Conforme técnicos da Secretaria Estadual da Saúde, o vírus começou a aparecer em cidades do Bico do Papagaio e começou a descer para a região sul.
“Como a gente está em uma região endêmica, que todas as regiões historicamente têm o mosquito Aedes Aegypti, então todas as regiões têm esta fragilidade”, explica o gerente de arboviroses, Evesson Farias.
Os sintomas iniciais começam a aparecer entre dois e 12 dias após a picada do mosquito e o que diferencia das outras doenças são as dores intensas nas articulações. Porém, cerca de 30% dos casos não apresenta sintomas.
“Começou com uma dor nas mãos. As articulações das mãos doíam bastante. Depois passou para os pés. Quando eu acordava de manhã, pisava no chão, eu sentia muita dor e aí foi se afastando, foi para o joelho, das mãos foi para o cotovelo e quando eu vi já estava no corpo inteiro”, diz o estudante Zeus Bandeira.
Como no caso da dengue, a forma de prevenção da chikungunya é eliminar possíveis criadouros de mosquitos nas casas e lotes.

 

 

Fonte: G1 Tocantins

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Cura Milagrosa: Adolescente amazonense de 14 anos sobrevive a raiva humana; caso é o segundo no Brasil
Primeiro comunicado do ministério dava a entender que menino estava curado. Mais tarde, uma nova nota retificou e esclareceu a primeira informação....


Exército assume buscas por agricultores desaparecidos em área de conflito agrário no AM
Doze soldados estão buscando pelos trabalhadores rurais em Canutama. Polícia Civil do AM diz que enviou equipes ao local para ajudar nas buscas....


Madeireiros abrem mais de 200 km de estradas na Amazônia
O custo estimado é de R$ 1,4 milhão –cada quilômetro de terra construído na região sai em torno de R$ 7 mil....


Brasileiro Sebastião Salgado entra em Academia de Belas Artes francesa
O fotógrafo Sebastião Salgado tomou posse quarta-feira (6) na Academia de Belas Artes de Paris, na França, onde mora. Ele é o primeiro brasileiro a ocupar uma cadeira na entidade. ...

 

::: Publicidade :::

a



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE