Rondônia, - 14:54

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Notícias da Região Norte
Polícia Civil investiga morte de um pescador na ilha do Combu
Publicado Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, às 11:24 | Fonte Do G1 Pará 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338632&codDep=71" data-text="Polícia Civil investiga morte de um pescador na ilha do Combu

  
 
 

Polícia Civil investiga as circunstâncias do acidente que matou um pescador

 

A polícia Civil investiga as circunstancias de um acidente que matou um pescador na noite do último domingo (12) próximo a Ilha do Combu. Segundo testemunhas a vítima estava em uma rabeta que foi atingida por um barco. Parentes da vítima estiveram no Centro de Perícia Renato Chaves em Belém na terça de segunda-feira (11). A marinha informou que uma equipe da Capitania dos Portos esteve no local e que vai abrir um inquérito para apurar as causas e responsabilidades do acidente.

Juscelino da Costa Nascimento de 59 anos morreu após ser atingido por um barco. O acidente foi em um trecho do rio Bijogó na ilha do Murucutú que faz parte da região de ilhas de Belém. O acidente foi por volta das 19h30 da noite do último domingo (12). Segundo testemunhas a vítima estava em uma pequena embarcação no rio Bijogó quando teria sido atingida por um condutor de um outro barco do tipo rabeta que passava em alta velocidade no local.

Segundo familiares o condutor que causou o acidente fugiu sem prestar socorro e ninguém sabe de quem se trata. O corpo do pescador só foi encontrado na manhã de segunda-feira (13) poucos metros do local do acidente. Testemunhas contaram aos familiares da vítima que o causador do acidente faria parte da Cooperativa de Barqueiros da ilha do Combu.

O caso está sendo investigado pela seccional do Guamá e até agora ninguém foi preso. Enquanto isso a família de Juscelino sofre com a impunidade.

A marinha informou que uma equipe da Capitania dos Portos esteve no local e que vai abrir um inquérito para apurar as causas e responsabilidades do acidente. A Marinha destacou também o uso de equipamentos de segurança como coletes salva-vidas por todos os ribeirinhos e também da colaboração com a fiscalização, informando ou denunciando qualquer irregularidade pelo disque emergências marítimas e fluviais no telefone 185.

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Notícias da Região Norte


Forças Armadas ficam em Roraima até dezembro
As Forças Armadas devem permanecer em Roraima até o final do ano para proteger instalações e atividades relacionadas ao acolhimento de refugiados. ...


Governador eleito, nomeado interventor, assume atividades em Roraima
O governador eleito e interventor de Roraima, Antonio Denarium (PSL), começa hoje (10) oficialmente as atividades no estado por determinação do presidente Michel Temer. ...


Joênia Wapichana (Rede) é eleita a primeira mulher indígena para cargo na Câmara dos Deputados
Advogada também é a primeira a se formar em direito no país...


Mais de 3 mil militares atuarão na fronteira com a Venezuela
Os 3.200 homens da 1ª Brigada de Infantaria de Selva do Exército – lotada em Boa Vista, mas com homens também em Manaus – serão responsáveis por reforçar a segurança na região fronteiriça do Brasil com a Venezuela, especificamente nas faixas norte ...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News