Rondônia, - 16:58
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Notícias da Região Norte
Notícias da Região Norte
Artistas de projeção internacional ministram oficinas gratuitas de video mapping no Pará
Publicado Terça-Feira, 14 de Novembro de 2017, às 11:20 | Fonte Do G1 Pará 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338629&codDep=71" data-text="Artistas de projeção internacional ministram oficinas gratuitas de video mapping no Pará

  
 
 

 

O Festival Amazônia Mapping (FAM) 2017 oferta cinco oficinas de arte e tecnologia na capital e em Santarém, município do oeste do estado onde o projeto aporta pela primeira vez. Artistas com trajetória internacional ministrarão os laboratórios criativos que abordam desde tópicos básicos do mapping a temas como criação de projeções interativas. As inscrições são gratuitas e estão abertas no site do evento.

A programação será realizada em Belém pela terceira edição, de 22 a 25 de novembro, com projeções inéditas na fachada do Palácio Antônio Lemos e shows a céu aberto. Santarém recebe o Festival de 28 de novembro a 1º de dezembro, com projeções no Solar Barão de Santarém e música na orla. A programação completa também está disponível no site do FAM.

O vídeo mapping é uma forma de projeção audiovisual que, aplicada a grandes estruturas, como edifícios e monumentos, permite que as imagens interajam com a arquitetura onde são exibidas, num resultado visual impactante e surpreendente. Vanguarda na região Norte do país, o FAM coloca a Amazônia na rota do mapping mundial.

Idealizada e realicada pela 11:11 Arte, Cultura e Projetos, a edição 2017 do Festival Amazônia Mapping conta com o patrocínio da Vivo via Lei de Incentivo à Cultura SEMEAR, e do Boulevard Shopping, via Lei de Incentivo à Cultura Tó Teixeira.

Oficinas

Na capital, o Festival promove três oficinas no Museu do Estado do Pará (MHEP), de 22 a 24 de novembro. Um dos artistas convidados é o mineiro Ricardo Cançado, o VJ Eletroiman, premiado no México, Hungria e Itália. Ele trabalha com o imaginário cultural popular do Brasil e apresenta um universo de ícones construídos a partir da linguagem que mescla vídeo e suportes como a fotografia e desenhos. Além de projetar na fachada do Palácio Antônio Lemos, o VJ irá ministrar a oficina “Conceitos fundamentais sobre a técnica de videomapping”.

Keila Serruya, artista visual e cineasta de Manaus (AM), ministra a oficina "Amazônia, arte e resistência: uma proposta de descolonização do olhar”. Ela abordará questão de ativismo artístico na Amazônia e a arte como ferramenta de construção de identidade cultural.

 

 

 

“A Amazônia esconde falas ainda não escutadas, a colonização obturou canais de comunicação, tradição e visualidades que passam despercebidos aos olhos de muitos”, diz Keila.

 

 

 

O cineasta, artista visual e pesquisador em novas mídias Lucas Bambozzi (MG) ministrará a oficina “Da imagem ao redor: contexto social, arquitetura e tecnologias móveis”. Envolvendo teoria e práticas associadas às chamadas mídias locativas, a oficina inclui caminhadas, conceitos de mapeamento emocional e medições auxiliadas por diferentes ferramentas, recursos e tecnologias.

 

 

 

 

Vj Vigas, referência em videomapping no Brasil, ministra ofocina sobre princípios do mapping (Foto: Divulgação)

Vj Vigas, referência em videomapping no Brasil, ministra ofocina sobre princípios do mapping (Foto: Divulgação)

 

 

 

 

Já em Santarém, serão ministradas duas oficinas na Biblioteca Paulo Rodrigues, localizada na Casa da Cultura, de 28 a 30 de novembro. Entre os convidados, o catarinense Leandro Mendes, o VJ Vigas, que é um dos maiores nomes do mapping no Brasil. Vigas desenvolve o projeto “Organismos Públicos”, que mapeia prédios seculares de cidades do Brasil e “ocupa” as fachadas com projeções criadas a partir da história de cada local e de elementos simbólicos que dizem respeito à identidade cultural daquele espaço. Ele vai ministrar a oficina “Técnicas básicas de videomapping”.

“Os alunos terão a oportunidade de conhecer o princípio básico de um projeto utilizando a técnica do videomapping, processos de produção de conteúdo, princípios técnicos e práticos de mapeamento utilizando softwares específicos”, explica Vigas.

O artista paraense Luan Rodrigues também irá compartilhar sua experiência de audiovisual. Seu trabalho parte de elementos coletados em vivências junto a etnias indígenas da região amazônica. Luan combina grafismos, imagens e sons da cultura da floresta com batidas eletrônicas. A proposta será apresentada na oficina “VJing para performances audiovisuais”, destinada a interessados em desenvolver vídeo projeções interativas para espetáculos musicais.

Serviço

Festival Amazônia Mapping 2017, em Belém, de 22 a 25 de novembro. Oficinas: Museu do Estado do Pará (MEP), dias 22, 23 e 24/11. Em Santarém, 1º de dezembro. Oficinas dias 28, 29, 30/11. Inscrições no site do festival. Programação gratuita.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Região Norte


Número de acreanos inadimplentes cresce 0,27% em um ano, aponta Acisa
...


Com bebida liberada, dono fecha bar para festa de aniversário de cachorro de estimação no AM: 'Como se fosse filho', diz
...


Moradores ficam isolados por causa de obra de asfalto inacabada
...


'Mundo Encantado do Papai Noel' inicia neste domingo (19), em Manaus; veja programação
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::