Rondônia, - 21:28
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
TECNOLOGIA
Mas afinal por que o Facebook acha que eu conheço esses caras?
Publicado Sábado, 11 de Novembro de 2017, às 11:10 | Fonte Gizmodo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338454&codDep=41" data-text="Mas afinal por que o Facebook acha que eu conheço esses caras?

  
 
 

 

 

 

 

 

Na vida real, no curso natural de uma conversa, não é incomum falar sobre uma pessoa que você pode conhecer. Você conhece alguém e diz: “Eu sou de Sarasota,” e eles dizem: “Ah, eu tenho um avô em Sarasota,” e dizem onde vivem e o seu nome, e você pode ou não pode conhecê-lo.

Você pode supor que as recomendações de amigos do Facebook funcionem da mesma maneira: você conta para a rede social quem você é, e ela diz quem você poderia conhecer no mundo online. Mas as máquinas do Facebook operam em uma escala muito além das interações humanas normais. E os resultados do algoritmo do “Pessoas que você talvez conheça” são tudo menos óbvios. Nos meses que eu estive escrevendo sobre PVTC (Pessoas que Você Talvez Conheça), como o Facebook o chama, eu ouvi mais de uma centena de histórias estranhas:

 

 

 

 

• Um homem que anos atrás doou esperma para um casal, secretamente, para que eles pudessem ter um filho só para o Facebook recomendar a criança como uma pessoa que ele deve conhecer. Ele conhece o casal, mas não é amigo deles no Facebook.

• A assistente social cujo cliente a chamou pelo apelido em sua segunda visita, porque ela tinha aparecido em seu Pessoas que você talvez conheça, apesar de nunca terem trocado informações de contato.

• Uma mulher cujo pai abandonou a família quando ela tinha seis anos, e viu a então amante dele sugerida como um amigo pelo Facebook 40 anos depois.

• Uma advogada escreveu: “Eu apaguei o Facebook depois que o PVTC me recomendou um homem que era advogado de defesa em um dos meus casos. Nós só tínhamos nos comunicado através do meu e-mail de trabalho, que não está ligado ao meu Facebook, o que me convenceu que o Facebook estava espionando meu e-mail de trabalho”.

 

 

 

 

Conexões como essas parecem inexplicáveis se você presumir que o Facebook só sabe o que você disse a ele sobre si mesmo. Elas são menos misteriosas se você sabe sobre o outro arquivo que o Facebook mantém sobre você – um que você não pode ver ou controlar.

Atrás do perfil do Facebook que você construiu para si mesmo, existe outro, um perfil de sombra, construído a partir das caixas de entrada e smartphones de outros usuários do Facebook. Informações de contato que você nunca deu para a rede ficam associadas à sua conta, tornando mais fácil para o Facebook mapear de forma mais completa suas conexões sociais.

 

 

 

Atrás do perfil do Facebook que você construiu para si mesmo, existe outro, um perfil de sombra, construído a partir das caixas de entrada e smartphones de outros usuários do Facebook.

 

 

 

 

Informações de contato Sombra têm sido uma característica conhecida do Facebook há alguns anos. Mas a maioria dos usuários continua a ignorar o seu alcance e poder. Como as conexões sombra de perfil acontecem dentro da caixa preta algorítmica do Facebook, as pessoas não podem ver O quão realmente profunda é a mineração de dados de suas vidas, até que uma recomendação estranha apareça.

O Facebook não está checando o e-mail de trabalho da advogada acima. Mas ele provavelmente tem seu endereço de e-mail de trabalho no arquivo, mesmo se ela nunca tenha o fornecido ao Facebook ela mesma. Se alguém que tem um endereço da advogada nos seus contatos escolheu compartilhá-lo com o Facebook, a empresa pode ligá-la a qualquer outra pessoa que o tenha, como o advogado de defesa em um de seus casos.

O Facebook não vai confirmar como ele faz conexões específicas, mas um porta-voz do site sugeriu que poderia haver outras explicações plausíveis para a maioria desses exemplos – “amizades mútuas”, ou pessoas “da mesma cidade/rede”. O porta-voz disse que, das histórias da lista, a da advogada era o caso mais provável de uma conexão do perfil sombra.

Entregar agendas de endereços é um dos primeiros passos que o Facebook pede que as pessoas deem ao se inscrever inicialmente, para que eles possam “encontrar amigos”. A opção “Procurar Amigos” na versão web é muito básica:

Você digita seu endereço de e-mail e, em seguida, a senha do e-mail, e o Facebook irá dizer todos os usuários que você conhece que estão na rede. Enquanto isso, o site guarda todos os contatos que você entregou.

A página “Encontre Amigos” no aplicativo do Facebook para smartphones é mais atraente, convidando o usuário: “Veja quem está no Facebook, carregando sua agenda de contatos continuamente”.

 

 

 

 

 

 

 

Na letra miúda, abaixo do botão “começar”, a página afirma que ‘Informações sobre os contatos… serão enviadas ao Facebook para ajudar você e outras pessoas a encontrar amigos mais rapidamente.’ Isso é vago, e o propósito permanece vago, mesmo depois de clicar em ‘Saiba mais’:

 

 

 

 

Quando você escolhe encontrar amigos no Facebook, vamos usar e armazenar com segurança informações sobre seus contatos, incluindo coisas como nomes e quaisquer apelidos; foto de contato; números de telefone e outros contatos ou informações relacionadas que você pode ter adicionado como relação ou profissão; assim como dados no seu telefone sobre esses contatos. Isso ajuda o Facebook a fazer recomendações para você e para os outros e nos ajuda a fornecer um serviço melhor.

 

 

 

 

Dê uma olhada em todas as informações possíveis associadas a um contato em seu telefone. Em seguida, considere os dados acumulados que o seu telefone está transportando sobre várias pessoas, sejam amigos de longa data ou conhecidos de passagem.

O Facebook avisa os usuários para serem criteriosos sobre o uso de todos esses dados. “Você pode ter contatos de negócios ou pessoais no seu telefone”, o Saiba Mais adverte o leitor. “Por favor, envie apenas pedidos de amizade para as pessoas que você conhece pessoalmente que gostariam de receber o convite.”

Tendo emitido este aviso e reconhecido que as pessoas em sua agenda podem não necessariamente querer se conectar a você, o Facebook então faz exatamente o que alertou você a não fazer. Se você concordar em compartilhar seus contatos, cada pedaço de dados sobre eles que você possui irá para o Facebook, e a rede irá em seguida usar essas informações para tentar procurar conexões entre todo mundo que você conhece, não importa quão tênues – e você nem vai ver isso acontecer.

O Facebook não gosta, e não utiliza, o termo “perfis de sombra”. Não gosta do termo, porque soa como se o Facebook criasse perfis ocultos para as pessoas que não aderiram à rede, o que Facebook diz não fazer. A existência de informações de contato de sombra veio à tona em 2013,após o site admitir que tinha descoberto e corrigido “um erro”. O erro, no caso, ocorria quando um usuário baixava o arquivo do Facebook, que não incluía apenas informações de contato visível de seus amigos, mas também as suas informações de contato sombra de amigos.

O problema com o erro, para o Facebook, não era que toda a informação foi agrupada – mas, sim, que tinha erroneamente mostrado aos usuários que isso existia. A extensão das conexões que o Facebook constrói em torno de seus usuários e que deveria ser visível apenas para a própria empresa.

O Facebook faz o que pode para subestimar a quantidade de dados que reúne através de contatos e o quão ampla é a rede criada por esses dados. “Sugestões de pessoas que você talvez conheça podem se basear em informações de contato que recebemos de pessoas e seus amigos”, escreveu o porta-voz do Facebook Matt Steinfeld em um email. “Às vezes, isso significa que um amigo ou alguém que você conhece pode fazer upload de informações de contato – como um endereço de email ou número de telefone – que nós associamos a você. Esse e outros sinais enviados por você nos ajudam a nos certificarmos de que as pessoas que sugerimos sejam aquelas que você provavelmente já conhece e com quem quer se conectar no Facebook.”

Os usuários do Instagram e WhatsApp, que são de propriedade do Facebook, também podem enviar contatos para esses aplicativos, mas Steinfeld disse que o Facebook atualmente não usa esses dados para sugestões de amigo do Facebook. “Hoje, usamos contatos enviados para o Facebook e o Messenger para informar sugestões PVTC”, escreveu.

Por meio do relato dessa história, descobri que muitos dos meus próprios amigos tinham carregado seus contatos. Enquanto me incentivava a fazer o mesmo, o aplicativo de smartphone do Facebook me mostrava que 272 dos meus amigos já haviam feito isso. Isso é um quarto de todos os meus amigos.

Por maior que seja, esse nem é mesmo um número tão relevante. Quando Steinfeld escreveu “um amigo ou alguém que você pode conhecer”, ele quis dizer qualquer um – qualquer pessoa que em algum momento pode ter marcado seu número de telefone ou email ou endereço em seus próprios contatos. Um ficante de uma noite lá em 2008, uma pessoa que te vendeu um sofá no Craiglist em 2010, um senhorio de 2013: se eles te colocaram em seu telefone, ou se você os colocou no seu, o Facebook poderia registrar a conexão se uma das partes tiver carregado os contatos na rede.

Essa acumulação de dados de contato de centenas de pessoas significa que o Facebook provavelmente conhece cada endereço que você já viveu, cada endereço de email que você já usou, cada número de telefone fixo e celular aos quais você já foi associado, todos os seus apelidos , quaisquer perfis de redes sociais associados a você, todas as suas contas anteriores de mensagens instantâneas e qualquer outra coisa que alguém poderia ter acrescentado sobre você em sua agenda no telefone.

Mas no que diz respeito ao Facebook, nada disso sequer conta como sua própria informação. Pertence aos usuários que você enviou, e eles são os únicos com qualquer controle sobre isso.

 

 

 

 

Todas as pessoas que você conhece e que optam por compartilhar seus contatos com o Facebook estão tornando mais fácil para o Facebook fazer conexões que você pode não querer que ele faça.

 

 

 

 

É o que a socióloga Danah Boyd chama de “privacidade em rede”: todas as pessoas que você conhece e que escolhem por compartilhar seus contatos com o Facebook estão tornando mais fácil para o Facebook fazer conexões que você pode não querer que ele faça – digamos que você trabalhe com direito, medicina, serviço social ou até mesmo jornalismo, em que você pode não querer ser ligado a pessoas que você encontra no trabalho, porque eles poderiam revelar sobre si próprios ou você, ou porque você pode não ter tido um encontro amigável com eles.

Imagine a dificuldade para as pessoas que tentam manter duas identidades diferentes, como profissionais do sexo ou investigadores disfarçados. Não apenas você tem que manter essas identidades distantes como um profissional de segurança, mas também precisa ter certeza de que ninguém mais faça a conexão também. Se apenas uma pessoa que você conheça tem informações de contato para ambas as identidades e dá acesso ao Facebook para elas, seus mundos colidem. Bruce Wayne e Clark Kent teriam sérios problemas.

Os dados de perfil sombra dão ao Facebook o poder de conectar tantas pessoas quanto possível, de todas as maneiras possíveis. A capacidade da empresa de perceber os fios que conectam seus bilhões de usuários ao redor do globo levou a empresa a anunciar no ano passado que não são seis graus que separam uma pessoa de outra – são apenas três e meio.

Com seu vasto livro negro escondido, o Facebook pode ir além de simplesmente te combinar diretamente com pessoas que tenham suas informações de contato. A rede pode fazer o encadeamento de contatos – se duas pessoas diferentes têm um endereço de email ou número de telefone seus em suas informações de contato, isso indica que eles poderiam conhecer uns aos outros também. Ele nem sequer tem de ser um endereço ou número de telefone que você disse pessoalmente para Facebook.

Esta é a forma como dois pacientes de um psiquiatra foram recomendados um para o outro e pode ser por isso que um homem teve a sua filha biológica secreta recomendada para ele (ele e ela teriam informações de contato de seus pais em comum). E isso pode explicar por que uma pessoa que não usa o Facebook teve sua ex-esposa recomendada para sua namorada. O Facebook não mantém perfis para não-usuários, mas ele usa suas informações de contato para conectar as pessoas.

“Números de telefones celulares são ainda melhores do que números de identidade para identificar pessoas”, disse o tecnólogo em segurança Bruce Schneier por email. “As pessoas os fornecem o tempo todo, e eles estão fortemente ligados à identidade.”

 

 

 

 

“Números de telefones celulares são ainda melhores do que números de identidade para identificar pessoas.”

 

 

 

 

O Facebook não vai te dizer quantas pessoas que não são suas amigas entregaram suas informações de contato a ele. O conteúdo dos seus perfis de sombra não é seu para olhar.

Como Violet Blue escreveu na Cnet no momento do erro do perfil sombra, “o que isso significa é que o Facebook tem muito mais informações sobre nós do que sabemos, ela pode não ser precisa, e apesar dos esforços de todos para impedir o Facebook de saber nossos números de telefone ou endereço de email de trabalho, a rede social está recebendo nossos números de telefone e endereços de email que não queremos compartilhar, roubando-os (ainda que de forma ‘legítima’) de nossos amigos”.

E se você não gosta que o Facebook tenha esses dados sobre você? Tudo que você precisa fazer é encontrar cada pessoa que já tenha obtido as suas informações de contato e as entregado para o Facebook e lhes pedir, uma por uma, para ir para a página de gerenciamento de contatos do Facebook e apagar essas informações.

Só não esqueça de ninguém. “Uma vez que um contato é excluído, nós o removemos do nosso sistema, mas é claro que é possível que o mesmo contato tenha sido enviado por outra pessoa,” Steinfeld escreveu em um email.

Os perfis de sombra, como o sistema de “Pessoas que você talvez conheça” usa, não podem ser desligados. A única coisa que você pode fazer para impedir conexões de contatos baseada do Facebook é por meio das configurações de privacidade, impedindo as pessoas de acharem o seu perfil pesquisando na rede pelo seu número de telefone ou endereço de email (sim, o Facebook funciona como um serviço de consulta reversa de número de telefone; nas configurações padrão, qualquer pessoa pode colocar o seu número de telefone na barra de pesquisa e achar o seu perfil).

“Digamos que você compartilhou seu número de telefone [ou endereço de email] com um monte de gente e não quer estranhos o usando para procurar por você no Facebook “, Steinfeld escreveu. “Você pode limitar quem pode te achar no Facebook por esse número de telefone [ou endereço de email] para ‘amigos’. Este é também um sinal de que o Pessoas que você pode conhecer usa. Então, se um estranho carrega sua agenda de endereços, incluindo o seu número de telefone [ou endereço de email], ele não vai ser usado para te sugerir para estranhos no Pessoas que você pode conhecer.

 

 

 

 

“Estas configurações de privacidade são uma forma não documentada de controlar a recomendação do Pessoas que você talvez conheça.”

 

 

 

 

Mas você só pode bloquear o Pessoas que você pode conhecer de usar informações que você mesmo forneceu para o Facebook, não o que está em seu perfil sombra. Então, para proteger sua privacidade, você precisa fornecer ao Facebook ainda mais informações sobre você.

Perguntei se o Facebook consideraria compartilhar informações de perfil sombra com seus usuários, da forma como a rede acidentalmente compartilhou há quatro anos. O Facebook diz que não pode, já que seria uma violação da privacidade de quem deu a informação.

“Quando você escolhe por fazer o upload de seus contatos para o Facebook, consideramos a sua privacidade, juntamente com a privacidade dos amigos, familiares e outras pessoas para quem você deu seu número de telefone ou endereço de email”, disse o porta-voz do Facebook Matt Steinfeld. “Nós reconhecemos que as pessoas podem querer ver as informações de contato que foram carregadas sobre elas para o Facebook, mas também temos uma responsabilidade para com as pessoas que escolheram enviar essas informações. Esse é um equilíbrio, mas vamos continuar a ouvir o feedback dos usuários.”

Steinfeld também disse que, embora o Facebook atualmente não “ofereça uma maneira para as pessoas gerenciarem as informações de contato que os outros carregaram que podem estar relacionadas a elas, isso é algo que eu tenho conversado com a equipe”.

Como de costume, pedi para falar com as pessoas de equipe do Pessoas que você talvez conheça, mas o contato foi recusado.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Insetos, novas texturas e comida impressa em 3D: autor prevê a alimentação do futuro
...


Como homem que vivia com ajuda do governo fundou o WhatApp e virou multimilionário do Vale do Silício
...


Uma pessoa precisará ver sua foto íntima antes de impedir que ela se espalhe no Facebook
...


WhatsApp deixa apagar mensagens que você se arrependeu de enviar
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::