Rondônia, - 21:25
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
TECNOLOGIA
O novo Kindle Oasis é o melhor e-reader já feito, mas vale os R$ 1.149?
Publicado Quarta-Feira, 1 de Novembro de 2017, às 17:46 | Fonte Gizmodo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338292&codDep=41" data-text="O novo Kindle Oasis é o melhor e-reader já feito, mas vale os R$ 1.149?

  
 
 

 

 

 

 

 

 

 

Eu não sou muito exigente em como eu leio. Usei um antigo Kindle Keyboard até que uma caneta perdida na minha mochila quebrasse sua tela, e por muito tempo estive muito feliz usando um Paperwhite sem muita coisa, considerando os Kindles mais chiques que a Amazon lançou desde que eu o comprei, em 2013. Na metade do tempo, eu estou lendo no aplicativo para smartphone do Kindle aqui e ali, entre umas checadas no meu email. Portanto, o novo Kindle Oasis, dispositivo de leitura mais avançado da empresa até agora, não foi feito para mim. Mas, caramba, como ele é ótimo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando o Kindle Oasis saiu no ano passado, ficamos justificadamente impressionados com o quão esperto, ou estranho, ele era, com seus botões físicos de virar a página e um design reversível que funcionava tanto para destros quanto canhotos. Ele era pequeno e leve e adorável — e muito caro.

O novo Kindle Oasis é melhor em quase tudo em relação a seu antecessor, e isso inclui o preço. Agora, ele começa a partir de R$ 1.149 — e enquanto você lê este review, você deveria se perguntar o quanto você está disposto a pagar para ter a melhorar experiência de e-reader, comparado com a muito boa e completamente suficiente experiência que você consegue com o Kindle Paperwhite, de R$ 479. Como esse troço pode valer mais do que o dobro de um dispositivo já satisfatório?

Para começar, a tela do novo Kindle tem uma polegada a mais, e embora no início eu não tenha achado que isso fosse fazer alguma diferença, definitivamente faz, e não só porque cabem mais palavras na tela. Como objeto, o novo Kindle parece mais substancial, sem a sensação de ser grosso ou pesado. Ele ainda é compacto o bastante para guardar no bolso da minha jaqueta, mas o dispositivo maior parece mais seguro nas minhas mãos de tamanho médio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os pontos de design do novo dispositivo são, em sua maioria, herdados do modelo mais antigo, embora seu design tenha sido refinado aqui e ali. Por exemplo, os novos botões de virar páginas são maiores, facilitando a experiência, e se o antigo Oasis precisava de uma bateria extra para ter uma vida decente, o chassi do novo modelo é grande o bastante para toda a bateria de que você deverá precisar (já falamos mais de bateria em breve).

O novo Oasis também vem com um bando de novos recursos. Ele é à prova d’água, o que, confesso, não é uma funcionalidade que eu vá achar muito útil. Passei semanas na praia com meu Paperwhite sem me preocupar se ele ia acabar dentro do meu copo e também não me pego na banheira com um e-reader tão frequentemente. Dito isso, é reconfortante saber que o dispositivo de R$ 1.149 que eu comprei com o único intuito de ler não vai morrer quando os filhos de um dos meus amigos atirarem-no na piscina.

 

 

 

 

 

 

 

 

O dispositivo agora também tem a capacidade de se conectar a fones de ouvido Bluetooth para que você possa ouvir audiobooks. Então, em teoria, você pode alterar entre escutar e ler um livro a partir de um só aparelho. A experiência toda não é tão fluida quanto um otimista pode imaginar. Você precisa baixar separadamente tanto o texto quanto o áudio. Uma vez que você esteja com seus fones de ouvido, trocar entre o texto e o áudio é simples, bastando apertar o botãozinho dos fones de ouvido, mas eu definitivamente senti uns engasgos de sincronização nas poucas vezes que testei.

Como alguém que não ouve audiobooks frequentemente, acho isso bem legal! Talvez até use mais isso se estiver dentro de um Kindle que está sempre na minha mochila. É certamente mais seguro do que tentar ler as páginas finais de um capítulo enquanto atravesso duas avenidas a pé nos sete minutos finais da minha caminhada diária do trabalho para casa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas esteja avisado: assim como em outros dispositivos, rodar um rádio Bluetooth sem parar vai afetar a vida da sua bateria. Só usei o Oasis por um final de semana, e embora eu não tenha conseguido acabar com a bateria, notei o nível cair para menos da metade. É claro, não tive dias suficientes para testar apropriadamente a bateria, mas seja cético quando a empresa afirmar que o aparelho tem várias semanas de duração de bateria mesmo ao usar Bluetooth.

No fim das contas, no entanto, o que torna o novo Kindle Oasis ótimo é o que sempre fez o Kindle ótimo: a experiência de leitura. Vale a pena voltar para a tela maior com esse dispositivo. Mas ele é mais do que apenas 0 tamanho. Cada detalhe do design do novo Oasis parece ter sido feito para te envelopar em palavras, desde a tela, que é nivelada com a moldura, até os botões maiores, que você consegue apertar sem dificuldades, passando pelo peso bem equilibrado que torna o dispositivo fácil de segurar com uma só mão. A Amazon até acrescentou um novo modo de leitura invertido, de branco sobre preto, que eu prefiro para ler em lugares como um bar escuro. Esses toques são orquestrados para sugá-lo para a página, de modo que, em vez de parecer que você está usando um gadget, pareça que você está, bem, lendo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que nos leva de volta à questão central com a qual abri este review: todas as vantagens do novo Oasis — sua capacidade de tornar a leitura numa tela algo plenamente satisfatório — são suficientes para fazer o dispositivo valer os R$ 1.149, quando com R$ 479 você consegue um que faz bem o serviço? Para maioria das pessoas, eu arriscaria que não, mas não posso afirmar isso. Se você está pronto para gastar dinheiro, não vai se decepcionar.

RESUMO

A melhor experiência de leitura, por um preço que você provavelmente não pode bancar.

Não achei que a tela maior faria muita diferença, mas fez.

Audiobooks são mais divertidos do que eu me lembrava.

Por R$ 479, você consegue o ótimo Kindle Paperwhite.

Todas as imagens: Gizmodo

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Insetos, novas texturas e comida impressa em 3D: autor prevê a alimentação do futuro
...


Como homem que vivia com ajuda do governo fundou o WhatApp e virou multimilionário do Vale do Silício
...


Uma pessoa precisará ver sua foto íntima antes de impedir que ela se espalhe no Facebook
...


WhatsApp deixa apagar mensagens que você se arrependeu de enviar
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::