Rondônia, - 06:48

 

Você está no caderno - Porto Velho
capital é a 97º no saneamento básico no país
Porto Velho ocupa a 97º colocação no ranking de saneamento básico no país
Durante o encontro, em entrevista a holding Nascentes do Xingu que administra quatro concessões de água e esgoto no Estado e tem conquistado avanços importantes para a população nestes serviços, Roberval Tavares de Souza
Publicado Segunda-Feira, 30 de Outubro de 2017, às 12:44 | Fonte Assessoria de Comunicação Nascentes do Xingu 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=338196&codDep=27" data-text="Porto Velho ocupa a 97º colocação no ranking de saneamento básico no país

  
 
 

Este ano marca os 10 anos de criação da Lei do Saneamento Básico (Lei nº 11.445/07). A lei possibilitou uma nova referência regulatória do saneamento básico brasileiro e estabeleceu o Plansab (Plano Nacional de Saneamento Básico), com o objetivo de universalizar os serviços de abastecimento de água e saneamento até o ano de 2033.

Para marcar esta conquista e trazer uma reflexão da urgência do estabelecimento desta lei, a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental – ABES, tem promovido nas capitais de todo o país Ciclo de Debates “Desafios do Saneamento Ambiental. Na tarde da última segunda-feira (23.10) este debate aconteceu no auditório do Centro Universitário São Lucas em Porto Velho.

O encontro reuniu convidados, universitários e profissionais da área do saneamento, representantes de entidades públicas e privadas. O presidente nacional da ABES, Roberval Tavares de Souza, ministrou a palestra apresentando os seis maiores desafios do saneamento básico no país. A busca da universalização até 2033, Planejamento- Plansab, Regulação e Tarifa, Gestão e bons indicadores de performance, prioridades de “Estado”, reconhecimento da saúde pública e ainda levou para o debate o tema saneamento público e privado.

Durante o encontro, em entrevista a holding Nascentes do Xingu que administra quatro concessões de água e esgoto no Estado e tem conquistado avanços importantes para a população nestes serviços, Roberval Tavares de Souza, ressaltou a importância destes ciclos de debates para despertar sobre a situação do saneamento básico no país, principalmente em Rondônia. “A ABES tem uma preocupação com os dados que apresenta a Região Norte. Em Rondônia, o estado tem sofrido com a falta saneamento básico, o que reflete em vários aspectos sociais e econômicos. Este debate vem para trazer esta provocação às entidades e principalmente a população”.

Ainda segundo Souza, o saneamento traçado pelas empresas privadas vem somar com o saneamento que é coordenado pelas públicas. “A ABES acredita muito na união do público e privado para resolver o problema do saneamento no país”.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Porto Velho


Morre aos 68 anos jornalista Maurício Calixto
Morreu nesta segunda-feira, no Hospital das Clínicas, em Porto Velho, o jornalista, radialista e ex-deputado federal Maurício Calixto, aos 68 anos de idade....


Veículo do Governo de Rondônia pega fogo e coloca em risco vida de servidor
um veículo Kombi que pertence a Superintendência de Gestão de Suprimentos, Logística e Gastos Públicos Essenciais (SUGESPE), ficou parcialmente destruído pelo fogo....


Nota de Pesar - Prefeitura de Porto Velho
A morte se deu, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), após uma provável perda do controle da direção do veículo em que conduzia, na BR-319......


Confira aqui os nomes das 221 pessoas convocadas para o Cristal da Calama, em Porto Velho
Famílias convocadas foram atingidas pela cheia do Rio Madeira, em 2014. Entre os documentos exigidos estão CPF, certidão de nascimento, entre outros....

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM