Rondônia, - 15:41

 

Você está no caderno - Usinas do Madeira
Falha em distribuição e o blecaute em SP
Por falha em distribuição; energia gerada em Rondônia pode deixar o Sudeste às escuras
De acordo com o ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a limitação na energia será por tempo indeterminado, pois as concessionárias terão ainda que estudar uma nova área para instalar o equipamento.
Publicado Quarta-Feira, 25 de Outubro de 2017, às 08:33 | Fonte Repórter Amazônia 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=337929&codDep=28" data-text="Por falha em distribuição; energia gerada em Rondônia pode deixar o Sudeste às escuras

  
 
 

Amazônia.org

linhas de transmissão

Em nota enviada nesta terça-feira (24), a Santo Antônio Energia afirmou que “a capacidade de geração da Hidrelétrica Santo Antônio se mantém inalterada. A restrição informada se refere ao sistema de transmissão da energia gerada pelas usinas do Madeira para a região Sudeste. Diante desta situação, cabe exclusivamente ao ONS – Operador Nacional do Sistema, fornecer as informações necessárias, bem como equalizar o despacho das geradoras em todo o país.” *

De acordo com o ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a limitação na energia será por tempo indeterminado, pois as concessionárias terão ainda que estudar uma nova área para instalar o equipamento.

O projeto de escoamento de eletricidade de Jirau e Santo Antônio, que liga Rondônia a Araraquara, em São Paulo, conta com duas duplas de linhões. Mas a segunda dupla foi fixada numa área em que o solo é impróprio para a instalação de placas de granito.

Os linhões contam com um equipamento chamado eletrodo de terra, que é responsável por regular a corrente a ser escoada pelos outros dispositivos dentro da hidrelétrica. Essa placa de granito causou interferência no funcionamento do eletrodo, o que comprometeu a segurança na operação da dupla de linhões atingida pela falha.

Com uma única dupla de linhões funcionando, o risco é que a outra fique sobrecarregada e pare de funcionar. Por isso, a capacidade foi limitada de 6.300 para 4.700 megawatts.

O ONS diz que a medida emergencial ajudará por algumas semanas, mas o risco de blecaute é iminente, porque ate que as usinas estudem o local para a instalação e terminem as obras, os linhões em funcionamento já teriam excedido a capacidade máxima.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

ADS NEWS 5

Veja também em Usinas do Madeira


Energisa pede revisão revisão tarifária para a Ceron (RO) e para Eletroacre (AC)
Segundo a companhia, “tendo em vista que o processo administrativo e as atividades atinentes à RTE iniciam apenas cerca seis meses antes da conclusão do processo...


Privatização da Ceron vem com aumento de até 27,12% na conta de luz dos rondonienses
Nas residências e comércios do estado, a correção será de 24,75%. Gastos com a geração de energia e pagamento de dívidas são apontados como causas do aumento....


Energisa conclui oferta pública de emissão R$ 1,5 bilhão da antiga Ceron de Rondônia
Recursos serão usados na gestão de negócios da distribuidora...


Compensações: UHE Jirau entrega oito escolas em terras indígenas de RO
As escolas atenderão alunos do ensino fundamental e médio...

 


ADS NEWS 3




 
 
 
 
EMRONDONIA.COM

Tereré News