Rondônia, - 06:05
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
TECNOLOGIA
Site político brasileiro transforma visitantes em mineradores de bitcoin sem informá-los [atualizado]
Publicado Quarta-Feira, 11 de Outubro de 2017, às 10:34 | Fonte Gizmodo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=337217&codDep=41" data-text="Site político brasileiro transforma visitantes em mineradores de bitcoin sem informá-los [atualizado]

  
 
 

 

 

 

 

 

 

 

Depois do PirateBay, é a vez de sites brasileiros usarem do poder de processamento da sua máquina para minerar moedas virtuais. O Jornalivre, mantido por simpatizantes do MBL, utiliza um plugin em seu código-fonte para usufruir drasticamente da CPU de visitantes sem avisá-los. A informação foi divulgada originalmente pelo Motherboard.

Ao acessar o site, o processamento do computador aumenta de forma considerável, sendo até difícil de navegar no portal político. Com apenas a aba do Jornalivre aberta, o processamento do CPU vai de 8 a 100% em questão de segundos, e tudo por causa de um processo em segundo plano do navegador Chrome.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como aponta o Motherboard, isso é devido ao plug-in Coinhive, que utiliza o poder de processamento dos computadores de usuários com a aba do site aberta para minerar a criptomoeda Monero, lançada em 2014. É possível encontrar o código o plugin em alguns pontos do código fonte.

O Jornalivre, no entanto, não informa os usuários sobre a prática, apesar de manter um número razoável de propagandas em seu layout. Informar os usuários do uso do plug-in, no entanto, é responsabilidade do próprio site, como explica a documentação do Coinhive:

 

 

 

 

O minerador em si não vem com uma interface de usuário – é sua responsabilidade dizer aos usuários o que está acontecendo e oferecer estatísticas sobre hashes minados.

Embora seja possível rodar o minerador sem informar seus usuários, recomendamos fortemente não fazê-lo. Você sabe disso. A boa vontade a longo prazo de seus usuários é muito mais importante do que qualquer lucro a curto prazo.

 

 

 

 

O Gizmodo Brasil entrou em contato com o Jornalivre, mas ainda não recebeu um posicionamento do site. Atualizaremos a matéria caso haja alguma novidade.

Pirate Bay

A prática de transformar visitantes desavisados em mineradores virtuais não é nova, mas ganhou notoriedade ao final de setembro, quando o Pirate Bay, famoso site de torrents, foi flagrado fazendo uso do plugin minerador.

O site de torrents fez uso do mesmo plugin da Coin Hive, mas utilizava taxas entre 0.6 e 0.8 do poder da CPU do visitante, diferente do Jornalivre, que programou o plug-in para um consumo drasticamente maior. E, apesar de menor, o consumo do PirateBay ainda era considerável, já que rodar a aplicação aumenta o uso de CPU imediato, algo difícil de não se notar.

Depois de descoberto, o Pirate Bay alegou que testou o plug-in por 24 horas como um possível substituto de banners publicitários, como informou o TorrentFreak. “Nós realmente queremos nos livrar de todos os anúncios”, escreveram os administradores do Pirate Bay. “Mas também precisamos de dinheiro o bastante para manter o site funcionando.”

Como evitar ser transformado em um minerador

Como explicamos anteriormente, você precisa primeiro decidir se quer mesmo bloquear o uso destes plug-ins, já que você estar aberto à ideia e esta seria uma forma de ajudar o site. Mas é preciso ter em mente também que muitos dos mineradores sã o conhecidos por usarem propagandas maliciosas pela rede e, ocasionalmente, eles podem agir como cavalos de Troia.

Então, caso você decida bloqueá-lo, aqui vão algumas sugestões:

A extensão para Chrome No Coin, que atualmente funciona apenas com o Coin Hive; A extensão Ghostery, disponível para diversos navegadores, inclusive versões mobile; e, finalmente, pelo próprio AdBlock. Você pode achar instruções para seu navegador e sistema específicos aqui, mas, para o Chrome, vá para sua lista de extensões > encontre o AdBlock e clique em opções > clique na aba de customização no topo > clique em bloquear um anúncio por sua URL > no campo de texto que aparece, digitar: https://coin-hive.com/lib/coinhive.min.js

Além disso, alguns softwares antivírus podem identificar a aplicação como malware. Não é o caso de todos, no entanto. Como apontou o Motherboard, antivirus da Avast identificou o plug-in da Coinhive como um malware. O da Kaspersky, entretanto, não.

Atualizado às 19h10

O Jornalivre retirou o plug-in do código-fonte do site. O Gizmodo Brasil ainda não recebeu um posicionamento.

 

[Motherboard]

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Comunidade de jogadores de Overwatch ajuda a montar PC de jogador
...


Ações da Apple atingem maior valor da história na expectativa por novos iPads
...


'Gran Turismo Sport' será lançado no dia 17 de outubro
...


Empresa cria fone de ouvido especial para os motociclistas
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::