Rondônia, - 15:05
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Tecnologia e Vida Digital
TECNOLOGIA
As pessoas não vão deixar de usar a Google Clips por causa de privacidade
Publicado Domingo, 8 de Outubro de 2017, às 10:18 | Fonte Gizmodo 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=337086&codDep=41" data-text="As pessoas não vão deixar de usar a Google Clips por causa de privacidade

  
 
 

 

 

 

 

 

 

O Google apresentou uma pequena câmera de lifelogging na quarta-feira (4), durante seu evento do Pixel 2. Chamado de Clips, o pequeno dispositivo pode ser segurado com as mãos, grampeado na roupa ou colocado em alguma superfície plana enquanto usa inteligência artificial e reconhecimento facial para “capturar imagens bonitas e espontâneas” da sua vida. Assim como acontece com maioria das câmeras feitas para registrá-lo constantemente, o primeiro instinto de muitas pessoas foi: caramba, isso é assustador.

Mas, para ser justa, ela não é mais assustadora do que vários gadgets parecidos que vieram antes. A Narrative, por exemplo, era uma câmera de lifelogging pequena que, diferentemente das três horas de vida da bateria da Google Clips, conseguia capturar informações por até dois dias, em uma roupagem muito mais discreta. O Echo Look, da Amazon, pode não estar constantemente tirando fotos de você, mas ele foi feito para ficar no seu quarto, indiscutivelmente um dos lugares mais íntimos para se colocar uma câmera na sua casa. E isso sem falar nas câmeras e microfones de seus notebooks, tablets e smartphones. Se você acha o Clips uma invasão à privacidade, você não está errado. Mas ele é só uma gota em um oceano de um estilo de vida altamente vigiado que você já leva.

As pessoas voluntariamente sacrificam sua privacidade e dão boas vindas a produtos assustadores em sua vida quando eles se provam úteis o bastante. O Facebook funciona porque ele colhe seus dados para vender anúncios, e a empresa é assustadoramente habilidosa em detectar pessoas que você talvez já conheça ou possa querer conhecer. Mas você não deletou sua conta no Facebook, deletou? E se o fez, você parou de pesquisar coisas no Google também? Se você usa internet e tem um celular, você quase certamente está sendo monitorado.

A utilidade da Clips que a torna única ainda é incerta para mim. O que importa nesse dispositivo, no fim das contas, não é se as pessoas estão assustadas com ele, mas, sim, se o Google pode, de fato, oferecer aos usuários algo de valor. Se o produto for bom, as pessoas já demonstraram que abrem mão de sua privacidade de bom grado.

E o Google precisa convencer as pessoas de que elas precisam fazer lifelogging, uma tendência em grande parte inútil que, na melhor das hipóteses, parece estar pendurada por um fio. Já estamos em uma época em que é incrivelmente simples capturar momentos com um celular que carregamos em nosso bolso o tempo todo.

A Google Clips tem como público-alvo pais de filhos pequenos e donos de animais de estimação, com o sucesso do dispositivo condicionado à disposição dessas pessoas de documentar mais horas de suas vidas. Ele é mais sofisticado que as atuais câmeras de lifelogging; vai usar aprendizado de máquina tanto para fazer uma curadoria de seus momentos quanto para fazer reconhecimento facial e automaticamente destacar as pessoas (e gatos e cachorros) com quem você mais passa seu tempo. E se o Google realmente conseguir fornecer fotos incríveis e vídeos curtos perfeitos a ponto de seus usuários amarem de verdade o dispositivo, não vai fazer diferença se a câmera parecer algo que lembra a distopia de 1984, de George Orwell.

Não, o aspecto assustador da Google Clips não vai acabar com a câmera, mas se sua inteligência artificial não corresponder e o Google não pensar em uma boa razão pela qual mais pessoas deveriam começar a registrar cada momento de seus dias, então a irrelevância do produto certamente vai.

Imagem do topo: Google

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Tecnologia e Vida Digital


Bitcoin: o que é e como funciona a moeda virtual
...


1 em cada 3 jovens no mundo não tem acesso à internet, diz Unicef
...


Insetos, novas texturas e comida impressa em 3D: autor prevê a alimentação do futuro
...


O fone de ouvido que é capaz de traduzir 15 idiomas praticamente ao vivo
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE