Rondônia, - 07:50

 

Você está no caderno - Notícias da Amazônia
Feira de Peixe da Amazônia em Ji-Paraná
Feira de Peixe da Amazônia deve atrair 10 mil pessoas em Ji-Paraná no mês de outubro
Organizada com o apoio do Governo de Rondônia, Ji-Paraná sedia, nos dias 26, 27 e 28 de outubro, no Espaço Partenon, sua 1ª Feira Nacional de Peixe da Amazônia (Fenapam)
Publicado Quarta-Feira, 27 de Setembro de 2017, às 08:28 | Fonte da Redação 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=336624&codDep=38" data-text="Feira de Peixe da Amazônia deve atrair 10 mil pessoas em Ji-Paraná no mês de outubro

  
 
 

O evento quer apresentar Rondônia como o maior produtor de peixe em cativeiro do País

Organizada com o apoio do Governo de Rondônia, Ji-Paraná sedia, nos dias 26, 27 e 28 de outubro, no Espaço Partenon, sua 1ª Feira Nacional de Peixe da Amazônia (Fenapam), que vai reunir produtores, comerciantes e expositores, em torno de uma programação que incluiu palestras com especialistas e um show de gastronomia exclusivo com peixes da Amazônia.

O evento quer apresentar Rondônia como o maior produtor de peixe em cativeiro do País

De acordo com a coordenadora com Grupo Técnico da Piscicultura e assessora da Superintendência de Desenvolvimento do Estado (Suder), Ilse Oliveira, a feira tem a marca da iniciativa privada de Rondônia, responsável por toda organização, com o apoio do Governo do Estado, que no último dia (28) realiza a rodada de negócio, de promoção comercial, no âmbito da Fenapam, com investimento de R$ 120 mil, custeado pela Superintendência de Desenvolvimento.

Dirigida ao segmento da produção e comercialização, a feira visa diretamente fomentar este novo ramo e tendência do agronegócio, promovendo o peixe da Amazônia e melhorando a tecnologia de produção, de modo a atrair investidores para estimular a economia do Estado, reforçada por uma campanha de incentivo ao consumo e ao comércio de peixes na região. A justificativa, segundo a organização, tem a feira como mais uma oportunidade para divulgar o pescado da Amazônia, aproximando o produtor do fornecedor de tecnologia, buscando novos mercados e estimulando a industrialização do peixe da Amazônia.

Sem querer ser pequeno, o evento tem dimensão nacional e espera contar com aproximadamente dez mil pessoas que participarão de palestras, rodadas de negócios e visitas aos estandes, devidamente montados para mostrar e demonstrar todo o processo que envolve a cadeia produtiva da piscicultura, a começar pela produção de alevinos até a industrialização do pescado.

Neste ponto, o evento quer apresentar Rondônia como o maior produtor de peixe em cativeiro do País, com uma estimativa de produção de nada menos de 104 mil toneladas nesta safra (2017), querendo chegar a um milhão de toneladas em 2018, a depender dos investimentos da China em Rondônia. A afirmação foi feita nesta manhã de terça-feira (26) por Ilse Oliveira a um grupo de empresários chineses em visita ao Palácio Rio Madeira. Ela falou da potencialidade produtiva de Rondônia e dos investimentos que estão sendo realizados em toda a cadeia produtiva do pescado.

De acordo com organização da feira, o evento é aberto a todo segmento envolvido com a cadeia do peixe e ao público em geral. As inscrições podem ser feitas online página da Fenapam (www.fenapam.com) e, ainda, no Espaço Partenon durante o evento.

Fonte
Texto: Cleuber Rodrigues Pereira
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Notícias da Amazônia


Pará é o estado com maior índice de desmatamento da Amazônia Legal, aponta Imazon
Ao contrário do ano anterior, foi registrado aumento de 22% do desmatamento em todo território da floresta amazônica em 2018. 52% das áreas atingidas no Pará são de preservação ambiental. ...


Comunicólogos de Porto Velho debatem lixo plástico e os efeitos nos rios
Defensora de questões socioeconômicas e ambientais com metodologias inclusivas, a jornalista Claudia Moura disse aos colegas debatedores, que soluções para problemas sociais do país......


MPF identifica responsáveis por todos os desmatamentos com mais de 60 hectares na floresta amazônica entre 2016 e 2017
2,3 mil pessoas ou empresas foram associadas a mais de 1,5 mil áreas desmatadas de forma irregular...


Governo Temer e Estado de Roraima não alcançam conciliação sobre imigrantes venezuelanos
Em uma primeira reunião, em maio, o estado abriu mão do fechamento de fronteira, mas pediu R$ 184 mi em ressarcimento, por parte do governo federal...

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM