Rondônia, - 04:14
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Variedades
Variedades
Importante guerreiro viking era, na verdade, uma mulher
Publicado Quarta-Feira, 13 de Setembro de 2017, às 11:38 | Fonte Veja.com 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=335981&codDep=52" data-text="Importante guerreiro viking era, na verdade, uma mulher

  
 
 

 

Na série 'Vikings', atriz Katheryn Winnick interpreta Lagertha, uma habilidosa guerreira que possui grande destreza manejando seu escudo (//Divulgação)

 

 

 

 

 

 

A guerra não era uma atividade exclusivamente masculina entre as civilizações vikings da Suécia, aponta um estudo divulgado na última semana no periódico American Journal of Physical Anthropology. Cientistas descobriram que o esqueleto de um importante líder viking que viveu entre 1.000 e 1.200 anos atrás, encontrado durante as escavações em uma cova na cidade de Birka, em 1889, pertencia a uma mulher, e não a um homem, como se pensava. Isso, segundo os arqueólogos envolvidos no estudo, mostra que o papel da mulher naquela civilização se estendia também a funções militares. É a primeira guerreira viking de alto escalão já identificada.

Desde a descoberta do esqueleto, cientistas haviam assumido que os restos pertenciam a um homem por causa da grande quantidade de ornamentos presente no túmulo. A pesquisa recém-publicada, no entanto, comprovou por meio de análises genéticas que os restos eram mais compatíveis com o sexo feminino. A guerreira, que teria 1,70 metro de altura e cerca de 30 anos, foi encontrada enterrada junto a dois cavalos e algumas armas, incluindo uma espada, um arco e flecha, um machado e um escudo. Também foram encontrados um tabuleiro e peças que eram usadas para simular batalhas, projetar estratégias de guerra e planejar ataques.

Ilustração de como seria o túmulo em Birka, na Suécia, onde a guerreira foi encontrada, em 1889 (Stockholm University/Divulgação)

“O conjunto [de peças e tabuleiro] indica que ela era uma oficial, alguém que trabalhava com táticas e estratégias e liderava as tropas no campo de batalha”, afirma em comunicado a arqueóloga e líder do estudo Charlotte Hedenstierna-Jonson, da Universidade de Uppsala, na Suécia.

As análises também confirmam que os restos pertenciam a um indivíduo com estilo de vida itinerante, o que bate com a descrição da sociedade marcial que dominou o norte da Europa durante os séculos VIII a X, período conhecido como a Era Viking.

Apesar de arqueólogos já terem descoberto esqueletos de soldados vikings do sexo feminino antes, nenhum deles aparentava ter uma patente tão alta quanto o encontrado na cova em Birka.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Variedades


A sonda Cassini olhou para o abismo polar de Saturno, e ele é assustador
...


Avião espacial super secreto dos EUA volta à órbita nesta semana com ajuda da SpaceX
...


O estudante de 17 anos que corrigiu dados da Nasa
...


O Sol poderia ter uma estrela gêmea ‘do mal’?
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::