Rondônia, - 01:24
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
3 de setembro - Dia do Biólogo
Parabéns a todos os Biólogos de Rondônia pelo seu dia - saiba mais sobre a profissão
Neste domingo, 3 de setembro, é o Dia do Biólogo. A data foi escolhida em função da publicação da lei que regulamenta a profissão no Brasil. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO)
Publicado Domingo, 3 de Setembro de 2017, às 07:37 | Fonte Assessoria 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=335394&codDep=50" data-text="Parabéns a todos os Biólogos de Rondônia pelo seu dia - saiba mais sobre a profissão

  
 
 

Redes Sociais e ou Internet

Neste domingo, 3 de setembro, é o Dia do Biólogo. A data foi escolhida em função da publicação da lei que regulamenta a profissão no Brasil. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia (IFRO) conta em seu quadro de servidores com profissionais da área, que trabalham despertando essa consciência por questões ecologicamente adequadas, socialmente justas e economicamente viáveis.

Resultado de imagem para biologo

Segundo Tatiana Curado, do Campus Vilhena, “ser professora de Biologia é despertar o encanto dos alunos pela vida a cada dia. É muito recompensador observar os olhos curiosos e os rostos maravilhados a cada conteúdo que entendem, e ainda mais quando conseguem relacionar o que eu explico com o cotidiano deles”.

Do Campus Colorado do Oeste, a docente Ranieli dos Anjos de Souza Muler concorda com a assertiva: “É um privilégio poder contribuir um pouquinho com o conhecimento que cada aluno vai levar aqui do nosso Instituto. Não só eu, mas com certeza todos os professores têm essa responsabilidade”.

No Instituto Federal de Rondônia são ofertados cursos voltados ao exercício da docência, sendo os de Licenciatura em Ciências Biológicas nos Campi Ariquemes e Colorado do Oeste e no Campus Guajará-Mirim o curso é de Licenciatura em Ciências, e abrange as áreas de Biologia e de Química. Atualmente exercendo o cargo de Pró-Reitor de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, o biólogo Gilmar Alves Lima Junior, reforça que o IFRO tem contribuído com esta formação no Estado. “Estamos colocando à disposição da sociedade profissionais para os setores público e privado, fortalecendo a qualidade do ensino em Rondônia”, ressalta acrescentando: “Muitos egressos do Curso de Licenciatura em Biologia do IFRO cursam hoje mestrado na área de Ciências Biológicas, em diferentes regiões do país, realizando pesquisas científicas. Incentivamos que retornem ao Estado, para formação de uma massa crítica de pesquisadores, pois há demanda de resultados e inovação nos mais diversos campos de atuação do biólogo”.

Bruno Bratilieri dos Santos é egresso do Técnico em Alimentos e atualmente cursa disciplinas especiais no Curso de Biologia no Campus Ariquemes. Como futuro biólogo, ele analisa que a Biologia preenche as grandes dúvidas da sociedade, sendo muitas vezes não só um alicerce para ciência em geral, mas também para as ciências humanas e exatas. “Trata-se de uma forma de envolvimento com aqueles que a estudam, de modo a relacionar a vida cotidiana dos mesmos à prática da ciência. Deste modo, compreendemos que o ensino das Ciências Biológicas trazem consigo a fortificação do conhecimento prático e teórico dos discentes em seu ambiente de aprendizagem”, afirma.

Especificamente sobre as contribuições para o desenvolvimento da Amazônia, Brenda Nury da Costa Neinez, que é Professora Substituta de Biologia no Campus Ariquemes, acredita que por ser um bioma importantíssimo para o país e o continente e “que influencia no ciclo da água e no clima, além, é claro, do potencial medicinal e diversidade biológica que possui, o biólogo atua direta e indiretamente em todas essas questões. Seja no levantamento de espécies, no monitoramento e também na sensibilização da população com relação a importância deste bioma”.

Para Brenda, o professor de Biologia é um ator fundamental na percepção do jovem como parte do meio ambiente que vive. “Além de ser um facilitador do conhecimento científico, possui uma oportunidade única de interagir com seus alunos e propagar conhecimento a respeito dos seres vivos e sua diversidade. Com isso, educamos não só para o conhecimento acadêmico, mas também para a vida em sociedade e sua diversidade. O Instituto Federal, ligado a este conceito de diversidade, sociedade, ciência e tecnologia, propõe com este curso um profissional ético e sensível ao mundo que vivemos”, declara.

 

Mercado de Trabalho

A Técnica em Assuntos Educacionais do Campus Ariquemes, Clotilde Tânia Rodrigues Luz, mostra que são possibilidades de atuação: “saúde, meio ambiente, perícia e educação. Na educação, dependendo do lugar inclui a pesquisa e a extensão. O biólogo ainda pode ser um empreendedor. E o mercado de trabalho oferece mais oportunidades na área de educação: universidade, institutos de educação, órgãos estaduais, municipais e federais, como também instituições privadas”. Conforme Clotilde, o biólogo pode orientar e conscientizar pessoas para a necessidade de preservação e conservação dos recursos naturais que são finitos “e que vivemos numa grande teia onde todos os seres vivos são necessários conviverem em harmonia para o bem comum da humanidade e manutenção do planeta como um todo”.

Estudando a vida e os organismos vivos, portanto, um amplo campo de trabalho, a professora Brenda acrescenta que é “permeando por todas as vertentes ligadas aos seres vivos, as relações entre eles e a conservação e recuperação de áreas prioritárias ou degradadas. O mercado atualmente se mostra muito competitivo, com a abertura do campo ambiental para outros profissionais como a engenharia ambiental e gestão ambiental; mas que na verdade podem atuar em conjunto”.

A primeira Licenciatura em Ciências Biológicas do IFRO iniciou em Colorado do Oeste, no ano de 2010, tendo formado 90 profissionais até o momento. O principal objetivo é formar professores para atuar na Educação Básica, obedecendo ao conjunto de princípios, fundamentos e procedimentos estabelecidos pelas Diretrizes Curriculares. Em 2017 estão ativas seis turmas.

A bióloga Ranieli Muler está há oito meses no Campus, é especializada na subárea de geoprocessamento e atualmente é substituta da Coordenação do Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. Na sua visão, a Biologia (licenciatura ou bacharelado) é uma área muito ampla. “Na licenciatura não se fica restrito à sala de aula, porque o formado pode posteriormente complementar a carga horária de curso fazendo formação continuada, pós-graduação, matérias isoladas em outros cursos, o que vai agregar para que futuramente ele possa fazer o registro dele no Conselho Regional de Biologia para atuar com consultoria, auditoria, projetos ambientais e de educação ambiental, licenciamento ambiental. Atualmente a regulamentação de biólogo possui mais de 122 áreas de atuação. Então, o aluno que entra no IFRO vai sair licenciado em Biologia, apto a atuar em sala de aula. Posteriormente, ao término do curso, ele pode fazer essa complementação de carga horária de modo a se capacitar”, afirma a docente concluindo: “A mensagem que posso deixar é sobre essa variedade de oportunidades que a Biologia oferece. Esse leque que se abre para quem cursar a licenciatura do IFRO. Além de ter toda essa demanda por profissionais altamente especializados na área, nós temos aqui uma ótima infraestrutura de formação, de modo que os que vierem estudar no campus terão uma formação excelente para o mercado de trabalho”.

 

 

__

 

Assessoria de Comunicação e Eventos - ASCOM/IFRO





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Exportação de bovinos vivos caiu 69,2% no primeiro semestre
Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o Brasil exportou, em junho, 27,7 mil cabeças de bovinos....


Pescadores de Guajará-Mirim pedem apoio do governo de Rondônia
Representantes da Cooperativa Agropecuária de Aquicultura Solidária e Ecológica de Guajará-Mirim (Cooasa) participaram de uma reunião nesta quarta-feira (27) em Ji-Paraná com o governador Confúcio Moura,...


Bancos vão disponibilizar R$ 1 bilhão em crédito para negócios na 5ª Rondônia Rural Show
Ao anunciar o valor a ser disponibilizado, Daniel Pereira enfatizou que a Rondônia Rural Show já mostra potencial de crescimento anual superior a feiras mais antigas. “Na quarta edição, a Rondônia Rural Show fechou balanço em R$ 700 milhões......


Embrapa Rondônia desenvolve nova técnica de inseminação que aumenta em até 20% a prenhez de vacas
A Embrapa Rondônia desenvolveu uma técnica chamada de Inseminação Artificial em Tempo Fixo (IATF) em Blocos que tem resultado em aumentos de 10% a 20% de prenhez em relação às vacas submetidas à metodologia de IATF convencional....

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::