Rondônia, - 12:59

 

Você está no caderno - Agronegocios / Pecuária
Café de Rondônia
12 homens e um destino: café com qualidade
Apoio do Sebrae e do Governo do Estado viabilizou a busca por aperfeiçoamento
Publicado Quinta-Feira, 24 de Agosto de 2017, às 10:30 | Fonte Dayan Cavalcante Saldanha 0
https://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=335092&codDep=50" data-text="12 homens e um destino: café com qualidade

  
 
 

Doze produtores rurais de Rondônia iniciaram visitas técnicas ao Espírito Santo com acompanhamento de técnicos do Sebrae e da Seagri para acompanhar in locu as melhores práticas na produção e comercialização do café. Eles estão em São Gabriel da Palha, cerca de 200 da capital, Vitória. O município é considerado referência em café do tipo conilon, a espécie mais recorrente entre os produtores rondonienses . Esta visita é um importante passo do projeto de cafeicultura do Convênio nº 120/PGE-2016 firmado entre Sebrae e Suder com objetivo de apoiar e fortalecer o café de Rondônia.

Após poucas horas de sono devido ao deslocamento até São Miguel da Palha, logo cedo participaram de reunião na Cooabriel com empolgação. Na reunião, o presidente da cooperativa Antonio Joaquim de Souza Neto explicou a força do café na região, devido ao pioneirismo no plantio de conilon. Após as apresentações de todos os presentes, o presidente disse que todos da Cooabriel têm visto com bons olhos a proposta de atuação no café rondoniense, parabenizando a iniciativa do Sebrae e do Governo do Estado.

A analista-técnica do Sebrae, Cíntia Salvador, explicou que o Sebrae em Rondônia intensificou sua atuação no setor primário devido à vocação do estado. Dentre as ações do Projeto de Cafeicultura, foi realizado recentemente umSeminário Rural em Alta Floresta do Oeste, onde o café figurou como tema específico, levando mais conhecimento sobre o produto aos empreendedores rurais da região.

Júlio César Peres, da Seagri, disse que a proposta de premiação incentivada pelo Governo do Estado tem como diferencial a compra do café produzido pelo produtor que venceu a competição. Essa abordagem rondoniense foi muito elogiada pelos técnicos da cooperativa.

As discussões ao longo da reunião, segundo o produtor rural Ronaldo Bento, mostraram que é possível ter mais qualidade na produção do café alinhado ao retorno financeiro para a propriedade. O que mais chamou sua atenção foi o peso médio dos grãos quando se compara o verde com o maduro.

O técnico Carlos Constantino da Cooabriel deixou claro que a pressa em colher, motivo de alguns produtores colherem muitos grãos verdes, diminui a lucratividade por colheita. Esses dados surpreenderam os produtores e demais técnicos presentes na reunião.

Acompanhe esta e outras ações do Sebrae, acessando sebrae.ro ou pela Central de Relacionamento pelo 0800 570 0800.








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em Agronegocios / Pecuária


Banco da Amazônia exclui tarifa para agronegócio
Segundo a CNA, produtor era cobrado indevidamente pela análise de projetos apresentados para financiamento no Fundo Constitucional do Norte...


Estudantes visitam Viveiro Cidadão em Rolim de Moura
Os estudantes participaram de uma visita guiada, onde conheceram as etapas de produção de mudas que são produzidas no viveiro e as sementes de diversas espécies nativas......


Embrapa lança boletim periódico com dados agropecuários de Rondônia
A primeira edição traz informações dos últimos 40 anos de atividades do setor...


Diretoria técnica do Sebrae se reúne com comitê gestor da cafeicultura de Rondônia
O Projeto Cafeicultura de Rondônia oferece e divulga conhecimentos inovadores sobre assuntos pertinentes à atividade....

 

::: Publicidade :::


:: Publicidade :::

 
 
 
 
EMRONDONIA.COM