Rondônia, - 12:32
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - NACIONAL
Nacional
Transformação do Brasil depende de todos
Publicado Quarta-Feira, 23 de Agosto de 2017, às 10:46 | Fonte Revista Exame 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=335053&codDep=30" data-text="Transformação do Brasil depende de todos

  
 
 

 

Pessoas usando celulares e tablets: internet, redes sociais, computadores

(Foto/Thinkstock)

 

 

 

 

 

 

“A messe é grande e os operários são poucos”, diz o versículo bíblico. E esse é o retrato da construção cívica e moral que vivemos no Brasil.

Por aqui, além de trabalhadores, faltam cidadãos engajados e prontos a fazer sua parte e dar o exemplo de respeito à lei e à ordem no cotidiano. Confesso que tenho dificuldade de entender por que um povo tão gentil e honrado, como o nosso, demora tanto para reagir, defender seus direitos e os próprios pontos de vista.

Uma das explicações para isso eu ouvi do sociólogo colombiano Bernardo Toro em uma palestra promovida pela Associação Brasileira de Recursos Humanos(ABRH). Ele comparou a formação da cidadania dos povos da América do Sul, colonizados por portugueses e espanhóis, com a criação da cidadania americana, a partir a chegada dos peregrinos no Mayflower.

O raciocínio era o seguinte: os americanos tiveram de construir eles próprios suas leis, seus protocolos de ação e seus hábitos — tudo coletivamente, sem ajuda externa. Eles criaram seus valores por meio dos exemplos de vida, e sua moral, por meio do esforço comunitário.

Os povos sul-americanos, ao contrário, receberam a cidadania diretamente das caravelas dos colonizadores, que simplesmente a adaptaram às condições climáticas do novo continente. Desse modo, a cidadania foi construída sem a participação da população, que não pôde lutar nem discutir publicamente. O que aconteceu? O autoritarismo do colonizador prevaleceu.

 

 

 

“Quando há momentos difíceis, esperamos que apareça uma caravela com a solução mágica. Mas não há caravela”

   

 

 

E parece que continua prevalecendo, pois, quando enfrentamos momentos difíceis, como o atual, ficamos de olho no horizonte esperando que apareça uma caravela com uma solução mágica. Mas a verdade é que não haverá nenhuma caravela. Nós é que precisamos enfrentar o mar revolto e trabalhar na construção do país.

Cada um deve exercer o próprio papel, não importa o tamanho da contribuição. O que vale é que os atos sejam executados com autenticidade, paixão e olhando para o futuro — na expectativa que os outros sigam nossos exemplos. Nada de perder a esperança. Podemos construir um novo Brasil, cercado pela ética e pela integridade. Basta que cada um faça sua parte dentro do coletivo.

A messe é grande, sim. Precisamos de mais trabalhadores. Você já foi escolhido. Agora, é só ter coragem para lutar.

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em NACIONAL


Centro cultural em Manaus vai abrigar nova base da Polícia Militar
...


Cantor amapaense Alan Gomes homenageia Djavan em show especial
...


Mutirão retira lixo e entulho acumulados nas margens do rio Amazonas, na orla de Macapá
...


Previsão aponta início do período de chuvas para o fim de novembro no Amapá
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::