Rondônia, - 00:57
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - POLÍTICA
Política
Acusado de assédio a jornalista, Wladimir responderá ao Conselho de Ética
Publicado Sábado, 12 de Agosto de 2017, às 11:14 | Fonte Correio Braziliense 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=334469&codDep=19" data-text="Acusado de assédio a jornalista, Wladimir responderá ao Conselho de Ética

  
 
 

 

 

 

 

 

 

 

Na noite de quarta-feira (9/8), a assessoria do deputado Wladimir Costa divulgou uma nota onde o parlamentar declara estar "tranquilo" e ter "convicção" de que "em momento algum" cometeu crime de assédio contra a jornalista.

 

O deputado Wladimir Costa (SD-PA) responderá no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados em relação às ofensas contra à jornalista Basília Rodrigues, da rádio CBN. O processo foi protocolado na quarta-feira (9/8) pelo PSB, após o episódio em que, ao ser solicitado pela repórter Basília Rodrigues, da rádio CBN, para mostrar a tatuagem que havia feito com o nome do presidente Michel Temer, ele ter respondido que para ela mostraria 'só se fosse tudo'. A ação do partido afirma que o deputado cometeu " ataques morais e de flagrante desrespeito" contra a jornalista.

 

O partido também cita no requerimento que "a atitude vexaminosa e reprovável do deputado, além de ofensiva à profissional e cidadã Basília Rodrigues, expõe a Câmara dos Deputados e contribui para a deterioração da sua imagem institucional perante a sociedade". A legenda pede ainda que a representação seja analisada "para aplicar punição cabível e na exata extensão das condutas praticadas pelo deputado". 

 

Ao entregar a peça ao conselho, o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), afirmou que o documento não pede uma punição específica ao parlamentar paraense. Segundo ele, a definição cabe ao relator do caso no Conselho de Ética. A punição para uma representação deste tipo pode variar de uma advertência até a perda do mandato.

 

"Tranquilo" 

 

Na noite de quarta-feira (9/8), a assessoria do deputado Wladimir Costa divulgou uma nota onde o parlamentar declara estar "tranquilo" e ter "convicção" de que "em momento algum" cometeu crime de assédio contra a jornalista.

 

"A jornalista insistentemente pede para eu tirar a roupa, mostrar a tatuagem, eu disse 'não'. Até que em determinado momento eu disse que 'mostro só se for o corpo inteiro'. Corpo inteiro não quer dizer nu. Eu não falei em nenhum momento 'eu quero ficar despido para você', 'eu quero ficar nu para transar com você'. 'Pra você eu mostro só se for o corpo inteiro'. Isso é assédio? isso é crime? Pelo amor de Deus. Eu acho isso literalmente absurdo", se defende o parlamentar na nota. "Estou pronto para responder 'sim' no Conselho de Ética e na Justiça. Em momento algum eu faltei com o respeito, eu a agredi verbalmente, a assediei. Não existe isso, não", conclui.

 

Em entrevista ao jornal "O Globo", o parlamentar afirmou que não irá recorrer da denúncia. Segundo ele, o desejo é de que o requerimento vire um processo. O deputado disse ainda que a denúncia se deu por conta de uma "rivalidade política". Na entrevista, Wladimir ainda pediu desculpas à jornalista, dizendo que ela "poderia ter interpretado mal a resposta" e que, em sua opinião, a profissional estaria em busca de "holofotes".

 

 

 

 

 

 

O deputado Wladimir Costa postou e compartilhou ofensas contra a repórter nas redes sociais

 

 

 

 

 

 

Ataques em rede social

Após a repercussão do caso, o deputado paraense se envolveu em outra polêmica ao atacar Basília por meio de mensagens no Facebook. Wladimir compartilhou fotos da jornalista com comentários machistas sobre sua aparência. "Creio que (a denúncia) deva ser por um suposto assédio moral, porque assediá-la sexualmente ninguém irá acreditar, pois basta ver as fotos da mesma e todos irão ver que ela foge totalmente dos padrões estéticos que supostamente despertaria algum tipo de desejo em alguém. Pelo menos dos meus fogem 1.000% e também creio que fogem dos interesses padrões que outros homens possam sentir por uma mulher. Digamos que apenas a cor negra de sua pele e o cabelo cacheado, é o que ela verdadeiramente tem de beleza em seu corpo", escreveu.

 

O parlamentar ainda questionou a competência da profissional. "Ela é aquela do tipo mequetrefe e resolveu me denunciar sabem por que? Adivinhem ? Isso mesmo! Por assédio", diz outro trecho da publicação. Também em entrevista ao jornal "O Globo", a jornalista Basília Rodrigues lamentou a atitude do deputado e afirmou que vai manter o processo contra Wladimir. "Tudo foi gravado e presenciado por outros deputados e jornalistas. O áudio já foi divulgado por vários veículos de comunicação. Imagino quantas mulheres são desrespeitadas enquanto estão trabalhando e não têm um gravador para comprovar isso. Elas não devem se calar", declarou. 

 





Notícia visualizada Contador de visitasvezes




Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em POLÍTICA


Câmara começa a decidir se abrirá processo de impeachment de Dilma
...


Marcos Rogério apresenta plano de trabalho no Conselho de Ética
...


Delação premiada de Delcídio do Amaral é homologada pelo Supremo
...


Sérgio Cabral pode ser condenado por concessão irregular de incentivos fiscais
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE

Parceiros :::