Rondônia, - 22:53
Últimas Política Amazônia Ciência e Saúde Agronegócios Capital Interior
Tecnologia Religião Artigos Fotojornalismo Nacional Anuncie Fale Conosco
   

 

Você está no caderno - NACIONAL
nacional
Reforma trabalhista deve abrir espaço para negociações e reduzir processos
Publicado Quarta-Feira, 12 de Julho de 2017, às 15:13 | Fonte Jornal Hoje 0
http://www.ariquemesonline.com.br/noticia.asp?cod=332552&codDep=30" data-text="Reforma trabalhista deve abrir espaço para negociações e reduzir processos

  
 
 

 

Resultado de imagem para Reforma trabalhista deve abrir espaço para negociações e reduzir processos

 

 

 

 

 

O Senado aprovou a Reforma Trabalhista proposta pelo governo Temer. A discussão agora é sobre a edição de uma Medida Provisória com alterações ao texto aprovado.

Logo no início da sessão na Comissão de Constituição e Justiça que sabatina a indicada para Procuradoria Geral da República, senadores usaram a palavra para fazer duras críticas ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia. A Reforma Trabalhista mal foi aprovada no Senado e Maia publicou nas redes sociais que a Câmara não iria aceitar nenhuma mudança na lei e que qualquer Medida Provisória não seria reconhecida pela casa.

Os senadores alegam que há quebra de acordo por parte do governo, que prometeu vetar pontos e editar uma Medida Provisória com algumas mudanças.

Graças a esse acordo, o texto foi aprovado e seguiu direto para a sanção presidencial, não precisou voltar para a Câmara.

Nas alterações acordadas entre governo e senadores, Temer deixaria mais claro quais são os critérios para adotar o contrato intermitente e também estabeleceria salvaguardas à participação sindical na negociação coletiva. Pouco antes da votação no plenário do Senado, o líder do governo, senador Romero Jucá, PMDB-RR, usou a tribuna para reafirmar o compromisso.

O articulador político do governo, ministro Antonio Imbassahy, diz que recebeu com naturalidade a declaração de Rodrigo Maia porque ela representa a vontade dos deputados. Mesmo assim, Imbassahy afirma que o governo vai manter o combinado e já está até elaborando a Medida Provisória alterando pontos que dizem respeito à segurança do trabalhador.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, também confirmou que o acordo será honrado, mas disse que a MP não vai mexer na extinção do imposto sindical obrigatório, ou seja, o governo vai sancionar o fim da obrigatoriedade e não pretende recriar o imposto. Durante a tramitação da reforma, o governo disse que o imposto poderia não ser extinto de uma só vez, mas sim de forma escalonada.

O governo não quer perder apoio contra a denúncia na Câmara e já recebeu o recado que a recriação do imposto sindical será mal recebido e ele perderá votos.

Especialistas entrevistados pelo Jornal Hoje disseram que a Reforma Trabalhista vai abrir espaço para negociações entre trabalhadores e patrões e reduzir processos na Justiça do Trabalho. Hoje, segundo o Ministério do Trabalho, o Brasil é o país recordista em número de ações trabalhistas. São onze mil por dia. 

 








Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Veja também em NACIONAL


Temer elogia 'eficiência' do governo antes do anúncio de aumento de tributos
...


Morre aos 76 anos Marco Aurélio Garcia, ex-assessor especial da Presidência da República
...


Homem registra ocorrência policial para reclamar de traições da mulher
...


Terceira vítima de acidente na BR-163, em MS, é encontrada morta dentro de carro
...

 

::: Publicidade :::



:: Publicidade :::

 
350x90
 
 
  EMRONDONIA.COM
FALE CONOSCO  |  ANUNCIE  |  EQUIPE  |  MIDIA KIT   |  POLÍTICA DE PRIVACIDADE